Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

09.Mai.11

“Águia” coloca “militares” em sentido!

 

Matjedje-x-Desporti...

 

 

 

Os “alvi-negros” assumiram, desde cedo, as despesas do jogo, tendo remetido o Matchedje, que se encontra na cauda da tabela classificativa, à sua zona defensiva

 

O Desportivo de Maputo, que vinha de uma derrota diante da Liga Muçulmana por 2-1, partiu para este embate com o claro objectivo de vencer, de modo a não perder terreno na pauta da tabela classificativa.

 

Os “alvi-negros” assumiram, desde cedo, as despesas do jogo, tendo remetido o Matchedje, que se encontra na cauda da tabela classificativa, à sua zona defensiva. Aos 27 minutos, após uma jogada bem desenhada pelos “alvi-negros”, Zainadine Jr.

 

 

Fonte:O Pais

09.Mai.11

Principais favoritos perdem pontos

Ferroviario
Em resumo, a jornada nove não trouxe nada novo. Os primeiros são cada vez mais primeiros e, em baixo, os últimos têm cada vez menos tempo (jogos) para inverter a situação. No meio, a ronda demonstrou que há equilíbrio e que as posições de manutenção poderão, mais uma vez, ser definidas apenas no último momento.

Quatro jornadas separam-nos do final da primeira volta do Campeonato Nacional de Futebol, vulgo Moçambola-2011. O Maxaquene empata com equipas de Tete e mantém a sua liderança.

No bairro da Matola Hanhane, o campeão Liga Muçulmana recolocou a diferença pontual confortável com o forte candidato a campeão da primeira volta, o Maxaquene, que é igualmente um forte rival. O título é, ainda, coisa de muitos candidatos, apesar da vantagem dos “tricolores”. Mais do que isso, o encontro entre a Liga Muçulmana e o HCB de Songo deixa no ar a dúvida se o futuro do campeonato não será de uma disputa de várias equipas ou poderá ser um mano-mano entre a Liga Muçulmana e o Maxaquene. Todavia, o Ferroviário de Maputo, mais do que perder mais vezes fora de casa, mostrou ao Incomáti que a distância entre ambos não é muito grande, talvez nunca foi, na história de ambos.

A reacção do Vilankulo FC continua em fase crescente. Pena ter deixado escapar a vitória, pois a acontecer consolidava a retirada da barriga da miséria. Desta vez, por um triz não ganhou fora diante do Chingale. Um empate com sabor amargo, porque chegou a ter vantagem de dois golos.

Por fim, o Maxaquene, Ferroviário de Maputo e Chingale de Tete foram os últimos no Top-5 a entrar em campo. Os “tricolores” podiam ter aproveitado para fugir ainda mais aos lugares de descida. O Chingale de Tete até conseguiu um ponto em casa.  Realce o facto do Costa do Sol ter regressado às vitórias e complica a vida das outras equipas da sua grandeza.

Valeu a uns e a outros o facto de o Sporting da Beira e Atlético Muçulmano terem defrontado outros nomes sonantes do Moçambola. E, no Chiveve, houve luta acesa pelos três pontos, com os leões  a terem de colocar a classe um pouco de lado e vencer o Ferroviário da Beira em casa, com um golo madrugador. Assim construiu-se a terceira vitória, seguida do Sporting da Beira no campeonato.

Em resumo, a jornada nove não trouxe nada novo. Os primeiros são cada vez mais primeiros e, em baixo, os últimos têm cada vez menos tempo (jogos) para inverter a situação. No meio, a ronda demonstrou que há equilíbrio e que as posições de manutenção poderão, mais uma vez, ser definidas apenas no último momento.

No fundo é isto o que sobra de mais valioso da nona jornada.

 

 

Fonte:O Pais