Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

26.Fev.10

Sporting: Mexer estreou-se com vitória na Taça Intercalar

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5442448490907371730" />

Central moçambicano foi titular no triunfo sobre o Belenenses (2-1)

Mexer, central moçambicano contratado no mercado de Inverno, estreou-se esta quarta-feira de leão ao peito na vitória do Sporting sobre o Belenenses na Taça Intercalar (2-1).

A equipa do Restelo esteve em vantagem, com golo de Romário (27m), mas a equipa de Alvalade virou o resultado com golos de Renato Santos (32m9 e Matheus Silva (63m).

Sporting e Belenenses lideram a Zona Sul com quatro pontos, à frente do Benfica (3), Mafra (1) e Estoril (1-1).
26.Fev.10

Sporting: Mexer estreou-se com vitória na Taça Intercalar

Central moçambicano foi titular no triunfo sobre o Belenenses (2-1)

 

Central moçambicano Mexer  foi titular no triunfo sobre o Belenenses

Mexer, central moçambicano contratado no mercado de Inverno, estreou-se esta quarta-feira de leão ao peito na vitória do Sporting sobre o Belenenses na Taça Intercalar (2-1).

 

A equipa do Restelo esteve em vantagem, com golo de Romário (27m), mas a equipa de Alvalade virou o resultado com golos de Renato Santos (32m9 e Matheus Silva (63m).

 

Sporting e Belenenses lideram a Zona Sul com quatro pontos, à frente do Benfica (3), Mafra (1) e Estoril (1-1).

24.Fev.10

Mart vai ou fica?

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5441755290264847666" />

Renovação refém de parceiros segundo Filipe Lucas Johane.O Governo, por seu turno, diz que aguarda pelo regresso do técnico, no final deste mês, para finalizar o processo.

Já vai longo o processo negocial entre a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) e o técnico holandês, Mart Nooij, visando a renovação do contrato deste no comando dos Mambas. Como já é do domínio público, antes mesmo do término do primeiro vínculo contratual, decorria ainda o ano passado, a FMF apresentara uma proposta de renovação ao técnico que, pelo que apurámos, rondava os vinte mil dólares.

A esta proposta, o holandês só respondeu depois do Campeonato Africano das Nações, CAN Orange de Angola 2010, com uma contraproposta de aproximadamente vinte e cinco mil dólares, a qual a FMF tratou de apresentar ao governo, através do Ministério da Juventude e Desportos, para a tornar exequível.

Esta terça-feira, 23 de Fevereiro, passam precisamente cinquenta e quatro dias depois que o anterior contrato terminou e, ao contrário do que se esperava, ainda nada foi decidido para a preocupação dos amantes do futebol e em particular da selecção nacional.

O secretário-geral da Federação Moçambicana de Futebol diz que o processo regista um impasse porque o governo ainda não encontrou parceiros dispostos a pagar o salário exigido pelo holandês.

MART PEDIU 25 MIL USD

Um salário líquido mensal de vinte e cinco mil dólares americanos, o equivalente a cerca de seiscentos e setenta e cinco mil meticais, é quanto Mart Nooij pediu à Federação Moçambicana de Futebol como contraproposta à proposta de perto de vinte mil dólares, ou seja, quinhentos e quarenta mil meticais, do organismo de tutela do futebol moçambicano para renovar pela selecção nacional.

Trata-se de um incremento na ordem de setenta e cinco por cento em relação ao valor que Mart Nooij auferia até 31 de Janeiro de 2010.

A FMF, que não nada em dinheiro, lembra Johane, “apresentou referida contraproposta ao governo. Todos sabem que não é a federação que paga os onorários do seleccionador. O governo, com o apoio de parceiros do FUT-21, é quem suportou a estada de Mart Nooij em Moçambique.

Nós, federação, não temos condições para tal”, justificou.

Filipe Lucas Johane disse, também, no contacto que manteve com o nosso jornal, ter conhecimento de que o governo tem se desdobrado em contactos com vários parceiros, a começar pelos que ao longo dos últimos dois anos garantiram a sustentabilidade da permanência de Mart Nooij, no país, até aos que, não sendo ainda, espera congregá-los nesse grupo, tudo a pensar numa solução.

Ao que parece, as negociações não vão a bom porto. Segundo a nossa fonte, os parceiros ainda não responderam positivamente à proposta apresentada pela Federação Moçambicana de Futebol.
24.Fev.10

AFROTAÇAS-2010 - Jornada de confirmação ou ainda de sobressalto?

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5441744510354223938" />
id="BLOGGER_PHOTO_ID_5441744313592933522" />

O DESNÍVEL futebolístico entre os nossos representantes nas Afrotaças-2010 e os seus adversários ficou bem expresso nos desafios da primeira “mão” da pré-eliminatória, disputados há sensivelmente duas semanas.

Para além das suas vitórias, Ferroviário e Costa do Sol vincaram, do ponto de vista competitivo, que possuem mais e melhores argumentos para meritoriamente transitarem para os dezasseis-avos-de-final.


Neste momento, a expectativa dos adeptos moçambicanos gravita em torno dos números que “locomotivas” e “canarinhos” brindarão os seus opositores, quando na tarde de sábado – e não no domingo, como habitualmente – enfrentarem AC Mitsamiouli, das Ilhas Comores, no Estádio da Machava, em Maputo, e União Flamingo Santos, do Botswana, em Gaberone.

Os triunfos conseguidos pelo Ferroviário (5-3) em Moroni e pelo Costa do Sol (2-0), no seu terreno, são tranquilizadores, daí “todo o mundo” esperar que a presente jornada seja apenas de confirmação da supremacia exercida pelos moçambicanos.

No entanto, por uma questão de prudência – e não de receio – estes desafios de sábado podem também ser de sobressalto e de desencanto para as nossas aspirações, pelo que é extremamente importante não embandeirar em arco, principalmente a turma de João Chissano, pelo facto de actuar fora de portas e num ambiente que lhe será absolutamente hostil.

Os campeões nacionais far-se-ão ao relvado do Vale do Infulene com cinco tentos marcados – uma verdadeira obra –, utilíssimos em caso de necessidade de empate. Os comorianos são claramente menos dotados, em todos os aspectos, todavia, importa recordar que, no desafio da primeira “mão”, mesmo a perder por duas bolas sem resposta não baixaram os braços, tendo lutado com galhardia e logrado chegar à igualdade (2-2), embora os “locomotivas”, mais maduros e experientes nestas andanças, tenham depois dado o “xeque-mate” com um desfecho que lhes tranquiliza.

Em relação aos “canarinhos”, pelo que se viu do Flamingo Santos, não resta a menor dúvida que as dificuldades serão muito grandes, até porque a vantagem de 2-0 não recomenda um sossego total. Depois das partidas da primeira “mão”, Ferroviário e Costa do Sol estiveram envolvidos na disputa da Taça de Honra, tendo jogado no sábado e na quarta-feira.

Esta semana, enquanto a equipa de Chiquinho Conde vem se preparando afincadamente no seu campo, os “canarinhos” preferiram um estágio competitivo na África do Sul, tendo em vista, também, a adaptação à altitude, viajando hoje para Gaberone.
24.Fev.10

AFROTAÇAS-2010 - Campeão nacional tranquilo, mas … Não festejar antes do tempo

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5441728888216693522" />

CINCO golos em terreno alheio é uma obra que deixa qualquer equipa tranquilíssima, sobretudo se se considerar que o adversário é claramente incapaz de protagonizar uma reviravolta, como é o caso do AC Mitsamiouli.

Mesmo assim, nas hostes “locomotivas”, apesar de o ambiente ser de certeza em relação à passagem para os dezasseis-avos-de-final da Liga dos Campeões, recomenda-se calma, serenidade e nada de festejos antes do tempo.

Embora o bilhete de passagem rumo à etapa seguinte praticamente já esteja nas mãos do seu time, Chiquinho Conde prima pela contenção, isto é, reduzir ao máximo os prováveis excessos de confiança dos atletas, que só contribuiriam para a sua desconcentração, numa semana tão fulcral como esta.

Aliás, a despeito da nítida vantagem, o técnico campeão nacional não esconde a sua gula, afirmando que o Ferroviário vai jogar ao ataque e procurar fazer tantos golos quantos marcou nas Comores, pois não faz parte da sua filosofia gerir vantagens, uma vez que os jogos são para ser ganhos.

É neste pressuposto, segundo ele, que a palavra de ordem nos treinos tem sido a seguinte: procurar atingir a perfeição no passe, exactidão no ataque e determinação a defender. Em face destes factos, a aplicação dos jogadores é uma realidade e quase que não há tempo para respirar. Movimentos rápidos e trocas de bola ao segundo toque são uma arma a explorar, de forma a aproveitar o fraco poderio técnico dos comorianos.

As sessões de treinamento decorrem desde segunda-feira, no campo do Ferroviário da Baixa, mas amanhã a equipa transfere-se para o Estádio da Machava, palco do encontro, estando agendados ensaios de remates à baliza, bem como a táctica e a estratégia a utilizar frente ao campeão das Comores.

Em princípio, a equipa técnica “locomotiva” terá todos os jogadores disponíveis para este compromisso. Jerry, que tinha sido dispensado para tratar assuntos pessoais e não alinhou contra o Maxaquene, no sábado, para a Taça de Honra, já voltou ao trabalho e deverá fazer parte do onze inicial.
24.Fev.10

Mart vai ou fica?

Renovação refém de parceiros segundo Filipe Lucas Johane.O Governo, por seu turno, diz que aguarda pelo regresso do técnico, no final deste mês, para finalizar o processo.

 

FAIZAL Sidat, director geral do Diário de Moçambique, ofereceu esta semana 25 mil meticais ao Têxtil do Púnguè, representante moçambicano na Taça CAF.

Já vai longo o processo negocial entre a Federação Moçambicana de Futebol (FMF) e o técnico holandês, Mart Nooij, visando a renovação do contrato deste no comando dos Mambas. Como já é do domínio público, antes mesmo do término do primeiro vínculo contratual, decorria ainda o ano passado, a FMF apresentara uma proposta de renovação ao técnico que, pelo que apurámos, rondava os vinte mil dólares.

 

A esta proposta, o holandês só respondeu depois do Campeonato Africano das Nações, CAN Orange de Angola 2010, com uma contraproposta de aproximadamente vinte e cinco mil dólares, a qual a FMF tratou de apresentar ao governo, através do Ministério da Juventude e Desportos, para a tornar exequível.

 

Esta terça-feira, 23 de Fevereiro, passam precisamente cinquenta e quatro dias depois que o anterior contrato terminou e, ao contrário do que se esperava, ainda nada foi decidido para a preocupação dos amantes do futebol e em particular da selecção nacional.

 

O secretário-geral da Federação Moçambicana de Futebol diz que o processo regista um impasse porque o governo ainda não encontrou parceiros dispostos a pagar o salário exigido pelo holandês.

 

MART PEDIU 25 MIL USD

 

Mart Nooij (I. Pascoal)

Um salário líquido mensal de vinte e cinco mil dólares americanos, o equivalente a cerca de seiscentos e setenta e cinco mil meticais, é quanto Mart Nooij pediu à Federação Moçambicana de Futebol como contraproposta à proposta de perto de vinte mil dólares, ou seja, quinhentos e quarenta mil meticais, do organismo de tutela do futebol moçambicano para renovar pela selecção nacional.

 

Trata-se de um incremento na ordem de setenta e cinco por cento em relação ao valor que Mart Nooij auferia até 31 de Janeiro de 2010.

A FMF, que não nada em dinheiro, lembra Johane, “apresentou referida contraproposta ao governo. Todos sabem que não é a federação que paga os onorários do seleccionador. O governo, com o apoio de parceiros do FUT-21, é quem suportou a estada de Mart Nooij em Moçambique.

 

Nós, federação, não temos condições para tal”, justificou.

 

Filipe Lucas Johane disse, também, no contacto que manteve com o nosso jornal, ter conhecimento de que o governo tem se desdobrado em contactos com vários parceiros, a começar pelos que ao longo dos últimos dois anos garantiram a sustentabilidade da permanência de Mart Nooij, no país, até aos que, não sendo ainda, espera congregá-los nesse grupo, tudo a pensar numa solução.

 

Ao que parece, as negociações não vão a bom porto. Segundo a nossa fonte, os parceiros ainda não responderam positivamente à proposta apresentada pela Federação Moçambicana de Futebol.

24.Fev.10

AFROTAÇAS-2010 - Estamos muitos fortes - afirma o goleador Jerry

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5441724811641083634" />


“O FERROVIÁRIO só pensa em ganhar todos os jogos e lutar até ao final de cada prova com a mesma ambição.

O grupo está motivado muito forte e unido. Portanto, estão todas as condições reunidas para conseguirmos passar esta eliminatória”, afirmação do goleador Jerry, acrescentando que os “locomotivas” estão a passar por um bom momento de forma, pelo que está muito confiante num bom resultado.

Questionado sobre as chances do campeão nacional nesta prova, o avançado disse: “O nosso objectivo é chegar até à fase de grupos. Mas nada nos proíbe de ir mais longe. Tudo depende de nós. Vamos acreditar que é possível fazer uma prova para além das metas traçadas”.
24.Fev.10

AFROTAÇAS-2010 - “Canário” motivado a caminho do Botswana

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5441722767647020530" />

MOTIVADO pelo resultado favorável que transporta na bagagem, o Costa do Sol segue esta manhã para o Botswana, onde no sábado disputa com o União Flamingo Santos o desafio da segunda “mão” da pré-eliminatória da Taça Confederação Africana de Futebol.

Tendo escalado a África do Sul para um breve estágio competitivo e também de adaptação à altitude, os “canarinhos” defrontaram segunda-feira a turma local do Moroka Swallows, derrotando-a por 2-1, um desfecho que de certo modo anima as hostes do “canário”, que deste modo se acha mais motivado para o embate de sábado.

Josimar e Ruben foram os autores dos golos do Costa do Sol.
24.Fev.10

AFROTAÇAS-2010 - Jogos serão no sábado

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5441720675053464802" />
AS duas partidas das Afrotaças envolvendo formações moçambicanas terão lugar na tarde de sábado, a partir das 15.00 horas.

Para a Liga dos Campeões, o Ferroviário defrontará o AC Mitsamiouli, das Comores, no Estádio da Machava, enquanto para a Taça CAF o Costa do Sol será recebido pelo União Flamingo Santos, do Botswana, provavelmente no Estádio Nacional de Gaborone.

Em relação, concretamente, ao embate de Maputo, a sua marcação para sábado tem a ver com o facto de os comorianos regressarem ao seu país no domingo, pelo que o campeão moçambicano não colocou nenhuma barreira para a antecipação do desafio por um dia, já que, habitualmente, por cá jogamos ao domingo.

A formação insular deverá chegar à capital moçambicana amanhã, enquanto o trio de arbitragem, proveniente de Angola, e o Comissário da CAF, de Madagáscar, desembarcam na sexta-feira.
24.Fev.10

ELIMINATÓRIAS PARA CAN-2012 - Atenção à Zâmbia - alerta João Chissano

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5441717123972422146" />

A PARTICIPAÇÃO da Selecção Nacional de Futebol nas eliminatórias do Campeonato Africano das Nações Gabão/Guiné-Equatorial-2012 continua na ordem do dia, devido ao sorteio que colocou os Mambas no Grupo C, juntamente com a Zâmbia, Líbia e Comores.

O treinador do Costa do Sol, João Chissano, que em ocasiões anteriores do CAN defrontou os zambianos, considera esta equipa como a que mais atenção deverá merecer.

“A Zâmbia é, seguramente, o principal adversário de Moçambique no grupo. Tem sido superior a nós e será difícil vencê-la”, disse.

O técnico acrescenta que os Mambas devem começar já a fazer um trabalho árduo para contrariar o poderio dos zambianos.

“Serão dois jogos difíceis, em que a equipa nacional terá que estar na sua melhor forma, tal como se apresentou em alguns desafios da fase de qualificação para o CAN de Angola. Devemos estar concentrados, sobretudo a defender, porque a selecção zambiana tem jogadores de qualidade e que são capazes de decidir uma partida”.

No entanto, João Chissano mostra-se confiante. “Penso que Moçambique saberá ultrapassar os obstáculos que os adversários irão apresentar, não só a Zâmbia como também a Líbia e as Comores, que são opositores a ter em conta. Temos vindo a jogar bem e a ganhar”, concluiu o técnico “canarinho”.

Pág. 1/10