Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

26.Jan.10

“Traçámos como meta a manutenção”

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5431004659780329042" />

“Traçámos como meta a manutenção”.
Sete anos depois da despromoção do Wane Pone de Inhassoro, a província de Inhambane volta ao convívio dos grandes do futebol moçambicano.

O Vilankulo FC, formação que conquistou a fase regional sul de apuramento para o Moçambola, com um total de 12 pontos, vai disputar esta prova com a manutenção no horizonte.

De acordo com Yassin Amuji, presidente do Vilankulo FC, “vamos encarar o Moçambola com a mesma humildade, responsabilidade e determinação que caracteriza o grupo de trabalho. Queremos assegurar a manutenção neste escalão. Sabemos que não vai ser fácil, mas estamos a envidar esforços no sentido de alcançarmos os nossos objectivos”, disse o dirigente.

Amuji ajuntou ainda que decorrrem, neste momento, contactos com alguns jogadores de equipas da capital, e não só, para reforçarem o Vilankulo. “O Moçambola, como sabemos, é uma prova bastante competitiva. Para que a gente tenha sucesso, é importante formar uma equipa à altura deste certame. Estamos no mercado à procura de alguns reforços indicados pela equipa técnica”, referiu.

O nosso interlocutor frisou, por outro lado, que “não vamos fazer grandes engenharias financeiras porque, na verdade, não estamos em condições de entrar em aventuras. Pretendemos, certo, jogadores que constituam uma mais-valia para a equipa.

“Mas também vamos manter a nossa filosofia que passa por proporcionar aos mesmos uma formação suplementar”, afirmou para, mais adiante, recordar: “ano passado, por exemplo, optámos por proporcionar a alguns jogadores cursos de inglês, para além de terem tirado a carta de condução. Quer dizer, estamos a pensar na formação destes jogadores. No seu futuro”.

Para já, estão asseguradas as contratações de Steven e Mustafá, dois jogadores que ano passado representaram o Maxaquene. “Pensamos que estes jogadores vão constituir uma mais-valia para o nosso clube. É por isso que estão a trabalhar connosco”, indicou.

O jovem presidente revelou que um dos principais objectivos passa pela conclusão das obras do Centro de Estágio de raiz para o Vilankulo FC.

“Este centro de estágio terá acomodação para 40 atletas, campo de treinos, refeitórios, salas de jogos e entretenimento, escritórios para técnicos e directores do clube e casas para os treinadores”, elucidou.

“Sei que há muita expectativa no seio dos adeptos do Vilankulo FC em relação à nossa participação no Moçambola. O público apoiou-nos incondicionalmente, pelo que vamos fazer de tudo para não decepcioná-lo. Desde o primeiro momento, digamos, os adeptos marcaram presença em peso no campo”, reconheceu Yassin Amuji.


Aristides Cavele
26.Jan.10

“Traçámos como meta a manutenção”

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5431004659780329042" />

“Traçámos como meta a manutenção”.
Sete anos depois da despromoção do Wane Pone de Inhassoro, a província de Inhambane volta ao convívio dos grandes do futebol moçambicano.

O Vilankulo FC, formação que conquistou a fase regional sul de apuramento para o Moçambola, com um total de 12 pontos, vai disputar esta prova com a manutenção no horizonte.

De acordo com Yassin Amuji, presidente do Vilankulo FC, “vamos encarar o Moçambola com a mesma humildade, responsabilidade e determinação que caracteriza o grupo de trabalho. Queremos assegurar a manutenção neste escalão. Sabemos que não vai ser fácil, mas estamos a envidar esforços no sentido de alcançarmos os nossos objectivos”, disse o dirigente.

Amuji ajuntou ainda que decorrrem, neste momento, contactos com alguns jogadores de equipas da capital, e não só, para reforçarem o Vilankulo. “O Moçambola, como sabemos, é uma prova bastante competitiva. Para que a gente tenha sucesso, é importante formar uma equipa à altura deste certame. Estamos no mercado à procura de alguns reforços indicados pela equipa técnica”, referiu.

O nosso interlocutor frisou, por outro lado, que “não vamos fazer grandes engenharias financeiras porque, na verdade, não estamos em condições de entrar em aventuras. Pretendemos, certo, jogadores que constituam uma mais-valia para a equipa.

“Mas também vamos manter a nossa filosofia que passa por proporcionar aos mesmos uma formação suplementar”, afirmou para, mais adiante, recordar: “ano passado, por exemplo, optámos por proporcionar a alguns jogadores cursos de inglês, para além de terem tirado a carta de condução. Quer dizer, estamos a pensar na formação destes jogadores. No seu futuro”.

Para já, estão asseguradas as contratações de Steven e Mustafá, dois jogadores que ano passado representaram o Maxaquene. “Pensamos que estes jogadores vão constituir uma mais-valia para o nosso clube. É por isso que estão a trabalhar connosco”, indicou.

O jovem presidente revelou que um dos principais objectivos passa pela conclusão das obras do Centro de Estágio de raiz para o Vilankulo FC.

“Este centro de estágio terá acomodação para 40 atletas, campo de treinos, refeitórios, salas de jogos e entretenimento, escritórios para técnicos e directores do clube e casas para os treinadores”, elucidou.

“Sei que há muita expectativa no seio dos adeptos do Vilankulo FC em relação à nossa participação no Moçambola. O público apoiou-nos incondicionalmente, pelo que vamos fazer de tudo para não decepcioná-lo. Desde o primeiro momento, digamos, os adeptos marcaram presença em peso no campo”, reconheceu Yassin Amuji.


Aristides Cavele
26.Jan.10

Estádio Municipal pronto para acolher jogos do Moçambola

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5431001189975832370" />
Garante o jovem presidente.
O Estádio Municipal de Vilankulo, que em 2007 ficou completamente destruído devido à passagem do ciclone tropical Favio, é o recinto que acolhe os jogos desta formação.

Reabilitado pela multi-nacional Sasol, numa parceria com o Conselho Municipal de Vilankulo, o referido estádio foi palco dos jogos da turma orientada por Euroflin da Graça, na fase regional sul de apuramento para o Moçambola. Yassin Amuji garante que o mesmo está em condições de acolher partidas da maior prova do calendário futebolístico nacional.

“O nosso campo preenche os requisitos exigidos pela Liga Moçambicana de Futebol. A nossa relva não é das melhores, mas também não é das piores do país. A LMF ficou com boas impressões durante a visita que fez ao estádio”, disse.

O dirigente revelou ainda que, “ano passado, esteve cá uma equipa de peritos sul-africanos a trabalhar connosco. Vamos montar um novo sistema de rega para alimentar a relva”.

“Vilankulo”, prosseguiu a fonte, “é um ponto turístico, onde não falta acomodação para quem para lá se desloca. Temos estâncias de três e cinco estrelas, pelo que acomodação não é problema”, finalizou.
26.Jan.10

Estádio Municipal pronto para acolher jogos do Moçambola

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5431001189975832370" />
Garante o jovem presidente.
O Estádio Municipal de Vilankulo, que em 2007 ficou completamente destruído devido à passagem do ciclone tropical Favio, é o recinto que acolhe os jogos desta formação.

Reabilitado pela multi-nacional Sasol, numa parceria com o Conselho Municipal de Vilankulo, o referido estádio foi palco dos jogos da turma orientada por Euroflin da Graça, na fase regional sul de apuramento para o Moçambola. Yassin Amuji garante que o mesmo está em condições de acolher partidas da maior prova do calendário futebolístico nacional.

“O nosso campo preenche os requisitos exigidos pela Liga Moçambicana de Futebol. A nossa relva não é das melhores, mas também não é das piores do país. A LMF ficou com boas impressões durante a visita que fez ao estádio”, disse.

O dirigente revelou ainda que, “ano passado, esteve cá uma equipa de peritos sul-africanos a trabalhar connosco. Vamos montar um novo sistema de rega para alimentar a relva”.

“Vilankulo”, prosseguiu a fonte, “é um ponto turístico, onde não falta acomodação para quem para lá se desloca. Temos estâncias de três e cinco estrelas, pelo que acomodação não é problema”, finalizou.
26.Jan.10

Ferroviário de Maputo prepara jogo com AC Mitsamiouli

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430998808425188434" />

“Locomotivas” cumprem hoje e amanhã treinos bidiários.
O treinador-adjunto do Ferroviário de Maputo, Carlos Manuel, diz que esta fase de preparação vai ser caracterizada pelo ensaio de aspectos táctico técnicos.

Depois de, semana passada, ter cumprido um estágio pré-competitivo na África do Sul, durante o qual defrontou algumas equipas locais, o Ferroviário de Maputo prossegue a sua preparação, tendo em vista o jogo com AC Mitsamiouli das Ilhas Comores, referente à primeira eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

Já com a integração de Whisky, Danito Parruque e Momed Hagy, jogadores que representaram a selecção nacional no CAN-2010, os campeões nacionais cumpriram ontem uma sessão de treinos no campo do Ferroviário da Baixa.

De acordo com o programa de preparação, o Ferroviário vai cumprir, hoje e amanha, treinos bidiários virados essencialmente, para o ensaio de aspectos táctico-técnicos.

Fazendo uma avalição do estágio na África do Sul, Carlos Manuel, treinador-adjunto do Ferroviário de Maputo, disse que o mesmo foi positivo, visto que “conseguimos cumprir com os objectivo que passavam pela observação de jogadores, uma vez que estamos a trabalhar com um plantel vasto”, disse.

Neste momento, a equipa técnica “locomotiva” está a trabalhar com 27/28 jogadores, dos quais sairão os 25 que irão compor o plantel para esta temporada. “Temos alguns jogadores que vêm de outros clubes da capital e procuram um lugar na equipa. Dentro dos próximos tempos, vamos definir o plantel”, frisou Carlos Manuel.

Os jogos da primeira-mão da primeira jornada serão disputados entre os dias 12 e 14 de Fevereiro.

De recordar que o TP Mazembe, campeão em título, está isento da primeira eliminatória, sendo que vai defrontar o vencedor da partida entre o APR do Ruanda e o Recreativo do Libolo, de Angola.

O Heartland, na qualidade de finalista vencido, o Al Ahly, que já conquistou a prova seis vezes, Asec Mimosa - Costa do Marfim, Dínamos - Zimbabwe, e Al Hilal –Sudão - são outras equipas que passam à fase seguinte.
26.Jan.10

Ferroviário de Maputo prepara jogo com AC Mitsamiouli

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430998808425188434" />

“Locomotivas” cumprem hoje e amanhã treinos bidiários.
O treinador-adjunto do Ferroviário de Maputo, Carlos Manuel, diz que esta fase de preparação vai ser caracterizada pelo ensaio de aspectos táctico técnicos.

Depois de, semana passada, ter cumprido um estágio pré-competitivo na África do Sul, durante o qual defrontou algumas equipas locais, o Ferroviário de Maputo prossegue a sua preparação, tendo em vista o jogo com AC Mitsamiouli das Ilhas Comores, referente à primeira eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos.

Já com a integração de Whisky, Danito Parruque e Momed Hagy, jogadores que representaram a selecção nacional no CAN-2010, os campeões nacionais cumpriram ontem uma sessão de treinos no campo do Ferroviário da Baixa.

De acordo com o programa de preparação, o Ferroviário vai cumprir, hoje e amanha, treinos bidiários virados essencialmente, para o ensaio de aspectos táctico-técnicos.

Fazendo uma avalição do estágio na África do Sul, Carlos Manuel, treinador-adjunto do Ferroviário de Maputo, disse que o mesmo foi positivo, visto que “conseguimos cumprir com os objectivo que passavam pela observação de jogadores, uma vez que estamos a trabalhar com um plantel vasto”, disse.

Neste momento, a equipa técnica “locomotiva” está a trabalhar com 27/28 jogadores, dos quais sairão os 25 que irão compor o plantel para esta temporada. “Temos alguns jogadores que vêm de outros clubes da capital e procuram um lugar na equipa. Dentro dos próximos tempos, vamos definir o plantel”, frisou Carlos Manuel.

Os jogos da primeira-mão da primeira jornada serão disputados entre os dias 12 e 14 de Fevereiro.

De recordar que o TP Mazembe, campeão em título, está isento da primeira eliminatória, sendo que vai defrontar o vencedor da partida entre o APR do Ruanda e o Recreativo do Libolo, de Angola.

O Heartland, na qualidade de finalista vencido, o Al Ahly, que já conquistou a prova seis vezes, Asec Mimosa - Costa do Marfim, Dínamos - Zimbabwe, e Al Hilal –Sudão - são outras equipas que passam à fase seguinte.
26.Jan.10

CAN deixou de falar português

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430965044378217346" />

O CAMPEONATO Africano das Nações de Futebol (CAN) deixou de ter países falantes da língua portuguesa após a eliminação domingo de Angola diante do Gana (0-1) em desafio dos quartos-de-final.

Depois da queda de Moçambique, ainda na fase de grupos, todos os olhares dos PALOP’s estavam virados para as “Palancas Negras”. Mas, mesmo a jogar em casa, perante mais de 50 mil adeptos, a selecção angolana não conseguiu superar as “Estrelas Negras” que por intermédio de Gyan Asamoah fez o golo que desfez o sonho angolano de chegar pela primeira vez às meias-finais.

A prestação de Moçambique e de Angola acabou por não fugir àquilo que se vem observando em anteriores edições, embora as expectativas fossem optimistas e faziam acreditar num registo histórico destes dois países irmãos, ligados pela mesma língua e cultura. Pretendia-se que jovens como Dominguez e Mexer (Moçambique); Manucho e Djalma.

(Angola) jogassem mais minutos e marcassem de forma indelével o CAN-2010. No entanto, não conseguiram impor toda a sua qualidade e deixaram o CAN com a mesma modéstia que ficaram pelo caminho os beninenses. Estes jogadores viram fugir por entre os dedos uma oportunidade de exibirem todo o seu talento naquela que é a maior montra futebolística em África.

O verbo “tentar” voltou a ser a nota dominante no seio dos “portugueses”, o que contrasta com a habitual rigorosidade das selecções francófonas: a firmeza da Argélia ante a poderosa Costa do Marfim é um exemplo elucidativo.

Neste momento nada resta aos moçambicanos e angolanos que não seja arregaçar as mangas, continuar a trabalhar mais seriamente para corrigir os erros cometidos e criar um grupo cada vez mais maduro e unido para que 2012 seja o ano da viragem.
Quem se pode dizer que protagonizou uma viragem ou revolução no CAN foi a Argélia que garantiu a presença nas meias-finais, ao vencer a Costa do Marfim, por 3-2, após prolongamento. Bouazza apontou o golo decisivo, ao minuto 93, e foi o responsável pelo afastamento da selecção dos galácticos.

Didier Drogba, Salomon Kalou, Koule Touré, Yaya Touré e o capitão Zokora são alguns dos marfinenses galácticos que disseram adeus á prova. Foi um adeus prematuro na medida em que nada fazia prever que a Costa do Marfim baqueasse diante duma Argélia que tinha sido goleada, na estreia, pelo Malawi (0-3).

Mas na noite de domingo, os argelinos apareceram completamente transfigurados e afastaram aquela que era para muitos o principal candidato ao título. Tal como no Gana em 2008, os marfinenses voltaram a defraudar numa fase crucial e com isso a tal geração de ouro vai perdendo a oportunidade de conquistar um titulo africano, uma vez que o Mundial parece ser algo intangível, apesar dos críticos apontarem esta selecção como a única africana capaz de batalhar para conquistar o mais cobiçado troféu do planeta. Mas depois do “desaire” precoce a cotação terá baixado em demasia.


RESULTADOS DE ONTEM

QUARTOS-DE-FINAL

Egipto-Camarões (3-1)

Zâmbia-Nigéria (4-5, nas grandes penalidades)
26.Jan.10

CAN deixou de falar português

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430965044378217346" />

O CAMPEONATO Africano das Nações de Futebol (CAN) deixou de ter países falantes da língua portuguesa após a eliminação domingo de Angola diante do Gana (0-1) em desafio dos quartos-de-final.

Depois da queda de Moçambique, ainda na fase de grupos, todos os olhares dos PALOP’s estavam virados para as “Palancas Negras”. Mas, mesmo a jogar em casa, perante mais de 50 mil adeptos, a selecção angolana não conseguiu superar as “Estrelas Negras” que por intermédio de Gyan Asamoah fez o golo que desfez o sonho angolano de chegar pela primeira vez às meias-finais.

A prestação de Moçambique e de Angola acabou por não fugir àquilo que se vem observando em anteriores edições, embora as expectativas fossem optimistas e faziam acreditar num registo histórico destes dois países irmãos, ligados pela mesma língua e cultura. Pretendia-se que jovens como Dominguez e Mexer (Moçambique); Manucho e Djalma.

(Angola) jogassem mais minutos e marcassem de forma indelével o CAN-2010. No entanto, não conseguiram impor toda a sua qualidade e deixaram o CAN com a mesma modéstia que ficaram pelo caminho os beninenses. Estes jogadores viram fugir por entre os dedos uma oportunidade de exibirem todo o seu talento naquela que é a maior montra futebolística em África.

O verbo “tentar” voltou a ser a nota dominante no seio dos “portugueses”, o que contrasta com a habitual rigorosidade das selecções francófonas: a firmeza da Argélia ante a poderosa Costa do Marfim é um exemplo elucidativo.

Neste momento nada resta aos moçambicanos e angolanos que não seja arregaçar as mangas, continuar a trabalhar mais seriamente para corrigir os erros cometidos e criar um grupo cada vez mais maduro e unido para que 2012 seja o ano da viragem.
Quem se pode dizer que protagonizou uma viragem ou revolução no CAN foi a Argélia que garantiu a presença nas meias-finais, ao vencer a Costa do Marfim, por 3-2, após prolongamento. Bouazza apontou o golo decisivo, ao minuto 93, e foi o responsável pelo afastamento da selecção dos galácticos.

Didier Drogba, Salomon Kalou, Koule Touré, Yaya Touré e o capitão Zokora são alguns dos marfinenses galácticos que disseram adeus á prova. Foi um adeus prematuro na medida em que nada fazia prever que a Costa do Marfim baqueasse diante duma Argélia que tinha sido goleada, na estreia, pelo Malawi (0-3).

Mas na noite de domingo, os argelinos apareceram completamente transfigurados e afastaram aquela que era para muitos o principal candidato ao título. Tal como no Gana em 2008, os marfinenses voltaram a defraudar numa fase crucial e com isso a tal geração de ouro vai perdendo a oportunidade de conquistar um titulo africano, uma vez que o Mundial parece ser algo intangível, apesar dos críticos apontarem esta selecção como a única africana capaz de batalhar para conquistar o mais cobiçado troféu do planeta. Mas depois do “desaire” precoce a cotação terá baixado em demasia.


RESULTADOS DE ONTEM

QUARTOS-DE-FINAL

Egipto-Camarões (3-1)

Zâmbia-Nigéria (4-5, nas grandes penalidades)
26.Jan.10

CAN-2010 - Não conseguimos dar uma alegria a este povo - Kali, capitão de Angola

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430962913174515490" />
O CAPITÃO Kali lamentou o afastamento de Angola e a desilusão que a derrota provocou nos adeptos da selecção da casa.

“Infelizmente não conseguimos dar uma alegria a todo este povo que nos apoiou durante o CAN”, salientou o central, que criticou a atitude do adversário.

“Angola tudo fez para triunfar, mas o Gana actuou de forma muito defensiva”, referiu.
26.Jan.10

CAN-2010 - Não conseguimos dar uma alegria a este povo - Kali, capitão de Angola

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430962913174515490" />
O CAPITÃO Kali lamentou o afastamento de Angola e a desilusão que a derrota provocou nos adeptos da selecção da casa.

“Infelizmente não conseguimos dar uma alegria a todo este povo que nos apoiou durante o CAN”, salientou o central, que criticou a atitude do adversário.

“Angola tudo fez para triunfar, mas o Gana actuou de forma muito defensiva”, referiu.
26.Jan.10

CAN-2010 - Se os jogadores não tivessem dado tudo, despedia-me - Manuel José, treinador de Angola

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430961364750825378" />

CUMPRIDA a participação no CAN com a eliminação perante o Gana, Manuel José ainda não tem definido se o seu futuro passará pela selecção angolana.

“Tenho contrato até finais de Julho e depois logo se vê. Mas, se os jogadores não tivessem dado tudo, despedia-me hoje”.

Entretanto, o técnico viajou para Portugal para assistir ao funeral do pai, que faleceu no domingo.
26.Jan.10

CAN-2010 - Se os jogadores não tivessem dado tudo, despedia-me - Manuel José, treinador de Angola

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430961364750825378" />

CUMPRIDA a participação no CAN com a eliminação perante o Gana, Manuel José ainda não tem definido se o seu futuro passará pela selecção angolana.

“Tenho contrato até finais de Julho e depois logo se vê. Mas, se os jogadores não tivessem dado tudo, despedia-me hoje”.

Entretanto, o técnico viajou para Portugal para assistir ao funeral do pai, que faleceu no domingo.
26.Jan.10

CAN-2010 - Preparámo-nos bem - Milovan Ragevac, seleccionador do Gana

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430959995265923122" />
O SELECIONADOR do Gana, o sérvio Milovan Ragevac, considerou que a sua equipa fez “um bom jogo com Angola” e revelou satisfação por a formação ter conseguido “um golo cedo” e por ter “aproveitado a oportunidade”.

Classificando “muito importante” a vitória do Gana (1-0), que atinge as meias-finais no CAN pela segunda vez consecutiva, Ragevac considerou “muito difícil” o embate com Angola.

“Sabíamos a qualidade de Angola, nomeadamente o seu poderoso ataque no lado direito, mas preparámos a equipa bem”, disse.
26.Jan.10

CAN-2010 - Preparámo-nos bem - Milovan Ragevac, seleccionador do Gana

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430959995265923122" />
O SELECIONADOR do Gana, o sérvio Milovan Ragevac, considerou que a sua equipa fez “um bom jogo com Angola” e revelou satisfação por a formação ter conseguido “um golo cedo” e por ter “aproveitado a oportunidade”.

Classificando “muito importante” a vitória do Gana (1-0), que atinge as meias-finais no CAN pela segunda vez consecutiva, Ragevac considerou “muito difícil” o embate com Angola.

“Sabíamos a qualidade de Angola, nomeadamente o seu poderoso ataque no lado direito, mas preparámos a equipa bem”, disse.
26.Jan.10

CAN-2010 - Estivemos bem psicologicamente - técnico da Argélia

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430958083380036930" />
O TÉCNICO da selecção da Argélia, Rabah Saadane, afirmou, domingo, que a vitória da sua equipa sobre a Costa do Marfim se deve a uma boa preparação psicológica dos seus jogadores, facto que permitiu encarar o desafio com naturalidade e determinação.

Rabah Saadane, que falava em conferência de Imprensa no final do jogo contra a Costa do Marfim, realçou o desempenho dos seus jogadores durante os 90 minutos regulamentares e no tempo extra (30 minutos), destacando o correcto posicionamento táctico da equipa.

Relativamente ao adversário para as meias-finais, afirmou que a competição chegou a uma fase em que as equipas têm de estar preparadas para enfrentar qualquer opositor sob pena de falharem os objectivos, não tendo por este motivo preferências.

Já o médio argelino Karim Matmour considerou ter sido um bom jogo, onde nos 15 primeiros minutos a equipa procurou não sofrer qualquer golo para depois tentar jogadas de ataque combinado.
26.Jan.10

CAN-2010 - Estivemos bem psicologicamente - técnico da Argélia

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430958083380036930" />
O TÉCNICO da selecção da Argélia, Rabah Saadane, afirmou, domingo, que a vitória da sua equipa sobre a Costa do Marfim se deve a uma boa preparação psicológica dos seus jogadores, facto que permitiu encarar o desafio com naturalidade e determinação.

Rabah Saadane, que falava em conferência de Imprensa no final do jogo contra a Costa do Marfim, realçou o desempenho dos seus jogadores durante os 90 minutos regulamentares e no tempo extra (30 minutos), destacando o correcto posicionamento táctico da equipa.

Relativamente ao adversário para as meias-finais, afirmou que a competição chegou a uma fase em que as equipas têm de estar preparadas para enfrentar qualquer opositor sob pena de falharem os objectivos, não tendo por este motivo preferências.

Já o médio argelino Karim Matmour considerou ter sido um bom jogo, onde nos 15 primeiros minutos a equipa procurou não sofrer qualquer golo para depois tentar jogadas de ataque combinado.
26.Jan.10

O SELECCIONADOR da Costa do Marfim, Vahid Halilhodzic, apontou a ineficácia dos avançados e o desgaste físico de alguns dos principais atletas como s

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430956894863969186" />

O SELECCIONADOR da Costa do Marfim, Vahid Halilhodzic, apontou a ineficácia dos avançados e o desgaste físico de alguns dos principais atletas como sendo a causa da eliminação da sua equipa.

Falando em conferência de Imprensa, no final do desafio, o franco-bósnio manifestou-se igualmente decepcionado com o comportamento da sua equipa ao longo de todo o jogo.

“Preparamo-nos arduamente para vencer a Argélia e prosseguirmos em prova. O que se passou neste jogo ninguém de nós consegue perceber, vamos ter que reflectir seriamente”, afirmou.

Vahid Halilhodzic lamentou também o facto de a sua equipa não ter conseguido gerir a vantagem de 2-1 a um minuto do fim do encontro.

Referiu que depois dos primeiros 30 minutos, dominados pela Costa do Marfim, o grupo acusou em demasia a responsabilidade do desafio, permitindo que o adversário fizesse o seu jogo normal.

Apesar de reconhecer que a Argélia mereceu vencer, por tudo o que produziu, o seleccionador marfinense admitiu que, tal como o ataque, a defesa não cumpriu com o seu papel.
26.Jan.10

O SELECCIONADOR da Costa do Marfim, Vahid Halilhodzic, apontou a ineficácia dos avançados e o desgaste físico de alguns dos principais atletas como s

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430956894863969186" />

O SELECCIONADOR da Costa do Marfim, Vahid Halilhodzic, apontou a ineficácia dos avançados e o desgaste físico de alguns dos principais atletas como sendo a causa da eliminação da sua equipa.

Falando em conferência de Imprensa, no final do desafio, o franco-bósnio manifestou-se igualmente decepcionado com o comportamento da sua equipa ao longo de todo o jogo.

“Preparamo-nos arduamente para vencer a Argélia e prosseguirmos em prova. O que se passou neste jogo ninguém de nós consegue perceber, vamos ter que reflectir seriamente”, afirmou.

Vahid Halilhodzic lamentou também o facto de a sua equipa não ter conseguido gerir a vantagem de 2-1 a um minuto do fim do encontro.

Referiu que depois dos primeiros 30 minutos, dominados pela Costa do Marfim, o grupo acusou em demasia a responsabilidade do desafio, permitindo que o adversário fizesse o seu jogo normal.

Apesar de reconhecer que a Argélia mereceu vencer, por tudo o que produziu, o seleccionador marfinense admitiu que, tal como o ataque, a defesa não cumpriu com o seu papel.
26.Jan.10

CAN-2010 - Drogba enaltece vitória argelina

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430955395830092722" />

O CAPITÃO da selecção da Costa do Marfim, Didier Drogba, atribuiu mérito à vitória da Argélia (3-2), resultado que permitiu aos argelinos apurarem-se para as meias-finais do CAN-2010, numa partida que teve prolongamento.

No final do encontro, Drogba reconheceu ter havido dificuldades para a Costa do Marfim em função do sistema táctico montado pelos argelinos durante o prolongamento, aliado à gestão do jogo que a equipa contrária fez até do final da partida.

“É uma boa equipa. Jogou bem. São mundialistas e estão de parabéns. Desejo-lhes sorte para o resto da competição”, frisou o atacante.Didier Drogba prometeu mais trabalho daqui para frente, tendo em conta os próximos desafios da equipa.
26.Jan.10

CAN-2010 - Drogba enaltece vitória argelina

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430955395830092722" />

O CAPITÃO da selecção da Costa do Marfim, Didier Drogba, atribuiu mérito à vitória da Argélia (3-2), resultado que permitiu aos argelinos apurarem-se para as meias-finais do CAN-2010, numa partida que teve prolongamento.

No final do encontro, Drogba reconheceu ter havido dificuldades para a Costa do Marfim em função do sistema táctico montado pelos argelinos durante o prolongamento, aliado à gestão do jogo que a equipa contrária fez até do final da partida.

“É uma boa equipa. Jogou bem. São mundialistas e estão de parabéns. Desejo-lhes sorte para o resto da competição”, frisou o atacante.Didier Drogba prometeu mais trabalho daqui para frente, tendo em conta os próximos desafios da equipa.
26.Jan.10

Futebol de veteranos: Maputo cidade prepara intercâmbio com Matola

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430954065525877714" />
A SELECÇÃO de veteranos da cidade de Maputo inicia amanha (16:30 horas), no Circuito António Repinga, a sua preparação para o intercâmbio futebolístico com a sua congénere da Matola por ocasião das comemorações do aniversário deste último município que se realiza no dia 5 de Fevereiro.

Para o efeito, foram convocados 34 jogadores que, a partir de amanhã, vão lutar por um lugar na lista final, nomeadamente Filipe Chissequere, Rui Évora e Luís Sérgio (guarda-redes), Santos Matonse, Agostinho de Rosário, Leovigildo Ferreira, Chiquinho Conde, Zainadine Mulungo, Alcidio Conde, Nacir Armando, João Chissano, José Augusto, Amade Chababe, Aly Hassan, António Muchanga, Nana, Garrincha, Matsolo, Miguel dos Santos, João Ouana, Dias, Pondo, Artur Aloy, Joaquim João, Elias Mabjaia, Salipe, Chalito, Ângelo, Lourenço, Fito e Mabombo.

A equipa técnica é constituída por Adelino Jorge, Ângelo e Machava.
26.Jan.10

Futebol de veteranos: Maputo cidade prepara intercâmbio com Matola

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430954065525877714" />
A SELECÇÃO de veteranos da cidade de Maputo inicia amanha (16:30 horas), no Circuito António Repinga, a sua preparação para o intercâmbio futebolístico com a sua congénere da Matola por ocasião das comemorações do aniversário deste último município que se realiza no dia 5 de Fevereiro.

Para o efeito, foram convocados 34 jogadores que, a partir de amanhã, vão lutar por um lugar na lista final, nomeadamente Filipe Chissequere, Rui Évora e Luís Sérgio (guarda-redes), Santos Matonse, Agostinho de Rosário, Leovigildo Ferreira, Chiquinho Conde, Zainadine Mulungo, Alcidio Conde, Nacir Armando, João Chissano, José Augusto, Amade Chababe, Aly Hassan, António Muchanga, Nana, Garrincha, Matsolo, Miguel dos Santos, João Ouana, Dias, Pondo, Artur Aloy, Joaquim João, Elias Mabjaia, Salipe, Chalito, Ângelo, Lourenço, Fito e Mabombo.

A equipa técnica é constituída por Adelino Jorge, Ângelo e Machava.
26.Jan.10

Uzaras no Atlético!

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430951313227764834" />
HOUVE uma alteração em relação ao destino do técnico Uzaras Mahomed que até semana passada era dado como certo no FC de Lichinga. Mas pelo que foi possível apurar, junto do técnico, o clube muçulmano foi mais rápido nas negociações e numa operação relâmpago convenceu Uzaras a assinar por uma época, quando tudo indicava que iria dirigir o único clube da província do Niassa no Moçambola.

Segundo Uzaras, a direcção pediu-lhe para que lute pela manutenção. Este é o principal objectivo com o qual o técnico diz estar comprometido. “A direcção pediu-me para formar uma equipa coesa que esteja em condições de lutar pela manutenção. O Atlético perdeu alguns bons jogadores e é preciso tempo para voltar a formar um grupo forte”.

O Atlético Muçulmano viu subir o seu nome nos anais do futebol nacional ao conquistar em 2008 a Taça de Moçambique/mcel, logo na sua primeira época ao mais alto nível, ou seja no Moçambola.

Mas na época passada, a colectividade deixou uma pálida imagem, tendo terminado na 11ª posição e escapando à tangente a despromoção.

O Atlético abriu as “oficinas” ontem, realizando corrida no circuito de manutenção António Repinga para recuperar a condição física.Quanto aos reforços, ainda não foram avançados os nomes, mas é sabido que Danito Nhampossa, Nelito, Ngoni, Baúte, James e Eboh não farão parte do plantel da próxima época.
26.Jan.10

Uzaras no Atlético!

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430951313227764834" />
HOUVE uma alteração em relação ao destino do técnico Uzaras Mahomed que até semana passada era dado como certo no FC de Lichinga. Mas pelo que foi possível apurar, junto do técnico, o clube muçulmano foi mais rápido nas negociações e numa operação relâmpago convenceu Uzaras a assinar por uma época, quando tudo indicava que iria dirigir o único clube da província do Niassa no Moçambola.

Segundo Uzaras, a direcção pediu-lhe para que lute pela manutenção. Este é o principal objectivo com o qual o técnico diz estar comprometido. “A direcção pediu-me para formar uma equipa coesa que esteja em condições de lutar pela manutenção. O Atlético perdeu alguns bons jogadores e é preciso tempo para voltar a formar um grupo forte”.

O Atlético Muçulmano viu subir o seu nome nos anais do futebol nacional ao conquistar em 2008 a Taça de Moçambique/mcel, logo na sua primeira época ao mais alto nível, ou seja no Moçambola.

Mas na época passada, a colectividade deixou uma pálida imagem, tendo terminado na 11ª posição e escapando à tangente a despromoção.

O Atlético abriu as “oficinas” ontem, realizando corrida no circuito de manutenção António Repinga para recuperar a condição física.Quanto aos reforços, ainda não foram avançados os nomes, mas é sabido que Danito Nhampossa, Nelito, Ngoni, Baúte, James e Eboh não farão parte do plantel da próxima época.
26.Jan.10

FMN confirma eleições para 5 de Fevereiro

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430950237213461122" />
A FEDERAÇÃO Moçambicana de Natação (FMN) convocou a assembleia geral para a eleição de novos corpos gerentes para o dia 5 de Fevereiro, no Comité Olímpico de Moçambique (COM).

Os interessados poderão apresentar as suas candidaturas junto ao COM e poderão consultar o “dossier” da reunião magna na sede do Conselho Nacional de Desportos (CND) para atempadamente poderem se inteirar do processo que culminará com a escolha dos novos dirigentes.

A assembleia geral tem como agenda, para além da eleição de uma nova direcção, a aprovação do regimento eleitoral bem como dos estatutos da federação para a sua regularização. Esta missão caberá à direcção que for eleita no dia da assembleia.

De salientar que o escrutínio vai acontecer paralelamente com a realização do Campeonato Nacional da modalidade de 3 a 6 de Fevereiro, na piscina do Raimundo Franisse, na associação da modalidade na cidade de Maputo.

O campeonato, que será disputado em quatro dias consecutivos, vai contar com a participação de atletas das cidades de Maputo (Ferroviário, Golfinhos, Desportivo, Tubarões e Banco de Moçambique) e da Beira (Ferroviário e Clube Náutico).
26.Jan.10

FMN confirma eleições para 5 de Fevereiro

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430950237213461122" />
A FEDERAÇÃO Moçambicana de Natação (FMN) convocou a assembleia geral para a eleição de novos corpos gerentes para o dia 5 de Fevereiro, no Comité Olímpico de Moçambique (COM).

Os interessados poderão apresentar as suas candidaturas junto ao COM e poderão consultar o “dossier” da reunião magna na sede do Conselho Nacional de Desportos (CND) para atempadamente poderem se inteirar do processo que culminará com a escolha dos novos dirigentes.

A assembleia geral tem como agenda, para além da eleição de uma nova direcção, a aprovação do regimento eleitoral bem como dos estatutos da federação para a sua regularização. Esta missão caberá à direcção que for eleita no dia da assembleia.

De salientar que o escrutínio vai acontecer paralelamente com a realização do Campeonato Nacional da modalidade de 3 a 6 de Fevereiro, na piscina do Raimundo Franisse, na associação da modalidade na cidade de Maputo.

O campeonato, que será disputado em quatro dias consecutivos, vai contar com a participação de atletas das cidades de Maputo (Ferroviário, Golfinhos, Desportivo, Tubarões e Banco de Moçambique) e da Beira (Ferroviário e Clube Náutico).
26.Jan.10

TAÇA DE PORTUGAL - Porto-Sporting “clássico dos “quartos”

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430948968193217026" />

O SORTEIO dos quartos-de-final da Taça de Portugal, realizado ontem, ditou o “clássico” no Dragão entre o FC Porto e o Sporting, agendado para 2 de Fevereiro.

O encontro será o primeiro do programa dos quartos-de-final, uma vez que o Sporting pediu a antecipação em virtude de ter o calendário apertado devido à presença na Liga Europa.

Para dia 3, quarta-feira, ficam os restantes três jogos. O Braga recebe o Rio Ave, naquele que será o outro encontro entre equipas do escalão-maior. O Paços de Ferreira terá a visita do Chaves, da II Liga, enquanto a Naval desloca-se ao terreno do Pinhalnovense, representante da II Divisão.

http://www.jornalnoticias.co.mz
26.Jan.10

TAÇA DE PORTUGAL - Porto-Sporting “clássico dos “quartos”

id="BLOGGER_PHOTO_ID_5430948968193217026" />

O SORTEIO dos quartos-de-final da Taça de Portugal, realizado ontem, ditou o “clássico” no Dragão entre o FC Porto e o Sporting, agendado para 2 de Fevereiro.

O encontro será o primeiro do programa dos quartos-de-final, uma vez que o Sporting pediu a antecipação em virtude de ter o calendário apertado devido à presença na Liga Europa.

Para dia 3, quarta-feira, ficam os restantes três jogos. O Braga recebe o Rio Ave, naquele que será o outro encontro entre equipas do escalão-maior. O Paços de Ferreira terá a visita do Chaves, da II Liga, enquanto a Naval desloca-se ao terreno do Pinhalnovense, representante da II Divisão.

http://www.jornalnoticias.co.mz