Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

06.Jan.09

Época 2009 à porta: Desportivo sem Micas regressa ao trabalho


A AUSÊNCIA de Micas na primeira aparição da equipa de futebol do Desportivo de Maputo à Imprensa e adeptos foi, sem dúvida nenhuma, a nota dominante na lista dos 26 jogadores que foi apresentada pela direcção alvi-negra para a próxima época, cujo início está programado para 15 do mês em curso.

Micas andou de águia ao peito durante cinco épocas, teve o pico mais alto da sua carreira em 2006 quando se sagrou, ao serviço do seu clube de sempre o Desportivo campeão nacional, e venceu a Taça Moçambique. Fez parte do quinteto de luxo com Dominguez, Maurício, Josimar e Carlitos, todos já transferidos para outros emblemas. O atleta é assim o último a deixar o ninho da águia, provavelmente para a Liga Muçulmana.

Quanto a reforços, são ao todo seis os já confirmados, a saber: Marcelino (ex-Liga Muçulmana), Alex e César Bento (ex-Estrela Vermelha), Maninho (Benfica de Macúti) e Aníbal (ex-Atlético Muçulmano). Há ainda a ressalvar o nome de Sataca Júnior, um jovem promissor vindo das camadas de formação, que curiosamente é filho de Sataca que jogou na década 80 pelo Maxaquene e que actualmente trabalha no departamento técnico do mesmo clube.

Outra nota vai para a ausência de Cantona que nos últimos dias foi dado como reforço do Desportivo. O facto é que o extremo direito que na última época representou o Ferroviário de Maputo está mesmo a caminho do Desportivo, algo que deverá ficar definido nos próximos dias.

LÁ SE FOI O AMOR&# DE SEMEDO

Artur Semedo sempre fez questão de dizer que Micas é o melhor extremo direito do país. Sempre sublinhou o facto de ser um apreciador de Micas e que por isso pretendia vê-lo na equipa, mas o certo é que em 2009 não trabalhará com o jogador. Mas nem isso entristece Semedo, que disse estar feliz com os jogadores que tem à disposição.

Estou satisfeito com o plantel que tenho. São jogadores jovens e promissores. Vou procurar exponenciar as qualidades de cada um;, frisou.

ESPAÇO PARA MAIS DOIS

O plantel do Desportivo ainda está longe de ser fechado. Pelo menos foi isto que deu a entender Michel Grispos, presidente do Grupo Desportivo de Maputo. Nos próximos dias deverão chegar mais dois reforços para o ataque.

A quase certa saída de Micas fez crescer ainda mais essa possibilidade. No entanto, segundo Michel Grispos, é impossível adiantar nomes já que as negociações ainda decorrem.

O dirigente disse que existem no plantel vários jogadores que irão à experiência e podem se tornar em verdadeiros reforços. Um desses jogadores a experimentar é Leo, que depois de ter tentado a sua sorte no Atlético Muçulmano apalpa agora os ares do ninho da águia. Sublinhe-se que Leo é um médio e teve uma passagem infeliz pelo futebol egípcio e tenta relançar a carreira intramuros.

DUPLA INSEPARÁVEL

Artur Semedo/Ramalho Fumo, o mesmo que dizer unha e carne, é algo inseparável. Tem sido assim desde os tempos em que Semedo esteve no Ferroviário e depois no Maxaquene. Desde então nunca mais se separaram e agora voltam a estar juntos, desta vez, no Desportivo.

ESTÁGIO NA ÁFRICA DO SUL

A África do Sul deverá ser a base alvi-negrapara a preparação da época 2009. Segundo Hassane Jamaldine, Director do Departamento de Futebol, o estágio naquele país vizinho deverá concretizar-se numa data ainda a anunciar, sendo que o Desportivo poderá realizar jogos de controlo frente a equipas locais.

De acordo com o dirigente, a apresentação do plantel acontecerá após o estágio.

Hassane Jamaldine contará com um reforço de peso. Trata-se de Tomás Inguane, que desempenhará a função de gestor do Departamento de Futebol.

Eis a lista dos 26 jogadores já confirmados no plantel do Desportivo: Marcelino, Victor e Jaimito (guarda-redes); Josué, Alex, Mexer, Zainadine Júnior, Emídio, Mayunda e Muandro (defesa); César Bento, Maninho, Inocêncio, Tchitcho, Nelson, Abílio, Imo, Isac e Nelinho e Tchotchó (médios); Bito, Sonito, Aníbal, Binó, Santos e Sataca Júnior (avançados).
06.Jan.09

Época 2009 à porta: Desportivo sem Micas regressa ao trabalho


A AUSÊNCIA de Micas na primeira aparição da equipa de futebol do Desportivo de Maputo à Imprensa e adeptos foi, sem dúvida nenhuma, a nota dominante na lista dos 26 jogadores que foi apresentada pela direcção alvi-negra para a próxima época, cujo início está programado para 15 do mês em curso.

Micas andou de águia ao peito durante cinco épocas, teve o pico mais alto da sua carreira em 2006 quando se sagrou, ao serviço do seu clube de sempre o Desportivo campeão nacional, e venceu a Taça Moçambique. Fez parte do quinteto de luxo com Dominguez, Maurício, Josimar e Carlitos, todos já transferidos para outros emblemas. O atleta é assim o último a deixar o ninho da águia, provavelmente para a Liga Muçulmana.

Quanto a reforços, são ao todo seis os já confirmados, a saber: Marcelino (ex-Liga Muçulmana), Alex e César Bento (ex-Estrela Vermelha), Maninho (Benfica de Macúti) e Aníbal (ex-Atlético Muçulmano). Há ainda a ressalvar o nome de Sataca Júnior, um jovem promissor vindo das camadas de formação, que curiosamente é filho de Sataca que jogou na década 80 pelo Maxaquene e que actualmente trabalha no departamento técnico do mesmo clube.

Outra nota vai para a ausência de Cantona que nos últimos dias foi dado como reforço do Desportivo. O facto é que o extremo direito que na última época representou o Ferroviário de Maputo está mesmo a caminho do Desportivo, algo que deverá ficar definido nos próximos dias.

LÁ SE FOI O AMOR&# DE SEMEDO

Artur Semedo sempre fez questão de dizer que Micas é o melhor extremo direito do país. Sempre sublinhou o facto de ser um apreciador de Micas e que por isso pretendia vê-lo na equipa, mas o certo é que em 2009 não trabalhará com o jogador. Mas nem isso entristece Semedo, que disse estar feliz com os jogadores que tem à disposição.

Estou satisfeito com o plantel que tenho. São jogadores jovens e promissores. Vou procurar exponenciar as qualidades de cada um;, frisou.

ESPAÇO PARA MAIS DOIS

O plantel do Desportivo ainda está longe de ser fechado. Pelo menos foi isto que deu a entender Michel Grispos, presidente do Grupo Desportivo de Maputo. Nos próximos dias deverão chegar mais dois reforços para o ataque.

A quase certa saída de Micas fez crescer ainda mais essa possibilidade. No entanto, segundo Michel Grispos, é impossível adiantar nomes já que as negociações ainda decorrem.

O dirigente disse que existem no plantel vários jogadores que irão à experiência e podem se tornar em verdadeiros reforços. Um desses jogadores a experimentar é Leo, que depois de ter tentado a sua sorte no Atlético Muçulmano apalpa agora os ares do ninho da águia. Sublinhe-se que Leo é um médio e teve uma passagem infeliz pelo futebol egípcio e tenta relançar a carreira intramuros.

DUPLA INSEPARÁVEL

Artur Semedo/Ramalho Fumo, o mesmo que dizer unha e carne, é algo inseparável. Tem sido assim desde os tempos em que Semedo esteve no Ferroviário e depois no Maxaquene. Desde então nunca mais se separaram e agora voltam a estar juntos, desta vez, no Desportivo.

ESTÁGIO NA ÁFRICA DO SUL

A África do Sul deverá ser a base alvi-negrapara a preparação da época 2009. Segundo Hassane Jamaldine, Director do Departamento de Futebol, o estágio naquele país vizinho deverá concretizar-se numa data ainda a anunciar, sendo que o Desportivo poderá realizar jogos de controlo frente a equipas locais.

De acordo com o dirigente, a apresentação do plantel acontecerá após o estágio.

Hassane Jamaldine contará com um reforço de peso. Trata-se de Tomás Inguane, que desempenhará a função de gestor do Departamento de Futebol.

Eis a lista dos 26 jogadores já confirmados no plantel do Desportivo: Marcelino, Victor e Jaimito (guarda-redes); Josué, Alex, Mexer, Zainadine Júnior, Emídio, Mayunda e Muandro (defesa); César Bento, Maninho, Inocêncio, Tchitcho, Nelson, Abílio, Imo, Isac e Nelinho e Tchotchó (médios); Bito, Sonito, Aníbal, Binó, Santos e Sataca Júnior (avançados).
06.Jan.09

No “regional” a disputar-se na África do Sul: Selecção de natação pronta a superar última prestação


SUPERAR o quarto lugar conquistado ano passado no Malawi é o primeiro objectivo da Selecção Nacional de Natação que vai disputar o Campeonato Africano da modalidade a nível da Zona IV, que arranca quinta-feira próxima na vizinha África do Sul.

O Seleccionador Nacional, Frederico dos Santos, defende que Moçambique está bem posicionado para conseguir um melhor resultado, apesar de não poder participar com alguns dos seus melhores nadadores. 

O combinado nacional vai apresentar-se desfalcado de algumas pedras basilares, como são os casos de Módica Bernardo, campeã de juniores da cidade de Maputo, Chaquil Camal e Ximene Gomes, os únicos que ano passado participaram nos Jogos Olímpicos de Beijing.

Assim, a principal esperança de Moçambique na conquista de medalhas reside nos escalões de formação, nos quais nadadores como Shakil Faquir, Géssica Stagno, Valdo Lourenço e os irmãos Allan e Jannat Bique já demonstraram capacidades internacionais, para além de Nuno Gomes, nadador beirense que esteve em bom plano na edição passada disputada no Malawi. 

Parte da delegação moçambicana ao referido campeonato já se encontra na África do Sul, com alguns atletas a prepararem-se no campo de treinos de Joanesburgo, sob comando técnico de Frederico dos Santos, enquanto os outros nadadores só seguem na manhã de quarta-feira, cumprindo hoje a última sessão em Maputo sob orientação de Aristides Gumende.

Ao todo, a dupla técnica nacional vai contar com 21 nadadores nos escalões de iniciados, infantis, juvenis e juniores.Moçambique não inscreveu nenhum atleta no escalão de seniores. O atleta Shakil Camal, inicialmente inscrito, não vai participar no torneio, e os outros seniores não registaram tempos positivos nas últimas competições internas, pelo que não foram convocados. 

O certame é organizado pela Confederação Africana de Natação Amadora (CANA) e será disputado numa piscina de 50 metros. Para além de Moçambique, tomarão parte no evento nadadores da África do Sul, Zâmbia, Suazilândia, Malawi, Botwsana, Namíbia, Zimbabwe e Lesotho.

Os atletas nacionais seleccionados são os seguintes: Allan Bique, Emídio Cuna, Jalik Tavares, Matilde Mabote, Macrilina Almoço e Meline Here (iniciados), Nuno Gomes, Shakil Faquir, Igor Mogne, Jannat Bique e Justalina Francisco (infantis), Claude Champer, Edson Coroa, Faina Salate, Gessica Cossa e Raquel Lourenço (juvenis), Valdo Lourenço, Francisco Tivane, Géssica Stagno, Elisa Archer e Tamires Mogne (juniores). 

Destes nadadores, vão estrear-se pela selecção nacional Jalike Tavares, Matilde Mabote, Emídio Cuna, Macrilina Almoço, Edson Coroa e Elisa Archer. Chefia a delegação nacional Iliasse Faquir, a delegada é Epifánia Costa e o árbitro é José Albasine.

A delegação moçambicana despediu-se domingo passado de colegas, familiares e autoridades governamentais. No acto, o Director Nacional dos Desportos, Inácio Bernardo, disse aos atletas para aplicarem-se a fundo por forma a dignificarem Moçambique.

Acredito num bom desempenho. Temos que fazer a diferença, a qual faz-se ganhando. Sinto que podemos fazermuito mais observou o dirigente.

06.Jan.09

No “regional” a disputar-se na África do Sul: Selecção de natação pronta a superar última prestação


SUPERAR o quarto lugar conquistado ano passado no Malawi é o primeiro objectivo da Selecção Nacional de Natação que vai disputar o Campeonato Africano da modalidade a nível da Zona IV, que arranca quinta-feira próxima na vizinha África do Sul.

O Seleccionador Nacional, Frederico dos Santos, defende que Moçambique está bem posicionado para conseguir um melhor resultado, apesar de não poder participar com alguns dos seus melhores nadadores. 

O combinado nacional vai apresentar-se desfalcado de algumas pedras basilares, como são os casos de Módica Bernardo, campeã de juniores da cidade de Maputo, Chaquil Camal e Ximene Gomes, os únicos que ano passado participaram nos Jogos Olímpicos de Beijing.

Assim, a principal esperança de Moçambique na conquista de medalhas reside nos escalões de formação, nos quais nadadores como Shakil Faquir, Géssica Stagno, Valdo Lourenço e os irmãos Allan e Jannat Bique já demonstraram capacidades internacionais, para além de Nuno Gomes, nadador beirense que esteve em bom plano na edição passada disputada no Malawi. 

Parte da delegação moçambicana ao referido campeonato já se encontra na África do Sul, com alguns atletas a prepararem-se no campo de treinos de Joanesburgo, sob comando técnico de Frederico dos Santos, enquanto os outros nadadores só seguem na manhã de quarta-feira, cumprindo hoje a última sessão em Maputo sob orientação de Aristides Gumende.

Ao todo, a dupla técnica nacional vai contar com 21 nadadores nos escalões de iniciados, infantis, juvenis e juniores.Moçambique não inscreveu nenhum atleta no escalão de seniores. O atleta Shakil Camal, inicialmente inscrito, não vai participar no torneio, e os outros seniores não registaram tempos positivos nas últimas competições internas, pelo que não foram convocados. 

O certame é organizado pela Confederação Africana de Natação Amadora (CANA) e será disputado numa piscina de 50 metros. Para além de Moçambique, tomarão parte no evento nadadores da África do Sul, Zâmbia, Suazilândia, Malawi, Botwsana, Namíbia, Zimbabwe e Lesotho.

Os atletas nacionais seleccionados são os seguintes: Allan Bique, Emídio Cuna, Jalik Tavares, Matilde Mabote, Macrilina Almoço e Meline Here (iniciados), Nuno Gomes, Shakil Faquir, Igor Mogne, Jannat Bique e Justalina Francisco (infantis), Claude Champer, Edson Coroa, Faina Salate, Gessica Cossa e Raquel Lourenço (juvenis), Valdo Lourenço, Francisco Tivane, Géssica Stagno, Elisa Archer e Tamires Mogne (juniores). 

Destes nadadores, vão estrear-se pela selecção nacional Jalike Tavares, Matilde Mabote, Emídio Cuna, Macrilina Almoço, Edson Coroa e Elisa Archer. Chefia a delegação nacional Iliasse Faquir, a delegada é Epifánia Costa e o árbitro é José Albasine.

A delegação moçambicana despediu-se domingo passado de colegas, familiares e autoridades governamentais. No acto, o Director Nacional dos Desportos, Inácio Bernardo, disse aos atletas para aplicarem-se a fundo por forma a dignificarem Moçambique.

Acredito num bom desempenho. Temos que fazer a diferença, a qual faz-se ganhando. Sinto que podemos fazermuito mais observou o dirigente.

06.Jan.09

Bebec: Fase da cidade só se inicia amanhã


A TERCEIRA fase da 20ª edição do Torneio de Futebol Infanto-Juvenil da cidade de Maputo, vulgo Bebec, tem o seu início agendado para amanhã e não hoje, como havia sido inicialmente previsto.

Questões de natureza logística provocaram o adiamento, após o sorteio feito ainda ontem. Os jogos serão disputados em dois campos, nomeadamente Cape-Cape e Estrela Vermelha.


Quatro séries masculinas e igual número de femininas, totalizando 31 equipas, vão evoluir no terreno, naquilo que é a fase mais importante deste evento que é movimentado anualmente em todos os bairros da cidade de Maputo.


Cada série é composta por quatro equipas, à excepção da série feminina, composta por três equipas.

As expectativas em torno do evento são maiores, porque atrai muita gente, o que fará com que os campos do Cape-Cape e do Estrela Vermelha sejam nalgumas vezes menores para acolherem os apreciadores do futebol de palmo-e-meio.
06.Jan.09

Bebec: Fase da cidade só se inicia amanhã


A TERCEIRA fase da 20ª edição do Torneio de Futebol Infanto-Juvenil da cidade de Maputo, vulgo Bebec, tem o seu início agendado para amanhã e não hoje, como havia sido inicialmente previsto.

Questões de natureza logística provocaram o adiamento, após o sorteio feito ainda ontem. Os jogos serão disputados em dois campos, nomeadamente Cape-Cape e Estrela Vermelha.


Quatro séries masculinas e igual número de femininas, totalizando 31 equipas, vão evoluir no terreno, naquilo que é a fase mais importante deste evento que é movimentado anualmente em todos os bairros da cidade de Maputo.


Cada série é composta por quatro equipas, à excepção da série feminina, composta por três equipas.

As expectativas em torno do evento são maiores, porque atrai muita gente, o que fará com que os campos do Cape-Cape e do Estrela Vermelha sejam nalgumas vezes menores para acolherem os apreciadores do futebol de palmo-e-meio.
06.Jan.09

2008: as grandes estórias dos incríveis (1)


RONALDO e a prostituta que era um travesti, claro. Mas há muito mais no baú das estórias mais insólitas do ano.

2008 fechou em beleza, com a história do jogador inglês expulso aos três segundos de jogo. 

Um recorde contado na primeira pessoa ao Maisfutebol. Recorde aqui as notícias dos incríveis do ano que acaba de findar reportadas em várias partes do mundo, mas coleccionadas pelo Maisfutebol, um jornal desportivo português.

No final de cada notícia, vem a data da publicação, para que o leitor se situe em que momento se deu o acontecimento.
06.Jan.09

2008: as grandes estórias dos incríveis (1)


RONALDO e a prostituta que era um travesti, claro. Mas há muito mais no baú das estórias mais insólitas do ano.

2008 fechou em beleza, com a história do jogador inglês expulso aos três segundos de jogo. 

Um recorde contado na primeira pessoa ao Maisfutebol. Recorde aqui as notícias dos incríveis do ano que acaba de findar reportadas em várias partes do mundo, mas coleccionadas pelo Maisfutebol, um jornal desportivo português.

No final de cada notícia, vem a data da publicação, para que o leitor se situe em que momento se deu o acontecimento.
06.Jan.09

Saiu-lhe um travesti e acabou na esquadra


A POLÍCIA do Rio de Janeiro abriu uma investigação contra um travesti acusado de tentativa de extorsão a Ronaldo, depois de uma noite de sexo frustrado.


O jogador do Milan, que está no Brasil a recuperar de uma lesão grave, preparava-se para uma noite de sexo com uma prostituta, a que se juntaram mais tarde outras duas. Mas Ronaldo, que pensava ter contratado três mulheres, acabou por descobrir que eram travestis e, depois de uma discussão, os prostitutos chamaram a Polícia, acabando os quatro na esquadra.

O internacional brasileiro disse à Imprensa que pagou aproximadamente 380 euros, mas que um dos travestis se recusou a receber a quantia, exigindo uma soma muito maior, para não o acusar de consumo de drogas e não fazer um escândalo nas revistas.

Na versão do travesti André Luiz Ribeiro, cujo nome de guerra é Andreia Albertino, Ronaldo mandou-o a uma favela comprar droga. A assessoria de Imprensa do jogador emitiu um comunicado com o objectivo de clarificar que o atleta Ronaldo jamais consumiu drogas, mas confirmando o programa e o pagamento de mil reais, cerca de 380 euros.

A Polícia está a seguir a tese da extorsão. A droga não apareceu, esse é outro indício de que a versão do Ronaldo pode ser verdadeira, porque não aparentava estar bêbado, defendeu o comissário Carlos Augusto. (29/04/2008).
06.Jan.09

Saiu-lhe um travesti e acabou na esquadra


A POLÍCIA do Rio de Janeiro abriu uma investigação contra um travesti acusado de tentativa de extorsão a Ronaldo, depois de uma noite de sexo frustrado.


O jogador do Milan, que está no Brasil a recuperar de uma lesão grave, preparava-se para uma noite de sexo com uma prostituta, a que se juntaram mais tarde outras duas. Mas Ronaldo, que pensava ter contratado três mulheres, acabou por descobrir que eram travestis e, depois de uma discussão, os prostitutos chamaram a Polícia, acabando os quatro na esquadra.

O internacional brasileiro disse à Imprensa que pagou aproximadamente 380 euros, mas que um dos travestis se recusou a receber a quantia, exigindo uma soma muito maior, para não o acusar de consumo de drogas e não fazer um escândalo nas revistas.

Na versão do travesti André Luiz Ribeiro, cujo nome de guerra é Andreia Albertino, Ronaldo mandou-o a uma favela comprar droga. A assessoria de Imprensa do jogador emitiu um comunicado com o objectivo de clarificar que o atleta Ronaldo jamais consumiu drogas, mas confirmando o programa e o pagamento de mil reais, cerca de 380 euros.

A Polícia está a seguir a tese da extorsão. A droga não apareceu, esse é outro indício de que a versão do Ronaldo pode ser verdadeira, porque não aparentava estar bêbado, defendeu o comissário Carlos Augusto. (29/04/2008).
06.Jan.09

Abramovich presenteia namorada com 40 hectares... na Lua


ROMAN Abramovich presenteou a namorada com 40 hectares de superfície lunar.

O terreno, situado no hemisfério sul, é visível da Terra através de um telescópio, pelo que a proprietária, a antiga modelo Dasha Zhukova, de 27 anos, não terá dificuldades em controlar a oferta do magnata russo do Chelsea.

Os investimentos na Lua estão sujeitos à legislação internacional, mas de acordo com a Lunar International, uma das organizações que representa os investidores no espaço, o dinheiro das parcelas vendidas serve para financiar investigações na Lua. (25/11/2008).
06.Jan.09

Abramovich presenteia namorada com 40 hectares... na Lua


ROMAN Abramovich presenteou a namorada com 40 hectares de superfície lunar.

O terreno, situado no hemisfério sul, é visível da Terra através de um telescópio, pelo que a proprietária, a antiga modelo Dasha Zhukova, de 27 anos, não terá dificuldades em controlar a oferta do magnata russo do Chelsea.

Os investimentos na Lua estão sujeitos à legislação internacional, mas de acordo com a Lunar International, uma das organizações que representa os investidores no espaço, o dinheiro das parcelas vendidas serve para financiar investigações na Lua. (25/11/2008).
06.Jan.09

Ela já foi ele!


HOJE é Natália, mas já foi Josep... Natália Parés é a grande figura do xadrez espanhol no momento.

Com 52 anos, a transsexual regressou aos tabuleiros e é agora um símbolo de igualdade no desporto, assim como da luta pelos direitos dos transsexuais.



Natália estava afastada desde 1998, altura em que deixou o xadrez para se preparar para a grande mudança da sua vida. Josep, na altura, contava já com inúmeros feitos, entre os quais uma vitória a Kasparov.

Quase dez anos depois, Natália voltou a dedicar-se ao xadrez e já começou a coleccionar vitórias. A transsexual tem uma legião de adeptos que a qualifica como a melhor jogadora de xadrez em Espanha. Certo é que Natália não está sempre a pensar em mudar opiniões e mentalidades na sociedade espanhola. Com o tabuleiro à frente só pensa: xeque-mate.
06.Jan.09

Ela já foi ele!


HOJE é Natália, mas já foi Josep... Natália Parés é a grande figura do xadrez espanhol no momento.

Com 52 anos, a transsexual regressou aos tabuleiros e é agora um símbolo de igualdade no desporto, assim como da luta pelos direitos dos transsexuais.



Natália estava afastada desde 1998, altura em que deixou o xadrez para se preparar para a grande mudança da sua vida. Josep, na altura, contava já com inúmeros feitos, entre os quais uma vitória a Kasparov.

Quase dez anos depois, Natália voltou a dedicar-se ao xadrez e já começou a coleccionar vitórias. A transsexual tem uma legião de adeptos que a qualifica como a melhor jogadora de xadrez em Espanha. Certo é que Natália não está sempre a pensar em mudar opiniões e mentalidades na sociedade espanhola. Com o tabuleiro à frente só pensa: xeque-mate.
06.Jan.09

Equipa zimbabweana mergulha em rio de crocodilos para afastar azar... correu mal

A EQUIPA do Midland Portland Cement não andava a portar-se nada bem na segunda divisão do campeonato de futebol do Zimbabwe.

Derrota atrás de derrota parecia perseguição. Especialistas no assunto descobriram então que se tratava de mau-olhado. A solução era mergulhar no rio Zambeze para afastar de vez a maldição que lhe tinha sido lançada por
alguém.

Conta a Gazzetta dello Sport que os jogadores nem queriam mergulhar no rio, mas não tiveram escolha. Obrigados pela direcção do clube, lançaram-se mesmo às águas e durante alguns minutos tiveram que nadar para deixar o mau-olhado nas correntes fortes. O problema é que a zona do Zambeze onde mergulharam, perto da fronteira com a Zâmbia, é habitada por crocodilos.


Aliás, o rio naquela zona até está interdito: é mesmo proibido mergulhar nas águas. Ora talvez por isso é que entraram dezasseis jogadores e só regressaram à terra quinze: um deles continua desaparecido. As buscas prolongaram-se por um par de dias, mas não tiveram qualquer sucesso. As probabilidades de encontrar o jogador são praticamente nulas, diz Peter Rodzi, oficial da Polícia local.
06.Jan.09

Equipa zimbabweana mergulha em rio de crocodilos para afastar azar... correu mal

A EQUIPA do Midland Portland Cement não andava a portar-se nada bem na segunda divisão do campeonato de futebol do Zimbabwe.

Derrota atrás de derrota parecia perseguição. Especialistas no assunto descobriram então que se tratava de mau-olhado. A solução era mergulhar no rio Zambeze para afastar de vez a maldição que lhe tinha sido lançada por
alguém.

Conta a Gazzetta dello Sport que os jogadores nem queriam mergulhar no rio, mas não tiveram escolha. Obrigados pela direcção do clube, lançaram-se mesmo às águas e durante alguns minutos tiveram que nadar para deixar o mau-olhado nas correntes fortes. O problema é que a zona do Zambeze onde mergulharam, perto da fronteira com a Zâmbia, é habitada por crocodilos.


Aliás, o rio naquela zona até está interdito: é mesmo proibido mergulhar nas águas. Ora talvez por isso é que entraram dezasseis jogadores e só regressaram à terra quinze: um deles continua desaparecido. As buscas prolongaram-se por um par de dias, mas não tiveram qualquer sucesso. As probabilidades de encontrar o jogador são praticamente nulas, diz Peter Rodzi, oficial da Polícia local.
06.Jan.09

De treinadores: Campo do 1º de Maio acolhe curso de nível III

O CAMPO do 1º de Maio acolhe desde ontem um curso de treinadores de futebol de nível III promovido pela Federação
Moçambicana da modalidade (FMF) e Ministério da Juventude e Desportos (MJD)

O curso, que decorrerá até 20 do corrente mês, é orientado por técnicos holandeses que se encontram em Maputo há dias. Nele participam 30 técnicos de diversos quadrantes do país, maioritariamente treinadores de equipas da Divisão de Honra. Alguns ainda técnicos adjuntos de equipas que actuam no Moçambola.

Para além da preparação teórica e prática sobre futebol, serão abordadas durante a formação outras matérias complementares, nomeadamente primeiros socorros e HIV/SIDA.
06.Jan.09

De treinadores: Campo do 1º de Maio acolhe curso de nível III

O CAMPO do 1º de Maio acolhe desde ontem um curso de treinadores de futebol de nível III promovido pela Federação
Moçambicana da modalidade (FMF) e Ministério da Juventude e Desportos (MJD)

O curso, que decorrerá até 20 do corrente mês, é orientado por técnicos holandeses que se encontram em Maputo há dias. Nele participam 30 técnicos de diversos quadrantes do país, maioritariamente treinadores de equipas da Divisão de Honra. Alguns ainda técnicos adjuntos de equipas que actuam no Moçambola.

Para além da preparação teórica e prática sobre futebol, serão abordadas durante a formação outras matérias complementares, nomeadamente primeiros socorros e HIV/SIDA.