Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Tudo a postos!

INICIA amanhã, na capital do país, o Campeonato Africano de Basquetebol em seniores femininos, Afrobasket, com as selecções nacionais do Egipto e do Senegal a medirem forças a partir das 9.30 horas, naquele que será o embate de abertura.



As delegações completaram-se ontem, depois de na terça-feira ter desembarcado a comitiva senegalesa. Os embates terão lugar no mítico pavilhão do Maxaquene, local que irá acolher a cerimónia de abertura que se inicia às 18.15 horas.



Logo a seguir à cerimónia de abertura entra em cena a Selecção Nacional diante do Zimbabwe, um jogo agendado para as 19.30. A fechar a jornada, Angola bater-se-á com a Nigéria e, pelo meio, irão jogar Costa do Marfim-Argélia, Mali-Cabo Verde e Camarões-Quénia.



Para além dos árbitros acompanhantes (já em Maputo), o evento contará com quatro juízes neutros, nomeadamente Elena Chernova (Rússia), Inci Elif (Turquia), Bousseta Chahinaz (Marrocos) e Banza Kalume (RD Congo).

 



EIS A COMPOSIÇÃO DOS GRUPOS



GRUPO A: Moçambique, Senegal, Costa do Marfim, Argélia, Egipto e Zimbabwe.


GRUPO B: Angola, Mali, Camarões, Quénia, Cabo Verde eNigéria.



PAVILHÃO PRONTO



O PAVILHÃO do Maxaquene, recinto que vai acolher os jogos da 22ª edição do Afrobasket feminino, está pronto para a partir de amanhã hospedar a festa continental. Até ao fim da manhã de ontem, os técnicos da empresa fornecedora de cadeiras e materiais de escritório estava a concluir os trabalhos de montagem do lugar reservado aos juízes e cronometristas.


O piso já está em condições, assim como o lugar reservado aos delegados e comissários da FIBA-África.



São ao todo cerca de 200 lugares reservados aos organizadores, comissários e jornalistas, o que vale dizer que o público terá menos outros tantos assentos. Ainda na manhã de ontem foi montado um espaço onde irão trabalhar os operadores de câmara de diferentes televisões que irão cobrir o evento.

Foi ainda reservado um espaço para a televisão pública, por sinal o canal que irá transmitir os jogos em directo.



Enquanto isso, o pessoal destacado para as limpezas empenhava-se em fazer os últimos retoques ao piso do pavilhão, bem como aos corredores. A tribuna de honra está devidamente separada do público, facto facilitada pelas cerca de 150 cadeiras montadas debaixo para os homens da FIBA e outros elementos.



Em relação à iluminação, foi reforçada com 22 lâmpadas projectoras com alta voltagem, que se juntam às 36 já existentes, o que confere ao pavilhão uma boa visibilidade.

Há cadeiras nos bancos de suplentes e a quadra já foi delimitada, faltando apenas o desfile dos artistas.




Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.