Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Matchedje à busca do suspiro

A DÉCIMA sétima jornada do Moçambola tem agendado um jogo entre formações que por estas alturas lutam por objectivos bem diferentes. Trata-se do Matchedje-Ferroviário da Beira, partida a realizar-se no estádio da Machava a partir das 15.00 horas de amanhã.



 

Enquanto os “militares” procuram o que já parece ser impossível escapar: a despromoção; os beirenses ainda sonham com o título, apesar do mau arranque da segunda volta.Será, portanto, um despique entre formações com metas bem antagónicas e que vão claramente lutar pelos preciosos três pontos. A equipa “militar”, que ao cabo da décima sexta jornada soma apenas seis pontos, vem de um resultado bem motivador.



Foi, curiosamente, à Beira impor um empate ao Têxtil do Púnguè, equipa que se tem mostrado personalizada a jogar diante do seu público, e pode apegar-se a esse resultado para ganhar a inspiração de que precisa para “roubar” pontos a outro representante da mesma cidade, que até vem de um empate caseiro diante do Desportivo de Nacala. Sublinhe-se que os “locomotivas” ainda não ganharam na segunda metade e somam 25 pontos, menos seis que o líder, Clube do Chibuto.



 

Numa ronda que será outra vez jogada à meio gás devido aos compromisso dos “Mambas”, o que obriga que os jogos Chibuto-Costa do Sol, Liga Muçulmana-Ferroviário de Maputo e Estrela Vermelha-Maxaquene sejam adiados, disputa-se o “derby” de Nampula entre o Ferroviário local e o Desportivo de Nacala.



 

Surpreendentemente, os nacalenses, novatos neste tipo de competição, estão a ter uma prestação mais vistosa que o seu rival com muito mais traquejo na alta-roda do futebol nacional. Separados por cinco pontos, antevê-se um despique aceso com os “locomotivas” a quererem mostrar o seu maior poderio (ainda adormecido) e a equipa portuária a provar que não é por acaso que é vista como uma das equipas sensação do Moçambola.



 

Em Vilankulo vive-se um momento de tensão devido aos maus resultados da formação da casa. É por isso fácil de adivinhar que o Vilankulo FC jogará com o Chingale sob pressão da sua massa associativa. Um outro desfecho que não seja um triunfo dos anfitriões pode aguçar ainda mais a crise que se vive por aquelas bandas.

A HCB recebe o Têxtil do Púnguè e é indubitavelmente favorito a conquistar os três pontos, embora os “fabris” não estiquem o tapete, pois precisam de pontuar para rapidamente deixarem a zona de despromoção. 





Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.