Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Maxaquene, 1-Desp. Nacala,0 - Ponta final sofrida

 

DUROU 57 minutos a resistência do Desportivo de Nacala diante do Maxaquene. Eboh num lance de pura magia deu vantagem aos “tricolores” e os três pontos, bastante suados diga-se de passagem.

 

É que os comandados de Arnaldo Salvado enfrentaram enormes dificuldades para quebrar a teia defensiva montada no sector intermediário. O 4x5x1 apresentado pelos nacalenses obrigou que a equipa “tricolor” tivesse que fazer um jogo muito elaborada.

 

 

Só assim podia encontrar espaços para gizar com perigo a baliza contrária, no entanto, alguma falta de clarividência, ditou uma primeira parte mal conseguida dos anfitriões. Payó, por duas vezes, de fora da área tentou fazer uso do seu potente remate, mas em ambas as vezes deixou muito a desejar.

 

 

Na única vez que os “tricolores” dispuseram de uma situação de golo, Maurício acertou no poste. Problemas de finalização também se fizeram sentir na turma treinada por Salvado. Tal ficou evidente na segunda parte com Maurício, em tarde não, a falhar cara-a-cara com Victor e por Isac que ofereceu a bola ao guarda-redes numa jogada em que caminhava isolado para a baliza.

 

Do lado contrário viu-se um oponente mais preocupado em defender do que a atacar e que numa das raras vezes que se acercou da baliza de Acácio ficou perto do empate. Gito aproveita de uma defesa incompleta de Acácio para rematar à baliza, mas saiu fraco e permitiu o alívio de Gabito mesmo em cima da linha de golo. Já perto do final, Osvaldo cabeceou à malha superior. Deu a sensação de golo. Alguns adeptos afectos ao Desportivo de Nacala gritaram golo. Ilusão de óptica. A vitória sorriu mesmo ao Maxaquene.

Estêvão Matsinhe realizou um bom trabalho.  

 

 

FICHA TÉCNICA



ÁRBITRO: Estêvão Matsinhe, auxiliado por João Nhatuve e Elina Marques. Quarto árbitro: Amosse Lazaro.

 

 

MAXAQUENE: Acácio; Calima (Betinho), Gabito, Campira e Vling; Payó, Marvin (Macamito), Kito e Isac (Chikwepu); Eboh e Maurício.

 

 

DESP. NACALA: Victor; Tawinha, Osvaldo, Bely e Rojas; Délcio, Egídio (Essien) e Dando;  Gito (Elfidio) e Leo.

 

 

DISCIPLINA: Amarelo para Gabito e Acácio (Maxaquene) e Délcio (Desportivo de Nacala).

 

 

GOLO: Eboh (57 min).

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.