Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Atletas da Zambézia querem incentivos do governo

OS atletas pré-seleccionados para a formação das equipas que irão representar a província da Zambézia no XI Festival Nacional dos Jogos Desportivos Escolares que terão lugar em Julho próximo, na cidade de Tete, pedem as autoridades de Educação e Cultura apoio a todos os níveis.

 

Os atletas querem um cronograma sério de treinos, reforço de equipamento e material desportivo bem como lanches para motivar mais os jogadores. Os pré-seleccionados mostram-se agastados com o que tem sido prática neste evento em que a preocupação dos dirigentes a diferentes níveis só começa a se fazer sentir a escassos dias do início das competições.

 

 

Os atletas são de opinião que fazendo as coisas em cima de “joelho”, a possibilidade de exigir resultados positivos a diferentes selecções é remota.

 

 

Numa mensagem apresentada há dias na cidade de Quelimane, por ocasião do encerramento da fase provincial dos Jogos Desportivos Escolares, evento que juntou atletas e técnicos, os jogadores apelaram ao governo provincial da Zambézia a ser mais sério no desafio de melhorar os resultados desportivos.

 

 

Gostaríamos que da intenção se passasse à prática. Nós já demonstrámos que temos potencial, mas falta o carinho e atenção nos aspectos que podem contribuir para o sucesso da participação da província da Zambézia”, lia-se na mensagem apresentada pelos atletas.

 

 

Na prática faltam dois meses e meio, mas os centros de treinos ainda não foram abertos tanto na cidade de Quelimane bem como nas sedes distritais. Os atletas e os técnicos têm sido as vítimas mais sacrificadas visto que quando pedem condições de treinamento nunca são ouvidos, mas os dirigentes sempre exigem resultados. Há vezes em que os próprios técnicos têm de sacrificar os seus pobres salários para a aquisição do material desportivo e atender as doenças e preocupações pessoais dos atletas e as chefias pouco se preocupam com isso, por isso, os atletas asseveraram muito a questão da seriedade e sensibilidade da Direcção Provincial da Educação e Cultura da Zambézia.

 

 

No total são 128 atletas de diferentes disciplinas desportivas seleccionados na fase provincial do festival dos jogos escolares nas modalidades de futebol, basquetebol, salto de corta, voleibol, andebol e atletismo. O objectivo das suas reivindicações é solicitar condições motivacionais para competir em igualdade circunstancial com os outros atletas das restantes províncias e nas modalidades que mais se destacaram.

Afirmaram que se aquelas condições não forem criadas, a província da Zambézia poderá passar vergonha na fase nacional.

 

 

Entretanto, o Governador da Zambézia, Joaquim Veríssimo, reconheceu a legitimidade das preocupações apresentadas pelos atletas e técnicos e comprometeu-se a criar condições básicas para que a preparação das equipas da Zambézia seja coroado de êxitos. Segundo Veríssimo, a fase que se segue é crucial e exige um grau diferente de responsabilidade por parte do Governo, técnicos e atletas para elevar através do desporto o nome da província da Zambézia.

 

 

O edil de Quelimane, Manuel de Araújo, disse, por sua vez, que o país deve ser construído com uma juventude saudável e a prática do desporto é uma das vias. É nesta perspectiva que Manuel de Araújo apelou a todos os atletas e técnicos a pautarem por uma atitude responsável durante a preparação e participação da fase nacional dos Jogos Desportivos Escolares. A XXVI edição dos jogos escolares terminou na sexta-feira em Quelimane.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.