Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

19.Nov.12

Desportivo, 1-Costa do Sol, 2: Que astúcia de Diamantino

QUANDO Diamantino Miranda deixou no banco Ruben, Manuelito II e Reginaldo, três principais unidades na manobra ofensiva "canarinha”, o público que acorreu em bom número ao Estádio 1º de Maio, pensou que não tivesse intenção de lutar pelos três pontos, apenas queria cumprir o calendário.

 

Que se desengane quem assim pensou! O técnico português fez daquelas “peças” suas “armas” secretas. É neste contexto que o jogo ofensivo do Costa do Sol na primeira parte foi bastante pobre, salvo alguns rasgos do endiabrado Themba.

 

 

O Desportivo entrou galvanizado, tentando fazer perceber que as "feridas" de Tete estavam saradas, encostando o adversário ao seu último reduto, porém sem criar jogadas de golo iminente, mesmo com um Costa do Sol bastante intranquilo na sua zona mais recuada.

 

 

Aos 10 minutos, é Yannick que atira com algum perigo, ao lado. O Costa do Sol respondeu com Parkim a desperdiçar a oportunidade mais flagrante dos “canarinhos” no primeiro tempo, depois de um passe de mestre emitido por Alvarito, o jovem jogador mesmo isolado, atirou, precipitadamente, ao lado na cara de Victor, á entrada da área.

 

 

Com zero a prevalecer, os dois conjuntos recolheram aos balneários. No segundo tempo, o Costa do Sol entrou titubeante. Diamantino lançou as suas “armas” secretas do ataque: Ruben, Reginaldo e pouco depois Manuleito II, jogadores que mudaram por completo á forma de actuar que a equipa vinha tendo até então.

 

 

Decorriam 51 minutos, quando Reginaldo, numa jogada individual ludibria dois adversários na direita, para depois centrar para a área onde surge Themba a finalizar.

 

 

Os “canarinhos” reencontravam-se com o jogo e doravante transformaram o adversário em mero espectador. E foi com toda naturalidade que dilataram o marcador, por Reginaldo aos 70 minutos, numa jogada á papel químico da que deu origem ao primeiro golo, mas desta feita com Themba a ser o condutor do esférico pela esquerda.

 

 

O Desportivo andava desnorteado, mesmo de boal parada não encontrava o caminho para a baliza de Gervásio, o que obrigou Semedo a mexer na equipa, com Geraldo a entrar no lugar do Syabonga.

 

 

É uma troca que valeu a pena, pois este trouxe novo ânimo aos “alvinegros” que reduziram aos 86, por intermédio de Orlando numa grande jogada individual que contou com a colaboração de Manuelito I, e pouco depois o Desportivo só não igualou por causa da barra transversal que devolveu um tiro portentoso de Lanito.O resultado não mais se alterou, numa partida bem ajuizada por Virgílio Absalão.

 

FICHA TÉCNICA


ÁRBITRO: Virgílio Absalão, auxiliado por José Mhula e Domingos Machava.

 

Quarto: Justino Zandamela

 

 DESPORTIVO: Victor, Zainadine, Cremildo, Jorge, Elísio, Maninho, Aurito, Yannick, Syabonga (Geraldo), Lanito e Rachid (Orlando).

 

COSTA DO SOL: Gervásio, João (Reginaldo), Sanito, Zé (ManuelitoII), Gildo, Dito, Manuelito I, Alvarito, Parkim (Rúben), Themba e Diva.

 

DISCIPLINA: amarelos para Aurito e Zé.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias