Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Candidatos preparados apesar de divergências

A SENSIVELMENTE dois dias da magna reunião, os concorrentes às eleições de sábado na Federação Moçambicana de Xadrez (FMX), nomeadamente Guimarães Lucas e Selma Simango, dizem estar preparados, apesar de protestos levantados por uma das partes devido à devolução tardia de candidaturas para a correcção.

 

As propostas de candidatura haviam sido submetidas para o escrutínio inicialmente agendado para 17 de Março, mas adiado devido a irregularidades no actual Regulamento Eleitoral.

 

 

A actual direcção da FMX emitiu uma carta datada de 14 de Setembro que informava aos candidatos sobre a devolução das listas em virtude de a assembleia-geral ter sido remarcado para dia 29 e existir um novo regulamento eleitoral, que porém não passa de uma proposta que ainda carece de aprovação para substituiu o actual, que constituiu discórdia e motivo de adiamento da assembleia em Março.

 

 

O candidato Guimarães Lucas defende que antes de servir de guião para as eleições, o documento proposto devia ter sido antes alvo de debate e aprovação, depois de uma profunda apreciação pelos associados. Anotou que, apesar de ter sido distribuído atempadamente às associações, as opiniões emanadas destes sobre o mesmo não são suficientes para torná-lo um instrumento legal e aplicável, porque ainda carece de aprovação.

 

 

Não se pode deliberar e aplicar um regulamento em função das opiniões. É ilegal de ponto de vista jurídico”, argumentou. 

Outra lamentação de Guimarães Lucas é o facto de as suas candidaturas mão terem sido devolvidas atempadamente para permitir que os concorrentes façam o respectivo ajustamento em conformidade com a nova proposta de regulamento. O candidato contou que a sua candidatura foi devolvida no dia 17 de Setembro, portanto a 12 dias da assembleia.

 

 

Primeiro dizer que constituiu uma irregularidade que seja a actual direcção da FMX a emitir uma carta a anunciar a devolução das candidaturas, porque o processo eleitoral cabe exclusivamente à mesa da assembleia-geral. Segundo, é caricato que se fale de um novo Regulamento eleitoral que não foi aprovado pelas associações e quando, à partida, o processo já está a decorrer, se se tiver em conta que a assembleia é convocada um mês antes”, argumentou o candidato.

 

 

Guimarães Lucas explicou, adiante, que o regulamento que se pretende revogar prevalece em tudo que não contrarie a actual Lei do Desporto, porque ainda não foi abolido. E que só seria revogado no seu todo aquando na assembleia-geral que se aproxima.

 

 

Por isso que mantive a mesma candidatura sob protesto, para não haver nenhum atropelo ou risco de eu ser excluído. Apesar de todos os constrangimentos que isto nos remete, estamos a tentar ajustar a minha candidatura com esta nova proposta de regulamento eleitoral, pois já acertamos com a mesa da assembleia-geral que não haverá problemas”, comentou.

 

Por seu turno, Selma Simango disse que está apta para o escrutínio de sábado uma vez que teve o cuidado de rever a sua candidatura logo que a proposta do novo regulamento foi distribuída às associações, em Julho.

 

 

A candidata é de opinião que, com o anterior regulamento desajustado, as devoluções têm sentido. Para além de que não se trata de devoluções de rejeição, mas sim para a correcção.Reconheceu, porém, que o tempo é escasso e que a modalidade desenhada para este processo eleitoral talvez não seja aquela que era esperada por todos.

 

 

Não sei o que foi concertado em termos de modalidade, mas entendo que se se começasse pela aprovação do regulamento, para depois convocar a assembleia para eleições o processo levaria muito tempo, o que abriria espaço para que a actual direcção, já fora do mandato, continuasse por mais tempo à frente da federação. Pelo que saiba, o primeiro ponto da agenda será dedicado à aprovação do regulamento e validar as candidaturas em função do mesmo”, elucidou. 

 

 

Ninguém será excluído do processo

 

O PRESIDENTE da mesa da assembleia-geral, Zacarias Sumbane, tranquilizou a todos os candidatos às eleições de sábado, que nenhum deles será excluído do processo, comentando sobre a devolução das candidaturas dos dois concorrentes até agora confirmados.

 

 

Recordou que foram os candidatos que pediram que a assembleia-geral fosse guiada pela nova Lei e Regulamento do Desporto, pelo que devem fazer as respectivas correcções para ajustar as suas candidaturas de modo a serem submetidas ao escrutínio.

 

 

As candidaturas foram entregues nas condições anteriores, pelo que havia necessidade de serem devolvidas”, sublinhou, reiterando que as eleições eram irreversíveis. 
Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.