Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Moçambique defronta Senegal para os “quartos”




APÓS o interregno ontem, as emoções do Campeonato Africano de Basquetebol, Afrobasket de Sub-18, retomam hoje com a realização dos quartos-de-final. A selecção nacional defronta a sua congénere do Senegal, um jogo que inicia às 18.00 horas no Pavilhão da Académica.

 

Noutras partidas, o poderoso Egipto, campeão em título, bate-se com a Tunísia, que foi quarto classificado no grupo “A”, do qual fazia parte o nosso país. Apesar de o favoritismo pertencer aos “faraós”, a Tunísia terá uma palavra a dizer, até porque é vice-campeã, para além de ter conhecimentos profundos sobre o adversário.

 

 

A selecção angolana mede forças com os latagões do Mali, numa das partidas que se espera bastante equilibrada.A Costa do Marfim bate-se com a selecção do Gana, que, por sua vez, derrotou Moçambique na última jornada da primeira fase.Mas antes destas partidas, Marrocos e Ruanda irão medir forças, num jogo que servirá para atribuição do nono lugar. O Gabão é 11.º, a República Democrática do Congo não se fez ao evento, daí que o “africano” foi disputado por 11 selecções.

 

 

Amanhã, teremos as meias-finais e os jogos de atribuição do quinto ao oitavo lugares. A final está prevista para sábado.

Recorde-se que os finalistas deste evento irão representar o Continente Africano no Campeonato do Mundo de sub-19 que terá lugar próximo ano no Canadá. 

Seleccionador nacional queixa-se de idades viciadas

 

O SELECCIONADOR Nacional de Basquetebol de Sub-18, Rui Rafael, queixa-se da adulteração das idades dos atletas dos diversos combinados que participam na 18.ª edição do Campeonato Africano de Basquetebol, Afrobasket-18, que decorre em Maputo desde o passado dia 18.

 

 

Segundo Rafael, à excepção da Tunísia e Marrocos, as selecções do norte de África e da África Ocidental, nomeadamente Senegal, Mali, Costa do Marfim e Gana, apresentam atletas com idades acima dos 18 anos, acima da permitida pela organização do evento.O seleccionador nacional apelou à FIBA-África para que seja mais rigorosa nas próximas ocasiões, para se evitar cenas como estas. 

Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.