Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

LIGA MUÇULMANA-2012 NA VOZ DO SEU “MISTER”: Qualidade e ambição são as principais armas

Treino da Liga

JUVENTUDE, qualidade e ambição serão as principais armas da Liga Muçulmana nesta nova temporada futebolística, segundo Artur Semedo, que antevê um 2012 de alta pressão, sobretudo a nível interno, na medida em que tem a enorme responsabilidade de defender o título, sabendo-se que os outros concorrentes também se apetrecharam a preceito.

 

Com dois campeonatos nacionais ganhos ao serviço da Liga Muçulmana, Artur Semedo é, neste momento, o treinador mais em evidência no nosso futebol. Este ano, pretende alargar o horizonte das suas ambições, o que passa por alcançar a fase de grupos da Liga dos Campeões Africanos, prova em que tem como primeiro adversário, na pré-eliminatória, o Mafunzo de Zanzibar.

 

 Como avalia o trabalho realizado até este momento?

 


Com cerca de 20 dias de trabalho, estamos ainda numa fase aquisitiva dos processos de treino e de jogo, com maior incidência para a familiarização dos atletas novos no clube, com uma filosofia de jogo trazidas de outras colectividades. Nesta ordem de ideias, posso dizer que o trabalho está a decorrer normalmente, com algumas dificuldades que são próprias de jogadores que chegam ainda com vícios e preconceitos dos clubes donde vieram, mas o desenvolvimento tem sido bom. Esperamos que, quando iniciarmos as competições oficialmente, a equipa esteja com os índices competitivos mais de acordo com os nossos princípios de jogo. Acho que até lá será possível.

 

 Quais as principais armas da Liga Muçulmana para esta época?

 


 

Juventude, ambição e qualidade. Mas a qualidade estará mais em evidência se formos capazes de optimizar todas as capacidades dos jogadores. Isto porque, actualmente, os meus atletas não têm um lugar de destaque no panorama nacional, mas, com determinação, acredito que ganharão o seu espaço.

 

 

 

Depois de observar a evolução dos jogadores nos treinos, mantém a sua afirmação de que dispõe do plantel mais equilibrado das últimas duas épocas?

 


Sim, na verdade disse que esta era a equipa mais equilibrada do ponto de vista de preenchimento de algumas debilidades e lacunas que identificámos no ano passado. Até em termos de número de jogadores por sector, e também de qualidade, estamos relativamente melhores em relação à época passada. Agora falta traduzir isso em campo, porque, do ponto de vista teórico, está tudo muito bem, mas há que pôr as ideias na prática e ver se realmente aquilo que eu disse corresponde à verdade.

 

 Acredita ser possível construir uma equipa mais forte em relação àquela que ganhou o título?

 


 

Vamos ver! Até que se prove o contrário, estou feliz com as aquisições feitas e convencido de que vamos construir uma equipa mais forte comparativamente aos últimos dois anos, mais equilibrada e com índices de juventude acrescidos. Nesta perspectiva estou plenamente satisfeito.

 

 As portas continuam abertas para a entrada de mais jogadores?

 


Não estamos à procura de mais ninguém, mas no futebol é difícil dizer que o plantel está definitivamente fechado, há sempre possibilidade para a entrada de um grande jogador. No entanto, quero frisar que, neste momento, indo de encontro com o previsto, pode-se considerar que estamos minimamente satisfeitos com o plantel e que dificilmente entrarão mais jogadores.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias