Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Ferroviário na ópitica de Nacir Armando: Suficientemente bom para os desafios do ano

O FERROVIÁRIO possui um plantel suficientemente bom para os desafios que se colocarão ao longo desta temporada e estará em todas as frentes, segundo Nacir Armando, que acredita na capacidade dos reforços para a materialização dos objectivos traçados e satisfação da família “locomotiva”, nomeadamente com a conquista do título nacional.

 

Para os desafios deste ano, o Ferroviário contará com a prata da casa, desde os mais antigos que constituem a espinha dorsal da equipa, passando pelos emprestados a diversos clubes e que regressam esta época, até ao grupo de jovens ascendentes do escalão júnior.

 

 

Nacir Armando revelou que o plantel não estava fechado, salientando, porém, que qualquer mudança que vier a ocorrer ao longo da temporada terá a sua razão de ser, se algumas das apostas não corresponderem às expectativas. Mesmo assim, acredita no sucesso do conjunto, porque, no seu entender, estão nele aglutinados desde os mais experientes até aos jovens talentos projectados dos juniores no ano passado e que se espera deles uma reacção positiva esta época.

 

 

O técnico “locomotiva” ainda fala das projecções da temporada, entanto que tal, sem deixar de lado o seu compromisso nas Afrotaças, na qualidade de vencedor da Taça de Moçambique.  

 

        

O que tem a dizer aos adeptos do Ferroviário sobre as novidades no plantel disponível para este ano e em ternos de projecções feitas para 2012, tendo em conta as Afrotaças e as competições internas?

 

 

O Ferroviário vai, este ano, lutar para conquistar todas as competições em que estará envolvido. Fomos ao Songo fazer a pré-época com a finalidade de promover a interacção entre os jogadores novos e antigos e a equipa técnica; criar um bom balneário, amadurecer algumas ideias e fazer uma comunicação ampla entre todos nós. Logicamente que desde o primeiro dia até agora estamos a incutir a nossa filosofia de trabalho e de jogo, que é para chegarmos à fase de competições em perfeitas condições físicas, técnicas e tácticas.

 

 

 Que Ferroviário teremos este ano, equacionando os jogadores com os quais vem trabalhando desde o ano passado e os reforços?

 


Penso que a contratação de novos jogadores não implica a quebra da espinha dorsal da equipa. Portanto, vamos manter a espinha dorsal e introduzir novos jogadores, considerando também que perdemos alguns. Julgo que esses vão complementar o vazio que for a existir, de modo a termos uma equipa com a chama necessária para alcançar os resultados desejados.

 

 

 Acha que os reforços poderão equilibrar o conjunto que procura formar?

 

 Bom, de um modo geral estamos a dar continuidade ao projecto iniciado no ano passado. Como é sabido, acabamos levando mais quatro juniores para o plantel sénior. Para além de Clésio, lançado no ano passado e que já está a dar nas vistas, temos Arnaldo, Manucho, Ito e Nelson, que se juntam a mais três seniores fora do projecto, designadamente Tó (ex-Costa do Sol), Diogo (ex-HCB) e Jeitoso (ex-Ferroviário das Mahotas), para não falar do regresso do guarda-redes Kampango, que esteve durante muito tempo a jogar fora do país.

 

 

Os restantes jogadores já eram do Ferroviário, casos de Kiki e Michael, que no ano passado estavam emprestados ao Atlético Muçulmano e ao Ferroviário da Beira). Mabucho regressa depois de emprestado ao Vilankulo e ao Ferroviário de Nampula. A integração destes atletas é para dar outro alento ao plantel e uma nova forma de estar à equipa, com vista aos objectivos que se perseguem. Portanto, vamos procurar dar continuidade ao projecto e ao estilo e ritmo de jogo que fomos implementando, porque alguns jovens estão integrados e outros ainda estão por integrar.

 

 

 Sente-se satisfeito com este plantel? Que outros jogadores gostaria de ter, se houvesse ainda possibilidade de escolher?

 

 Não há plantel que satisfaça completamente o nosso desejo, porque há jogadores que o treinador pode precisar e, por diversas razões, não for possível tê-los por serem concorridos. Mas julgo que a procura que fizemos não foge ao que tem sido a estratégia do Ferroviário, que é a miscelânea de jogadores jovens com os mais experientes. Fomos à procura de Kampango e Tó, dois experientes. Diogo é um atleta ainda novo, tem apenas 23 anos, e fomos também buscar um jogador de 22 anos no Mahotas, o Jeitoso, para além de mais quatro juniores. De um modo geral, dividimos o plantel em dois grupos: em termos de idade, 22 atletas seniores, e um grupo de seis a sete juniores, perfazendo assim o plantel do Ferroviário. Portanto, penso que é um plantel que pode vir a fazer cobro às dificuldades que tivemos na época passada e pode trazer resultados agradáveis este ano.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.