Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Agora é a doer!

Ferroviario vs Maxaquene

À MEDIDA que a Liga Nacional de Basquetebol em seniores masculinos se aproxima do final, a margem de erro das equipas participantes vai diminuindo.

 

Se na fase de grupos havia espaço para errar, hoje, com a disputada dos quartos-de-final, em que apenas o vencedor pode seguir em frente, a margem de erro é zero!

 

 

O desafio mais apetitoso da ronda é aquele que terá a honra de encerrar a ronda, trata-se do Desportivo-Costa do Sol com início previsto para as 20.00 horas no Pavilhão do Maxaquene, palco que vem albergando, desde sábado passado, a mais importante competição de basquetebol do país.

 

 

Desportivo, segundo da Série A, não deixou uma boa impressão na última partida da fase de grupos, tendo perdido com o Ferroviário, facto que lhe custou a perda do primeiro lugar. Muitos passes falhados, oportunidades claras de encestar, foram desperdiçados vezes sem conta pelos “alvi-negros” que hoje terão pela frente um velho conhecido, o Costa do Sol, naquele que também é conhecido como “derby das aves”, ou não estivessem frente a frente “águias” e “canários”.

 

 

 

A expectativa é enorme em torno deste jogo, até porque os “canarinhos” já mostraram que possuem argumentos para triunfar. As “águias” que se cuidem, e se repetirem a desastrosa exibição frente aos “locomotivas”, as probabilidades de ficarem pelo caminho são maiores.  

 

      

Dos grandes, o Ferroviário do Maputo, primeiro classificado da Série “B”, é o que teoricamente tem a vida mais facilitada atendendo que defronta A Politécnica, quarto da A. Após o triunfo diante do rival Desportivo, os “locomotivas” estão em alta na prova a todos os níveis. A confiança, moral e, acima de tudo, o espírito de grupo ficaram fortalecidos e é de esperar que a “locomotiva” passeie a sua classe já a pensar no embate das meias-finais.  

 

 

A anteceder este desafio, o Maxaquene, primeiro da Série B, mede forças com a UP, quarto da A. Trata-se de um despique com espectro de vingança por parte dos “tricolores”, visto que ainda têm a espinha entalada na garganta depois de terem sido surpreendidos por este mesmo adversário no Campeonato da Cidade do Maputo. Embora seja inquestionável que os campeões nacionais são favoritos a vencer é preciso realçar que doutro lado estará uma equipa motivada e que quer criar mais desabores.

 

 

Os ânimos vão aquecer quando o Ferroviário da Beira, segundo da Série B, bater-se com a Soprotecção de Quelimane, terceiro do A, naquela que é a única partida que não envolve equipas da capital do país. Estarão em campo duas equipas superiormente estruturadas e que têm oferecido muita qualidade à prova, sendo que hoje não deverá fugir à regra. Antevê-se um desafio equilibrado entre beirenses e quelimanenses.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.