Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Ferroviário e Chingale aceleram para a final

Ferroviario

É JÁ no próximo sábado que o Estádio Nacional do Zimpeto vai acolher mais um dia da festa do futebol moçambicano. Os momentos de alegria, emoção e de espectacularidade estarão presentes, certamente, na final da Taça de Moçambique/mcel-2011 a ser disputada entre o Ferroviário de Maputo e o Chingale, a partir das 18.00 horas. 

 

A final da Taça de Moçambique/mcel também conhecida com a prova das mil e uma surpresas marca ao mesmo tempo o encerramento da época futebolística depois de no último fim-de-semana ter caído o pano sobre o Moçambola com a Liga Muçulmana a sagrar-se bicampeã nacional.

Tanto o Ferroviário como o Chingale querem fechar a época com a “chave de ouro”.

 

 

É neste sentido que esta semana, ambas as colectividades procuram intensificar a sua preparação de modo a estarem com as baterias na máxima força. E é um facto assente que não há tempo a perder, algo que ficou evidente com a postura demonstrada pelos tetenses que tendo chegado na noite de segunda-feira à capital do país, trataram logo de instalar a sua base na Vila Olímpica, tendo na manhã de terça experimentado o palco do encontro, que dista a poucos metros do centro habitacional onde fixaram residência e vão permanecer até o próximo domingo.

 

 

Esta é a primeira vez que o Chingale vai jogar no Zimpeto pelo que tem agendado para amanhã, precisamente à hora do jogo de sábado um treino de adaptação ao piso e à iluminação. Pode-se dizer que nestes aspectos, os “locomotivas” levam vantagem na medida em que já realizaram várias partidas naquele recinto, inclusive guardam boas recordações, uma vez que nas meias-finais eliminaram o Maxaquene.

 

 

Por estarem calejados ao Estádio do Zimpeto, os comandados de Nacir Armando optaram por treinar em casa. A preferência passava pelo seu campo da baixa por ter relva natural ao contrário do Estádio da Machava que tem relva sintética. Mas a chuva deixou o campo da baixa alagado, algo que o tornou impraticável, pelo que foi preciso recorrerem à “Machava” e foi lá onde, na tarde de ontem, aprimoraram a finalização e a táctica.

 

 

Até esta fase, Ferroviário e Chingale já amealharam cada 323 mil meticais, prémio oferecido pela mcel, patrocinadora da prova. E é certo - seja qual for o desfecho da final - Ferroviário e Chingale têm garantidos 510 mil meticais, prémio atribuído ao finalista vencido. O vencedor será premido com 850 mil meticais.

 

 

Refira-se, que em 2009, o Ferroviário venceu a Taça de Moçambique/mcel, enquanto o Chingale foi finalista vencido, em 2008, tendo perdido na final com o Atlético Muçulmano.

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.