Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Ferroviário e Chingale na final

Rachid

FERROVIÁRIO de Maputo e Chingale de Tete serão os protagonistas da grande final da edição 2011 da Taça de Moçambique em Futebol/mcel, a realizar-se no dia 27 de Novembro, no Estádio Nacional do Zimpeto. O apuramento destas duas formações aconteceu sábado, quando os “locomotivas” derrotaram categoricamente o Maxaquene por 3-1 e os tetenses venceram o Palmeiras de Quelimane por duas bolas sem resposta.

 

Foi um desafio que teve um pouco de tudo: espectacularidade, golos – Sonito (dois) e Clésio, de um lado, Gabito, do outro -, clarividência do Ferroviário, quase inexistência do Maxaquene, expulsão do guarda-redes Soarito, sendo substituído na baliza pelo defesa Campira e, claro, festa rija dos “locomotivas”, que assim têm uma soberana oportunidade de salvarem uma época menos conseguida no Moçambola.

 

 

Mas festa, festa verdadeiramente com todos os condimentos, teve lugar ontem em três pontos do país: Chibuto, Beira e Pemba, com a qualificação das suas equipas para o Moçambola-2012.

 

 

Com o campo local completamente abarrotado, o Clube do Chibuto goleou o Djuba FC por 4-0, fazendo com que a província de Gaza regresse ao Campeonato Nacional de Futebol, quase duas décadas depois. O Têxtil do Púnguè, que já se tinha qualificado por antecipação, levou de vencida o Textáfrica por uma bola sem resposta, enquanto o Ferroviário de Pemba coloca Cabo Delgado novamente na rota do Moçambola, mercê do triunfo sobre o Ferroviário de Nacala por 2-0.

 

 

Enquanto isso, a Confederação Africana de Futebol efectivou, sábado, o sorteio para o apuramento ao CAN-2013, na África do Sul. Moçambique, que inicia a campanha na segunda pré-eliminatória, terá como adversário a Tanzânia.

 

 

Fonte:Jornal Noticias