Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

07.Out.11

Vamos atacar o Mundial-2013

Champanhe “choveu” de todos os lados

ESTÁ visto que a união faz a força. Isso ficou patente no Mundial de San Juan. A conjugação de esforços entre os hoquistas moçambicanos fez com que nos classificássemos entre os quartos melhores do mundo, um resultado, a princípio, impensável, mas que se tornou realidade devido ao espírito de grupo. Dirigentes e técnicos defendem que no ataque ao Campeonato do Mundo de 2013, a realizar-se em Luanda, Angola, o lema é: “Todos por um e um por todos”.

 

O povo moçambicano deve envolver-se no apoio ao hóquei, sobretudo no processo de preparação. De acordo com o Ministro da Juventude e Desportos, Pedrito Caetano, o empresariado tem uma quota-parte no apoio à Selecção Nacional de hóquei em patins. A mesma posição é partilhada por Nicolau Manjate, presidente da Federação Moçambicana de Patinagem (FMP), Abdul Azize, Vice-Presidente da FMP para a Alta Competição, e Pedro Tivane, seleccionador adjunto.

 

 

Para que a bandeira nacional seja defendida com o mesmo brilhantismo, é necessário que se comece desde já a definir o plano estratégico preparatório.  

 

 

O Governo, segundo Pedrito Caetano, vai redefinir as prioridades traçadas em relação ao hóquei, no sentido de oferecer condições de trabalho mais adequadas. 

 

 

A maior esperança é que as dificuldades sejam superadas, sobretudo a falta de campos, que vezes sem conta tem posto em causa a competição interna.

 

 

Os nossos interlocutores sustentam que, se houver união, o hóquei passará a ganhar uma nova imagem internamente, a mesma que já conquistou a nível internacional.

 

 

Fonte:Jornal Noticias