Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

07.Out.11

Hora de todas as decisões

Os restantes dez lugares que faltam preencher na fase final do Campeonato Africano das Nações de 2012 são decididos de hoje a domingo com a disputa da sexta e última jornada da etapa de qualificação.

 

Serão 90 minutos de felicidade ou de desespero para as 24 equipas que disputam os lugares em aberto, sendo que Botswana, Costa do Marfim, Senegal e Burquina Faso já garantiram o bilhete para Gabão e Guiné Equatorial, países que irão acolher a 28ª edição da maior prova continental africana a nível de selecções.

 

A surpresa desta fase de qualificação é que o Egipto, sete vezes campeão africano, já não tem hipóteses de apuramento e por isso não poderá defender o título. Mas há outros colossos que se encontram em situação semelhante na corrida para a fase final.

 

 

 No Grupo “A”, verdadeira corrida de cavalos a três entre os líderes Mali, Zimbabwe e Cabo Verde. As Águias do Mali jogam em Monróvia com a Libéria, enquanto Cabo Verde recebe o Zimbabwe.

 

 

Duas vezes campeã africana, a Nigéria, no Grupo “B”, enfrenta no seu reduto a Guiné-Conacri e precisa de uma vitória para assegurar o apuramento. No entanto, os guineenses necessitam de um empate para seguirem em frente depois de em Outubro passado terem vencido em casa as Super Águias. Em Addis Abeba, a Etiópia joga com Madagáscar.

 

 

Em Lusaka, a Zâmbia recebe a Líbia na luta pela primeira posição do Grupo “C”. Os Chipolopolos têm 12 pontos, um ponto a mais que os líbios, que buscam o lugar na final pela primeira vez desde 2006. Moçambique vai jogar com Comores, no Maputo, num embate que servirá apenas para cumprir calendário.

 

 

Para o Grupo “D”, todas as quatro equipas, nomeadamente, Marrocos, República Centro-Africana, Tanzania e Argélia, têm chances de qualificação. Em Marraquexe, os “Leões do Atlas” precisam de ganhar a Tanzania para selar a qualificação. Argélia e RC Africana batalham igualmente pela qualificação.

 

 

O Senegal já se classificou no Grupo “E”, mas a corrida para terminar entre os dois melhores segundos colocados se endurece entre o RD Congo e os Camarões. O encontro entres estas duas equipas realiza-se em Kinshasa hoje, na abertura da ronda. No domingo, o Senegal procurará consolidar a primeira posição quando visitar as Maurícias.

 

 

No Grupo “F”, Burquina Faso viaja a Banjul para enfrentar Gâmbia. Os burquinabes já estão apurados e jogam para cumprimento de calendário.

 

 

No Grupo “G”, o Níger lidera surpreendentemente e está de olho na primeira qualificação para o CAN, mas para consumar esse sonho terá de bater o Egipto, no Cairo.

 

 

No mesmo grupo, África do Sul e Serra Leoa, ambos na luta, jogam entre si. O encontro realiza-se em Nelspruit.

A Costa do Marfim procura manter o registo de cem porcento de vitórias no Grupo “H”. Os marfinenses jogam com Burundi em Abidjan. Os campeões africanos de 1992 continuam a ser a única equipa que venceu os cinco jogos realizados até aqui. Em Cotonou, o Benin ombreia com o Ruanda.

 

 

No Grupo “I”, há um encontro de líderes. O Sudão e o Gana têm 13 pontos e enfrentam-se em Cartum. Quem vencer termina como líder e garante o apuramento. A Suazilândia bate-se com o Congo, em Mbabane.

 

 

O Uganda está mais próximo de garantir a qualificação pela primeira vez na sua história. Os ugandeses recebem o Quénia, em Kampala, no Grupo “J”. Os quenianos têm remotas chances de apuramento.

 

 

Neste grupo destaca-se o jogo entre equipas que falam português: Angola e Guiné-Bissau, em Bissau.

 

 

No Grupo “K”, a Tunísia enfrentará o Togo, em Tunis, e, em caso de vitória, pode garantir o apuramento, enquanto o Chade joga com o Malawi, em N'djamena.Com o Botswana já apurado, Tunísia e Malawi lutam pela outra vaga.

 

 

Para o Malawi, a vitória será suficiente para garantir a sua qualificação pela segunda vez consecutiva para o Campeonato Africano das Nações.

 

 

 

 

Fonte:Jornal Noticias