Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Amarildo e Mauro são os únicos“estrangeiros” pré-convocados

selecçao nacional
Dois jogadores internacionais moçambicanos, designadamente, Amarildo Matos e Mauro Matai, são os únicos a actuarem fora do país, nos Estados Unidos, na convocatória da pré-selecção nacional de basquetebol sénior masculina para o Campeonato Africano do Madagáscar, apurou ontem o jornal “O País”.


Mauro e Amarildo fazem parte dos 14 pré-seleccionados da primeira convocatória da selecção nacional de basquetebol sénior masculina, agora sob comando do seleccionador nacional adjunto, Milagre Macome, mas que ainda não se sabe se virão ao país ou não.

 

De acordo com o presidente da Federação Moçambicana de Basquetebol, Francisco Mabjaia, “em princípio, estes dois basquetebolistas virão ao país para representar a selecção, mas os próximos dias serão determi

nantes para a conclusão deste processo”.

 

Amarildo, formado nas escolas do desportivo e agora nos Estados Unidos a cumprir duas carreiras, a desportiva e a académica, na selecção nacional vai  enfrentar a concorrência de Fernando Manjate, Octávio Magoliço e Luís de Barros.

 

A posição de extremo, onde joga Amarildo, é a mais complicada para o seleccionador em exercício,  Milagre Macome, sendo que Fernando Manjate, MVP da  última edição da Liga Vodacom de basquetebol sénior masculino, é a principal figura, que deverá contar ainda com Nelinho (Maxaquene) e os jovens irmãos promissores do Ferroviário de Maputo (Orlando N

ovela e Ermelindo Novela).

 

 

Por sua vez, Mauro Matai, formado nas escolas da Académica e Costa do Sol, também neste momento nos Estados Unidos, para fazer parte do “cinco” ideal da selecção nacional deverá enfrentar a concorrência de Custódio Muchate, Edson Monjane e Sete Muianga. Estes são alguns dos “postes” convocados para a equipa de todos nós.

 

 

Regresso de Inak Garcia em dúvida

 


Por outro lado, até ao momento, não se sabe se o seleccionador nacional, Inak Garcia, voltará ao

país, pois tudo depende da renovação do contrato deste com o Maxaquene. É que a Federação Moçambicana de Basquetebol, de forma exclusiva, não tem capacidade financeira para suportar a contratação do técnico espanhol, nesta altura na sua terra natal.

 

 

 Informações em nossa posse indicam que o Maxaquene só vai reabrir o “dossier Inak Garcia” depois de ter as datas da realização do campeonato nacional de basquetebol sénior masculino, denominado Liga Vodacom.

 

 

 

Fonte:O Pais