Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

MOÇAMBOLA 2011 - Linha da frente em ebulição

 

maxaquene vs

 

 

 

À EXCEPÇÃO do Maxaquene, que independentemente do resultado que obtiver em Vilankulo sempre continuará na liderança, a linha da frente estará numa verdadeira ebulição na 10ª jornada do Moçambola-2011, com fortes probabilidades de se verificarem algumas mexidas, tendo em conta o calibre dos jogos em perspectiva.

 

 

Entre amanhã e domingo estaremos perante desafios realmente de cortar a respiração. É que, embora Maxaquene e Chingale defrontem adversários que não se encontram entre o primeiro sexteto, designadamente Vilankulo FC e Matchedje, a verdade manda dizer que, fazendo-o na qualidade de visitantes, logo, a sua missão torna-se espinhosa. Já nos outros embates de destaque, frente-a-frente estarão conjuntos que neste momento se encontram na luta pelo título, senão vejamos: Ferroviário do Maputo-Liga Muçulmana e HCB do Songo-Desportivo.

 

Mesmo considerando a magnífica etapa que atravessa nesta primeira volta do campeonato – é o único invicto até aqui –, convenhamos que o Maxaquene desloca-se a Vilankulo numa “má altura”. Isto porque, se a formação inhambanense enfrentou uma atroz travessia do deserto, agora, decididamente, acertou o passo, daí que Arnaldo Salvado terá de apelar a um esforço mais redobrado dos seus pupilos se efectivamente não pretende efectuar uma viagem meramente turística.

 

O sinal amarelo com que se deparou na jornada transacta, face ao modesto Atlético Muçulmano, pode não ter tido repercussões negativas, no entanto, sinónimo de algo que o seu oponente pode aproveitar na tarde de amanhã, a partir das 15.00 horas, no Estádio Municipal de Vilankulo. Nesta cidade, a descrença em relação ao seu time já era uma realidade, mas neste momento a situação amainou e toda a gente voltou a unir-se em redor da equipa.

 

Mas as atenções gerais dos adeptos do jogo da bola estarão concentradas no Estádio da Machava, palco do encontro entre os dois últimos campeões nacionais: Ferroviário de Maputo e Liga Muçulmana. Trata-se de um desafio com artistas que dispensam qualquer tipo de apresentação, dado que a sua classe é sempre motivo de esperança num grande espectáculo de futebol. E é precisamente isto o que, certamente, teremos amanhã, no Estádio da Machava, com os intervenientes a procurarem não se atrasar na luta pelo “canecão”.

 

A amena vila do Songo estará perante um “velho senhor” do nosso futebol: o Desportivo. No seu terreno, naturalmente que a HCB se coloca como favorita à conquista dos três pontos, até porque o técnico português Vítor Urbano, paulatinamente, vai engrenando no campeonato e, por essa via, conhecer melhor os adversários e assim montar as estratégias devidas. Só que os “alvi-negros”, candidatos não proclamados, nem por eles próprios, estarão em Tete, no domingo, verticalmente.

 

Disposto a manter-se entre os primeiros classificados está o Chingale, que vem a Maputo a esfregar as mãos, pois visita o “lanterna vermelha” Matchedje. Domingo, no Estádio da Machava, os tetenses estarão perante um conjunto que perdeu a sua personalidade, daí Sérgio Faife estar a fazer contas bastante optimistas.

 

No Chiveve, a presença do Costa do Sol, no domingo, é encarada com muita seriedade pelo Sporting, considerando que os “canarinhos”, apesar dos seus altos e baixos, são uma equipa perfeitamente à altura de chegar na Beira e ganhar. Por isso, precavidos, os “leões” estão certamente a afiar as unhas para se deliciarem com o canário.

 

Desafios entre conjuntos do mesmo timbre teremos amanhã, no campo da Liga Muçulmana, entre Atlético Muçulmano e Ferroviário da Beira, e no domingo, no Estádio 25 de Junho, envolvendo Ferroviário de Nampula e Incomáti.

CHIQUINHO CONDE: JOGO DIFÍCIL

 

Chiquinho Conde, treinador do Ferroviário, espera um jogo difícil frente à Liga Muçulmana. “Será certamente uma partida em que teremos que nos empenhar para ganhar. A Liga tem uma boa equipa e pede-se muita concentração da nossa parte”, disse o técnico.

A jogar em casa, no Estádio da Machava, Chiquinho afirma que a sua formação é favorita e, por isso, tem obrigação de conquistar os três pontos.

 

Vamos jogar abertos e com um único propósito: vencer”.

 

Questionado se este é um desafio que coloca em risco a sua continuidade nos “locomotivas”, o técnico respondeu: “Nem penso nisso, estou tranquilo e a fazer o meu trabalho. Até para mostrar que não me sinto pressionado, vou lançar alguns jogadores novos, casos do Clésio e Arnaldo, assim como Sissoko, que não tem vindo a jogar”.

 

Fazendo um balanço das nove jornadas da prova, caracterizou o início como atípico. “Penso que estamos a assistir a um começo inesperado, com algumas equipas que “a priori” deviam estar melhor classificadas no meio da tabela, contrastando com os representantes de Tete (HCB e Chingale), quase que a pisar os calos ao líder. Portanto, acho que está a ser um campeonato interessante”.

SEMEDO: JOGAR AO ATAQUE

 

VAMOS jogar ao ataque. As minhas equipas não sabem jogar de outra maneira. Abordam todos os jogos com uma mentalidade ganhadora e, contra o Ferroviário, vamos manter a mesma bitola”, afirma Artur Semedo, treinador da Liga Muçulmana, falando da forma como irá abordar o desafio frente aos “locomotivas”.

 

Para este embate, Semedo revela que já poderá contar com o contributo de Dário Monteiro, Maurício e Paíto, jogadores que considera influentes e lhe oferecem mais opções de escolha na formação do onze.

O técnico fez uma avaliação negativa do primeiro terço do Moçambola, considerando que o trabalho efectuado pelas equipas continua a não valer no seu todo, visto que continua a existir forças extras a perigarem a saúde do futebol moçambicano.

”Há gente que ainda não gosta de pessoas competitivas e que procuram minar o seu trabalho. No meu caso, houve pessoas que tentaram minar o meu trabalho, mas quero avisar que estou atento a estas sabotagens”, avisou Semedo.

CALENDÁRIO DA 10ª JORNADA

 

AMANHÃ


Estádio da Machava

15.00h – Fer. Maputo-Liga Muçulmana

Campo da Liga Muçulmana

15.00h – Atlético Muçulmano-Fer. Beira

Estádio Municipal de Vilankulo

15.00h – Vilankulo FC-Maxaquene

 

DOMINGO


Estádio da Machava

15.00h – Matchedje-Chingale

Campo do Fer. Beira 

15.00h – Sporting-Costa do Sol

Estádio 27 de Novembro

15.00h – HCB do Songo-Desportivo

Estádio 25 de Junho

15.00h – Fer. Nampula-Incomáti
Fonte:Jornal Noticias