Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Maxaquene já vai na nona Taça de Moçambique

O MAXAQUENE confirmou ao seu público e aos demais amantes de futebol que é a segunda melhor equipa da presente época ao conquistar, ontem à tarde, no Estádio da Machava, a Taça de Moçambique, derrotando o Vilankulo FC, por 2-0, depois de há dias ter assegurado o segundo lugar no fecho do Moçambola-2010.

Taça

 

MAXAQUENE, 2 – VILANKULO, 0

 

Os “tricolores” tiveram que recorrer aos métodos exaustivos para superar o adversário, que veio a Maputo com a lição bem estudada, facto justificado pela igualdade que se manteve durante a primeira parte. Foi necessário dar um empurrão ao acelerador, o que passou por adoptar maior velocidade à circulação da bola e atacar em todas as frentes, nomeadamente pelo corredor central e pelos flancos.

 

Aliás, notou-se na primeira parte a tendência de explorar cada vez ma

is os flancos, com os laterais Vasil e Eusébio a subirem mais pelos corredores, mas os cruzamentos não saíam maior perfeição, ou morriam na defensiva contrária. Com esta nova forma de estar do Maxaquene na segunda parte, foi possível perfurar a defensiva dos f

orasteiros pela zona frontal da grande área. Foi na sequência de uma jogada inteligente, que iniciou pelo flanco esquerdo, a seguir ao qual o lateral Eusébio, após uma triangulação com Kito e Tony, apareceu isolado a “fuzilar” à passagem do minuto 59.

 

O técnico Arnaldo Salvado fez uma boa leitura no seu sistema táctico. Não precisou de recorrer às substituições, mas deu indicações para uma nova abor

dagem do jogo, que passou por dar ritmo às jogadas e acertar no passe. E foi o que aconteceu, entrou pouco clarividente no jogo, caracterizado por escassez de ideias que dessem uma outra animosidade, pois o Vilankulo jogou com muitas cautelas defensivas à espera de aproveitar as falhas do adversário, descendo com algum perigo quando ganhasse as bolas a partir do seu meio campo.

 

Foi assim possível ver o Vilankulo de algum modo astuto e com algumas intervenções de realce junto à baliza defendida por Soarito.


Contudo, o lance mais clarividente pertenceu ao Maxaquene, mas Kito apareceu ligeiramente adiantado sobre a defensiva, aos nove minutos. A segunda oportunidade foi de Eboh, numa assistência de Liberty pela direita para um remate a sair quase a roçar o poste.

Porém, quem esteve mais próximo do golo acabaria por ser Vilankulo, numa brincadeira em que o guarda-redes Soarito levou tempo para aliviar um atraso e embrulhou-se com o artilheiro Ivo. Mas o árbitro da partida, José Maria Rachide, considerou carga sobre o guardião do Maxaquene, aos 28 minutos.

 

Os “”, embora bem assentes no terreno e com o fio do jogo que lhes é característico, denotaram alguma lentidão. Exigia-se uma outra atitude na segunda parte, durante a qual privilegiou o ataque em bloco e com maior celeridade. Foi assim que conseguiu os seus intentos com o golo de Eusébio para, a seguir, o guarda-redes Fumo oferecer o tento de tranquilidade a Alvarito com uma fífia menos esperada, aos 64 minutos.

O Vilankulo ainda tentou reagir numa jogada de bola parada, com o ponta-de-lança  Sergito, que entrou a substituir o temível Ivo, a desviar o esférico para a figura de Soarito.

O árbitro José Maria Rachide fez um bom trabalho, apesar de um e outro erro dos seus auxiliares.

 

FICHA TÉCNICA

 

ÁRBITRO: José Maria Rachide, auxiliado por Célio Mugabe e João Paulo. O quarto árbitro foi Estêvão Matsinhe.

 

MAXAQUENE: Soarito; Vasil; Campira, Gabito e Eusébio; Liberty, Macamito, Alvarito e Kito (Mustafá); Eboh (Reginaldo) e Tony (Nelsinho).

 

VILANKULO FC: Fumo (Jaimito); Mambucho, Joe, Charles e Bila; Titos (Félio), Jossias, Gonçalves e Belo; Edgar e Ivo (Sergito).

 

 

 

 

 

LISTA DOS VENCEDORESTony leva a melhor sobre Joe (C. Bernardo)

 

 

ANO   FINAL                                                                            VENCEDOR

 

2010   Maxaquene-FC Vilankulo (2-0)                       Maxaquene

2009   Fer. Maputo-C. do Sol (2-0)                        Fer. Maputo

2008    At. Muçulmano-Chingale (1-0)                  At. Muçulmano

2007    C. do Sol-Fer.Nampula (3-0)                      C. do Sol

2006   Desportivo-T. do Púnguè (1-0)                   Desportivo 

2005  Fer Beira-C. do Sol (1-0)                           Fer. Beira

2004  Fer. Maputo-Textáfrica (5-1)                         Fer. Maputo

2003  Fer.Nampula-Fer.Maputo (5-4 penaltes)       Fer.Nampula

2002  C. do Sol-Académica (2-0)                          C. do Sol

2001  Maxaquene-Textáfrica (3-1)                            Maxaquene

2000  C. do Sol-Matchedje (1-0)                        C. do Sol

1999  C. Sol-Sporting Nampula (5-0)             C. do Sol

1998   Maxaquene-Fer. Maputo (1-0)                         Maxaquene

1997   C. do Sol-Migração da Beira (5-2)            C. do Sol

1996  Maxaquene-T. do Púnguè (2-1)                  Maxaquene

1995   C. do Sol-Maxaquene (2-1)                       C. do Sol

1994   Maxaquene-Fer. Maputo (1-0)                      Maxaquene

1993  C. do Sol-Fer. Maputo (2-0)                        C. do Sol

1992  C. do Sol-Clube de Gaza (4-1)                    C. do Sol

1991  C. de Gaza-Maxaquene (2-1)                 Clube de Gaza

1990    Matchedje-Maxaquene (3-1)                           Matchedje

1989   Fer. Maputo-Desportivo (2-0)                       Fer. Maputo

1988   C. do Sol-Aguia d'Ouro (1-0)                     C. do Sol

1987  Maxaquene-P. da Beira (3-0)               Maxaquene

1986   Maxaquene-Estrela Vermelha (2-0)                 Maxaquene

1984   Fer. Maputo-P. da Beira (4-2)              Fer. Maputo

1983   C. do Sol-Textáfrica (1-0)                             C. do Sol

1982  Maxaquene-Fer. Maputo (1-0)                         Maxaquene

1981    Desportivo-Costa do Sol (1-0)                         Desportivo

1980   C. do Sol-Palmeiras da Beira (1-0)                  C. do Sol

1979   Palmeiras da Beira-Têxtil do Púnguè (5-4pen)   Palmeiras

1978   Maxaquene-Fer.Beira (2-0)                            Maxaquene

  • Salvador Nhantumbo

Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.