Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

MUNDIAL-2010 - Amarelos a Kaká são um equívoco – afirma Dunga, seleccionador brasileiro


O SELECCIONADOR brasileiro, Carlos Dunga, em declarações após a vitória (3-0) sobre o Chile, numa partida em que Kaká viu mais um cartão amarelo, disse que tal é um equívoco. “É um problema. Um jogador como Kaká ficar à beira da suspensão... Mas é um equívoco. O jogador técnico é punido, o agressivo é agraciado. Temos três jogadores com lesões. Temos de conversar com Kaká, mas temos de entrar para vencer, frente à Holanda, e não pensar nisso”.



A qualidade dos nossos jogadores facilita. Este grupo foi formado em três anos e meio. Há dois anos que se mantém o mesmo grupo. Basta um olhar para se entenderem. Mudam-se alguns jogadores, mas eles encontram-se em termos de posicionamento. A maturidade do grupo é boa, entendem rápido o que pedimos. Todos têm liberdade de falar connosco. O jogo de hoje vem de há três anos e meios”.

Damos liberdade ao jogador e tentamos sugerir alguma coisa, para que ele tenha melhor rendimento. Como a marcação estava cerrada no meio, o melhor era jogar pelas alas e que eles trocassem de posições. O Chile estava a deixar as laterais com mais espaço e Kaká veio para o flanco, trocou com Robinho e foi quando surgiu a oportunidade do 2-0”.

Falando sobre o posicionamento de Daniel Alves, disse: “O Daniel é um jogador versátil, já o colocámos em várias posições. Já lhe perguntei se ele ficava chateado por eu o colocar em posições que não actua, e ele disse que queria era jogar”.

Analisando o próximo adversário, Dunga afirmou: “A Holanda é uma equipa boa, sólida e com jogadores de qualidade, como é tradição do futebol holandês”.