Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Basquetebol – Liga Nacional Vodacom: Dois galos disputam o poleiro

 


QUEM será o vencedor da primeira volta da fase regular da Liga Nacional de Basquetebol Vodacom? Uma pergunta que os adeptos da modalidade certamente colocam durante o dia de hoje e que somente terá resposta logo à noite, na “catedral”, a partir das 20.00 horas. Dois galos disputam o poleiro, designadamente Desportivo e Ferroviário do Maputo, ora separados por um ponto (12-11), à melhor para os “alvi-negros”. À espreita, porém sem possibilidades de alcançar o topo, está o Maxaquene, que enfrenta o Costa do Sol, enquanto na Beira encontrar-se-ão os dois conjuntos locais.



Nada ainda é decisivo. Trata-se apenas do final da primeira volta de uma etapa cuja finalidade é apurar os quatro que se digladiarão nas meias-finais, no sistema de “play-off”, antes da sensacionalmente aguardada grande final. Portanto, como se vê, é um percurso ainda sinuoso, mas que é importante saber gerir e, acima de tudo, o esforço dos atletas, dado que a fase final será extremamente extenuante. E, particularmente para Maxaquene e Ferroviário da Beira, campeão e vice-campeão nacional, as eliminatórias da Taça dos Campeões Africanos trarão certamente as suas sequelas.

Embora o posicionamento dependa dos desfechos desta noite, é inegável que esta primeira volta da fase regular da Liga Nacional de Basquetebol Vodacom tem sido marcada pela supremacia dos “alvi-negros”.

Com um time todo ele nacional, jovem, homogéneo e com um basquetebol agradável em todos os sentidos, os campeões da cidade do Maputo realmente fazem a diferença nas quatro linhas, conseguindo manter uma regularidade fora daquilo que caracterizou as suas actuações nos anos anteriores. Aliás, a preocupação dos seus aficionados tem a ver com essa regularidade, isto é, até onde ela será conservada, pois a etapa mais complicada ainda está por vir.

Diante do Ferroviário, perspectiva-se uma partida de grande nível, espectacular e com desfecho imprevisível. Os “locomotivas” apresentaram-se aprimorados para esta prova e com uma forte convicção de poder atingir o seu objectivo de regressar ao pedestal de honra. Esta noite, oxalá de facto o virtuosismo dos jogadores de ambos os conjuntos venha ao de cima para nos deliciarmos com a sua arte de bem jogar.

Não atrapalhado com a situação, apesar de já ter duas derrotas na prova, está o Maxaquene. Os “tricolores” jogam com o Costa do Sol, às 18.00 horas, e prestam-se a colocar nas quatro linhas uma outra motivação e ultrapassar sem grandes sobressaltos uns “canarinhos” que não se deixam abater de qualquer maneira.

No Chiveve, o duelo local seguramente será dominado pela classe do Ferroviário, perante um Desportivo que não consegue se desenvencilhar das amarras da menoridade, ao contrário da alegria e descontracção demonstradas pelos estreantes Sporting/Soprotecção, de Quelimane, e Matolinhas. Estas duas formações fecham a jornada amanhã, no pavilhão da Favezal, a partir das 18.00 horas.
 
Fonte:Jornal Noticias

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.