Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

01.Jun.10

CAMPEONATOS PROVINCIAIS DE FUTEBOL - 1° de Maio mantém liderança em Maputo




O 1° DE MAIO manteve a liderança da Liga “GWM” ao vencer, no sábado, em casa a Académica, por 2-0, em partida da segunda jornada. Os “alvi-rubros” têm a companhia do Estrela Vermelha no “top”, mas com vantagem no “goal-average”. Os “alaranjados” ganharam o Beira-Mar da Catembe, por 1-0.

O 1º de Maio e o Estrela Vermelha alcançaram a segunda vitória consecutiva. As Águias Especiais venceram o Mahafil, por 2-0. Tratou-se do primeiro triunfo se se atender que na primeira jornada tinham perdido pela mesma marca diante da Académica.


TRIO NO ENCALÇO DO INCOMÁTI


UM trio constituído pelas formações do Desportivo da Matola, Clube da Manhiça e Liga da Manhiça estão no encalço do Incomáti na liderança do Campeonato Provincial de Futebol de Maputo, decorridas cinco jornadas.

Apesar de ter ficado de fora na derradeira ronda, face ao número ímpar de concorrentes, o Incomáti manteve-se intacto no comando, agora com a vantagem de dois pontos sobre a tripla igualada por sete pontos.

O Desportivo da Matola perdeu a chance de alcançar o líder ao consentir um empate a uma bola diante do Simba da Bela Vista que, com este resultado, arrancou o primeiro ponto na competição.

Por seu turno, o Clube da Manhiça derrotou a Liga local, por 2-1, enquanto o Clube de Xinavane derrotava Binó FC, por 3-1.

As honras da quinta jornada vão para o Djuba FC, que arrancou o resultado mais volumoso perante o FC da Liberdade, que continua “lanterna vermelha” da prova.

FER. DE NACALA E EDM INVICTOS EM NAMPULA


AS equipas do Ferroviário de Nacala e Electricidade de Moçambique, em Nampula, continuam invictos e a partilhar a liderança do Campeonato Provincial de Futebol, o apelidado “Nampulense-2010”, com 15 pontos cada que correspondem às vitórias ao fim de cinco jornadas já disputadas.

Enquanto o Ferroviário batia a Associação Desportiva de Monapo, por 2-0, a EDM levava de vencida a turma da Futescola de Nacala, por 1-0.

A contar para a mesma ronda, o Ferroviário de Nampula obteve o resultado mais expressivo perante a formação de Moçambique FC da Ilha (4-0), assegurando a segunda posição com 12 pontos, mais dois que o Benfica de Nampula, que foi a Angoche vencer a equipa local do Clube de Desportos, por 2-1. Enquanto isto, o Desportivo de Nacala sofria revés ao consentir empate sem abertura de contagem frente ao Sporting de Nampula.

Noutras partidas efectivadas, realce vai para a primeira vitória do Ingúri de Angoche diante do Sporting da mesma cidade por 3-0. O outro empate registou-se no confronto entre o Hospital Central e a Casa Issufo, desta feita por 2-2.



PALMEIRAS IMPARÁVEL NA ZAMBÉZIA


O PALMEIRAS infligiu domingo uma pesada derrota de três bolas sem resposta à formação do Sporting em jogo da terceira jornada do Campeonato Provincial de futebol da Zambézia. Este jogo serviu de ajuste de contas, uma vez que os dirigentes e parte dos jogadores do Palmeiras de Quelimane são “dissidentes” da equipa leonina da capital provincial da Zambézia.

O Palmeiras remeteu ao adversário desde cedo uma pressão sufocante que o deixou sem argumentos durante os noventa minutos regulamentares. Os três tentos ainda foram insuficientes se avaliarmos a actuação da jovem equipa durante o jogo. Os seus avançados se tivessem tido sentido de oportunidade, o resultado seria mais “gordo”.

Com este resultado, a jovem formação do Palmeiras, estreante na prova, ampliou ainda mais a sua vantagem na tabela classificativa com seis pontos contra cinco do seu mais directo perseguidor o Gumula FC que no fim-de-semana humilhou o FC Morrumbala pela marca de quatro bolas a uma.

Nos outros confrontos da ronda número três foram registados embates sem abertura de marcador. A Liga Muçulmana empatou com o 3 de Fevereiro e o mesmo resultado foi registado no desafio entre Matchedje e o Vila Pita.


Os três primeiros classificados da prova são o Palmeiras com seis, Gumula, cinco, Ferroviário de Quelimane, quatro, Vila Pita, dois, Sporting, um e sem qualquer ponto estão FC Morrumbala e 3 de Fevereiro.


CHINGALE À FRENTE

O CHINGALE está à frente do “Provincial” de Futebol em Tete ao fim de duas jornadas, nas quais não conheceu o sabor da derrota. Na última jornada, goleou o Instituto Superior Politécnico de Tete (ISPT), por 4-0, liderando a prova com seis pontos.

No seu encalço estão as formações do Desportivo de Tete e FC de Angónia, ambos com quatro pontos e que jogaram entre si, tendo empatado a um golo. Na quarta posição está o Ulóngue de Angónia que, por sua vez, derrotou Verona da Cidade de Tete, por 1-0. Verona é a quinta classificada, com apenas um ponto e é seguida pelas formações do ISPT, União da Cahora Bassa e Recreativo de Moatize, ambas sem ponto nação. A União e Recreativo deviam ter jogado entre si no fim-de-semana, mas não tiveram acesso ao campo da HCB de Songo.



MAS QUE GRANDE VERGONHA!


O CHINGALE goleou sábado a jovem formação dos estudantes do Instituto Superior e Politécnico de Tete (ISPT) por 4-0 numa partida sem grande história, com maior realce para os estudantes que venderam muito cara a derrota diante de um Chingale, formação bem rodada e que acabou de descer do Moçambola na edição passada.

O Chingale passou muito mal durante os noventa minutos regulamentares para carregar os três pontos em disputa, pois a ISPT foi lutadora e o jogo foi disputado de igual para igual na primeira parte, com maior ascendência para os “estudantes” que, por várias vezes, actuaram na zona mais recuada do adversário tendo o guarda-redes Chin evitado o pior.

Os jogadores do Chingale ficaram desnorteados executando passes errados e sem objectividade o que permitiu o adversário controlar melhor o jogo e encurralar o seu oponente.


Orientados por João Chavane, antigo jogador do Chingale na época 2001-2003, os “estudantes” não ficaram assustados e acreditaram que podiam fazer o melhor. Só que o Chingale veio com outra motivação no intervalo, invertendo o cenário a seu favor. Numa das investidas, Tony foi tocado na área e Hagy cobrou com êxito a grande penalidade. Os “estudantes” entraram em apuros e Magaba aumentou a contagem para 2-0.

Os pupilos de João Chavana, já não tinham pernas para travar um Chingale recuperado, pois a pressão foi demasiada e já nos últimos 10 minutos da contenda marcou mais dois tentos através de Manecas e Tony.


FICHA TÉCNICA


ÁRBITRO: Hilário Manuel, auxiliado por António Alberto e Tomás Campira. O quarto árbitro foi Milagre Colaço.

CHINGALE: Chin; Celso, Weah, Louis, Ernesto, Hagy, Cláudio, Manecas, Tony, Magaba e Rafael.
Foram ainda utilizados Abertur, Alone e Hilário.

ISPT: Manuel; Dilas, Marito, Tino, Samandane, João, Daniel, Sérgio Jeque, Sérgio Álvaro, Hodélio e Hélder.

Alinharam ainda Osvaldo, Revelino e Zé Luís.


PALMEIRAS IMPARÁVEL NA ZAMBÉZIA


O PALMEIRAS infligiu domingo uma pesada derrota de três bolas sem resposta à formação do Sporting em jogo da terceira jornada do Campeonato Provincial de futebol da Zambézia.

Este jogo serviu de ajuste de contas, uma vez que os dirigentes e parte dos jogadores do Palmeiras de Quelimane são “dissidentes” da equipa leonina da capital provincial da Zambézia. O Palmeiras remeteu ao adversário desde cedo uma pressão sufocante que o deixou sem argumentos durante os noventa minutos regulamentares.

Os três tentos ainda foram insuficientes se avaliarmos a actuação da jovem equipa durante o jogo. Os seus avançados se tivessem tido sentido de oportunidade, o resultado seria mais “gordo”.

Com este resultado, a jovem formação do Palmeiras, estreante na prova, ampliou ainda mais a sua vantagem na tabela classificativa com seis pontos contra cinco do seu mais directo perseguidor o Gumula FC que no fim-de-semana humilhou o FC Morrumbala pela marca de quatro bolas a uma.

Nos outros confrontos da ronda número três foram registados embates sem abertura de marcador. A Liga Muçulmana empatou com o 3 de Fevereiro e o mesmo resultado foi registado no desafio entre Matchedje e o Vila Pita.

Os três primeiros classificados da prova são o Palmeiras com seis, Gumula, cinco, Ferroviário de Quelimane, quatro, Vila Pita, dois, Sporting, um e sem qualquer ponto estão FC Morrumbala e 3 de Fevereiro.








CHINGALE À FRENTE


O CHINGALE está à frente do “Provincial” de Futebol em Tete ao fim de duas jornadas, nas quais não conheceu o sabor da derrota. Na última jornada, goleou o Instituto Superior Politécnico de Tete (ISPT), por 4-0, liderando a prova com seis pontos.

No seu encalço estão as formações do Desportivo de Tete e FC de Angónia, ambos com quatro pontos e que jogaram entre si, tendo empatado a um golo. Na quarta posição está o Ulóngue de Angónia que, por sua vez, derrotou Verona da Cidade de Tete, por 1-0. Verona é a quinta classificada, com apenas um ponto e é seguida pelas formações do ISPT, União da Cahora Bassa e Recreativo de Moatize, ambas sem ponto nação. A União e Recreativo deviam ter jogado entre si no fim-de-semana, mas não tiveram acesso ao campo da HCB de Songo.