Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

10.Mar.10

MOÇAMBOLA-2010 - LMF faz últimos acertos

 

A LIGA Moçambicana de Futebol (LMF) desdobra-se nos últimos acertos para que o Moçambola-2010 arranque sem sobressaltos, tendo, para o efeito, delegado membros seus para alguns pontos do país que vão acolher a festa do futebol nacional.

 

Representante do Textáfrica durante o sorteio para Moçambola-2010 (C. BILA)

O objectivo é de procederem à vistoria dos campos e se inteirarem das condições logísticas nessas cidades, ou seja, a identificação dos locais de hospedagem das equipas. O vice-presidente da alta competição da LMF, Augusto Pombuana, e o director executivo, Marcelino Tovela, estiveram em Chimoio e na vila do Songo, respectivamente.

 

Na capital provincial de Manica, Augusto Pombuana inteirou-se do estágio do campo da Soalpo, berço do Textáfrica, enquanto no Songo, praça da HCB, Marcelino Tovela certificou-se sobre os locais de alojamento, tendo identificado dois recintos que podem acolher as equipas visitantes durante o campeonato, ao invés de se instalarem na cidade de Tete e depois percorrerem 150 quilómetros até Songo, facto que influenciaria negativamente no seu desempenho.

 

As estâncias identificadas são uma residencial localizada em Chitima, a 20 quilómetros de Songo, e um “lodge”, na própria vila.

 

“Inicialmente previa-se que as equipas dormissem em Tete e depois viajassem para Songo. No entanto, vimos que esta situação só iria beneficiar o adversário, neste caso a HCB”, comentou Marcelino Tovela.

 

No que respeita ao campo do Soalpo, alvo de contestações da maior parte dos clubes participantes no Moçambola, Pombuana afirmou que há um trabalho em curso no terreno, que conta com o apoio do Governo local, nomeadamente a reposição do piso e a criação de condições para o restabelecimento da água. Anotou que os balneários estão em condições e o único problema tem a ver com recolocação da vedação interna do campo.

 

“Acredito que até 3 de Abril, data em que o Textáfrica fará o seu primeiro jogo em casa, terá o campo em condições”, observou Pombuana.

 

O presidente da LMF, Alberto Simango Júnior, disse, por seu turno, que contrariamente ao que algumas pessoas têm vindo a propalar acerca do Moçambola-2010, a prova vai decorrer sem sobressaltos e, no que respeita aos campos, cabe somente à Liga tecer comentários e tomar decisões sobre os que estão, ou não, em condições de acolher a prova.

 

“Lamentamos que algumas pessoas que não estão ligadas à LMF apareçam a fazer declarações sobre uma prova que não lhes diz respeito e, nalgumas vezes, até avançarem decisões sobre um assunto que não lhes compete”, comentou, ajuntando que a questão da vistoria dos campos pertence à Liga e que qualquer decisão sobre a utilização, ou não, dos recintos indicados para acolher a prova é da responsabilidade da instituição que dirige.

 

Simango Júnior reiterou que tudo está a ser feito para que o Moçambola-2010 decorra normalmente, como tem vindo a acontecer nos últimos tempos.