Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

08.Mar.10

TAÇA DE HONRA/SOJOGO: “Águia” irreverente no pedestal de honra

O DESPORTIVO conquistou, sábado, a Taça de Honra/Sojogo em Futebol, ao derrotar o Ferroviário por 2-1, na quinta e última jornada da prova. A partida teve uma assistência assinalável, no campo do Maxaquene, e foi revestida de momentos de grandes emoções, pelo alto nível de competitividade demonstrado pelas duas equipas.

 

Coube ao Desportivo, com particular incidência, mudar o tom do espectáculo

Os “alvi-negros”, que até ao vigésimo segundo minuto perdiam por 1-0, com o golo do infalível Jerry, reagiram de imediato e restabeleceram o empate três minutos depois por intermédio de Félix. Imbuídos de espírito combativo, evidenciando sólida coesão e um futebol colectivo, os“alvi-negros”fixaram o resultado final ainda na primeira parte, com um golo de belo efeito de Zainadine Júnior, aos 38 minutos.

 

Diga-se, em abono da verdade, que o Desportivo ganhou o troféu mercê da sua maior dedicação e sagacidade. Isso justifica-se pela trajectória brilhante durante as cinco jornadas disputadas, ao fim das quais não conheceu o sabor amargo da derrota, contabilizando ao fim da prova três vitórias e dois empates.

 

Noutro jogo da tarde, que antecipou o embate decisivo, também entre colossos da nossa praça, Maxaquene desfeiteou Costa do Sol por 2-0, em mais uma partida em que a sua rapaziada esteve altamente inspirada. Os “tricolores” souberam tirar proveito das oportunidades que tiveram, graças ao alto grau de objectividade que caracterizou a sua actuação, com os jovens Tony e Hélder Pelembe a saberem fazer valer as suas capacidades no sector ofensivo.

 

Coube a Hélder Pelembe abrir o activo e, noutro lance em que Tony apareceu isolado na zona de rigor, foi carregado pelas costas pelo “central” Jonas e ganhou uma grande penalidade bem convertida por Gabito. Na classificação final, o Desportivo somou 11 pontos, seguido do Matchedje 10, Liga Muçulmana oito, Ferroviário seis, Maxaquene cinco e Costa do Sol, último classificado, apenas dois.

 

O troféu referente a esta competição foi entregue a Emídio, “capitão” dos “alvi-negros”, por um representante da Sojogo, a empresa patrocinadora da Taça de Honra.

 

SALVADOR NHANTUMBO