Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

03.Mar.10

Pouco mais de um mês após a odisseia no CAN Angola-2010 - "Mambas" voltam a ser cartaz

 

QUANDO somente passa pouco mais de um mês após a odisseia no Campeonato Africano das Nações Angola-2010, a Selecção Nacional de Futebol volta a ser cartaz.

 

Pouco mais de um mês após a odisseia no CAN Angola-2010 - "Mambas" voltam a ser cartaz

Esta tarde, a partir das 15.00 horas, no Estádio da Machava, a equipa de todos nós desce ao relvado para uma missão que, apesar do seu carácter amigável, não deixa de ser motivo de interesse junto dos adeptos. O adversário chama-se Botswana, de quem não guardamos boas recordações, pois a sua última passagem pelo Vale do Infulene valeu-nos uma inexplicável derrota, embora posteriormente tenhamos sido compensados com a transição para a derradeira etapa de apuramento para CAN e Mundial deste ano.

 

Desta vez, e aproveitando a data-FIFA, os "Mambas" enfrentam as “Zebras” em preparação das eliminatórias zonais para o CAN-Interno Sudão-2011. O adversário do nosso país é o Malawi, com o primeiro desafio a realizar-se já no dia 13 do mês em curso, em Blantyre.

Para o embate de hoje, o último treino da selecção, realizado na manhã de ontem, no campo do Costa do Sol, deu boas indicações.

 

Os jogadores estiveram super empenhados ao longo da hora e meia de treino, deixando transparecer que estão bem rotinados, sobretudo os do Ferroviário, algo perceptível visto que iniciaram a sua preparação mais cedo, por força do compromisso nas Afrotaças. Mas, no cômputo geral, foi agradável ver a forma como os 22 atletas presentes no treino se aplicavam para chegar à bola com mais rapidez e roubá-la ao adversário.

É que Miguel Chau, que assumiu interinamente o cargo de treinador principal, dividiu o grupo em duas equipas de 11 cada.

 

De um lado, com os coletes cor de laranja, estiveram o guarda-redes Gervásio; os defesas Fanuel, Campira, Gabito e Zainadine Júnior; os médios Whisky, Momed Hagy, Carlitos e Danito Parruque; e os avançados Jerry e Ruben, tendo na segunda parte este último jogador trocado com Tony, autor do único golo da “peladinha” do time das camisolas pretas, composto por Pinto, na baliza; João Mazive, Mustafá, Nelsinho e Josimar, na retaguarda, com este último a fazer toda a ala direita, uma novidade, assim como foram os casos de Mustafá e Nelsinho, dois médios de raiz adaptados na zona central; Isac, Nelson e Mendes, na linha intermediária; Luís, no ataque, que teve na primeira parte a companhia de Tony e na segunda de Ruben.

 

Foi um jogo bem disputado, com os de colete laranja a superiorizarem-se, até porque era a equipa mais equilibrada e melhor entrosada. Nota para a integração, na linha média, de Whisky, Momed Hagy e Danito Parruque, o trio campeão nacional que esteve muito bem nas transições de jogo e na cobertura dos espaços. Carlitos, da Liga Muçulmana, completou o losângulo no meio-campo e hoje é bem provável seja uma das primeiras apostas de Miguel Chau.

 

Aliás, pelo que nos foi dado a observar, é quase certo que o onze inicial seja o seguinte: Gervásio; Fanuel, Campira, Gabito e Zainadine Júnior; Whisky, Momed Hagy, Carlitos e Danito Parruque; Jerry e Tony.

 

MAYUNDA E BINÓ LESIONADOS

 

NEM tudo são boas notícias no seio dos “Mambas”. Mayunda e Binó, que haviam sido convocados para o desafio desta tarde, frente ao Botswana, não se apresentaram nos treinos por se encontrarem lesionados.

 

São duas baixas de vulto, se se atender que Mayunda, após a sua excelente prestação no Torneio da Cosafa, no ano passado, no Zimbabwe, tinha ganho o lugar no lado esquerdo da defesa, enquanto Binó é o sucessor indiscutível de Kampango na baliza dos “Mambas”. E, para colmatar a ausência de Binó, foi convocado Pinto.

 

TSWANAS TREINARAM NA MACHAVA


A SELECÇÃO do Botswana realizou, ontem, no Estádio da Machava, o habitual treino de adaptação ao recinto da contenda. Com uma comitiva de cerca de 30 elementos, entre jogadores, técnicos e dirigentes, os “Zebras” chegaram ao Vale do Infulene pouco depois das 10.00 horas da manhã e saíram quase que a correr do autocarro para fazerem o reconhecimento ao relvado. O treino durou pouco mais de uma hora.