Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

02.Fev.10

Uma Supertaça para duas super formações

 

COM o Torneio “O Treinador” a ser concluído amanhã, 3 de Fevereiro, feriado nacional, Dia dos Heróis Moçambicanos, o futebol envolvendo as melhores equipas do país não vai parar. Na tarde do próximo domingo a Supertaça colocará frente-a-frente duas super formações, designadamente Ferroviário e Costa do Sol, numa única partida a ser disputada no relvado dos “canarinhos”, a partir das 15.00 horas.

 

Torneio O Treinador

Tendo também no seu horizonte as Afrotaças, programadas já para este mês, o Ferroviário apresenta-se na Supertaça na qualidade de campeão nacional (vencedor do Moçambola) e Costa do Sol entanto que finalista vencido da Taça de Moçambique, precisamente diante dos “locomotivas”

, que no ano transacto, igualmente, conquistaram a Supertaça.

 

Em face da pressão que este início da temporada exerce sobre si, ambos os conjuntos não terão hipóteses de encarar este desafio com superficialidade. Está em causa a conquista de uma importante prova, mas também o aquilatar dos seus atletas perante um adversário da mesma dimensão, depois das saídas e entradas nos respectivos plantéis, que continuam sob a batuta de Chiquinho Conde e João Chissano.

 

Enquanto os “locomotivas” já se apresentaram publicamente aos seus adeptos, por intermédio do Torneio “O Treinador”, de que são finalistas amanhã diante do Maxaquene, os “canarinhos” de 2010 apenas serão conhecidos na Supertaça, já que, tal como Liga Muçulmana e Atlético Muçulmano, dispensaram a prova organizada pela Associação dos Treinadores de Futebol de Moçambique.

 

De acordo com o regulamento da Supertaça, uma prova sob a égide da Federação Moçambicana de Futebol, caso não se encontre o vencedor decorridos os 90 minutos regulamentares, haverá um intervalo de cinco minutos, prosseguindo a partida durante meia hora, dividida em duas partes de 15 minutos cada, sem intervalo, mas com mudança de campo. Se, no fim do prolongamento o empate subsistir, recorrer-se-á à marcação de séries de grandes penalidades, por jogadores diferentes, até se encontrar o vencedor.

 

CAMADAS JOVENS SÃO OBRIGATÓRIAS

 

Tendo como fundamento o desenvolvimento das camadas de formação, inquestionável base para o sustento do nosso futebol, a FMF decretou, a partir da presente época, a obrigatoriedade de os clubes participantes no Moçambola e nos Campeonatos Provinciais apresentarem equipas das categorias inferiores, nomeadamente infantis, iniciados, juvenis e juniores.

 

Para a I Divisão (Moçambola) os clubes são obrigados a apresentar, no mínimo, dois escalões e os da II Divisão (Provinciais) pelo menos um escalão.

De acordo com a Federação, as provas destas categorias deverão, obrigatoriamente, ter início em simultâneo com as competições nacionais e provinciais, em todo o país, a 6 de Março próximo.