Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

28
Out08

“Poule” da Zona Norte: Desportivo de Nacala solto na liderança

Vaxko Zakarias

O DESPORTIVO de Nacala tornou-se, domingo último, líder isolado da “poule” da Zona Norte de apuramento para o Moçambola-2009, com a preciosa vitória, em casa, sobre o seu rival e conterrâneo Ferroviário (1-0), no decurso da segunda jornada da primeira volta.

imagem corporativa do moçambola
O Desportivo, que se estreou ao golear os “alvi-negros” de Chikweti de Lichinga (4-0), campeão provincial do Niassa, comandava a prova graças à vantagem no “goal-average” sobre o Ferroviário, que igualmente entrou a vencer o Sporting de Nampula, por 2-0.

O Sporting foi à Lichinga derrotar o Desportivo de Chikweti (2-0), no sábado, e passa a partilhar o segundo lugar com o Ferroviário de Nacala.

A próxima jornada, que encerra a primeira volta, será igualmente marcada por um duelo, desta vez envolvendo o líder Desportivo e o Sporting.

O Ferroviário de Nacala parte, por seu turno, para o reduto do Desportivo de Chikweti e com a vitória quase garantida.

Desp. de Nacala, 1 - Fer. de Nacala, 0: Vitória de querer


ESTAVAM criadas todas as condições e condimentos para que fosse uma grande partida de futebol e quem foi ao campo da Bela Vista, na cidade de Nacala, não se terá arrependido. Aliás, quando estas equipas se confrontam assiste-se a um duelo interessante e foi isso que aconteceu. Foi um grande jogo de futebol e o Desportivo ganhou pelo querer ao seu rival e conterrâneo Ferroviário.

Foi uma vitória de querer, com o campo completamente cheio e com espectadores de luxo, casos de Nacir Armando e João Chissano, treinadores do Ferroviário de Nampula e Costa do Sol, respectivamente, mais João Raul, dirigente sénior do clube “canarinho”.

Mas vamos ao jogo: o Desportivo entrou para a partida mais pressionante, resultado de um domínio territorial que exercia sobre o seu rival que, mesmo assim, não se deixou intimidar com a avalanche atacante dos donos da casa, tendo por conseguinte sido o primeiro a desfrutar de uma soberba ocasião de inaugurar o marcador por intermédio de Henriques, quando estavam ainda jogados cinco minutos.

Com o jogo a ser disputado com alguma intensidade, com os donos da casa a serem mais criativos, o Ferroviário ia surpreendendo o Desportivo com jogadas de contra-ataque que não encontravam enquadramento por parte de Mauro e Henriques, este último que voltou a falhar um golo, cara-a-cara com o guarda-redes David.

No entanto, o Desportivo, se que afigurava melhor equipa em campo e jogando a favor do vento intenso que se fazia sentir naquela tarde, poderia ter chegado ao golo quando, aos 43 minutos, Issufo não foi capaz de desfeitear Babay que, desamparado pelos seus colegas da defensiva, fez das tripas o coração defendendo com galhardia o portentoso remate para canto.

Pouco antes do intervalo, Henriques isolado teve mais uma perdida novamente.

O Desportivo veio do intervalo transfigurado e permitiu que o adversário criasse jogadas de ataque, falhando apenas na finalização. Um desses lances surgiu na sequência de um livre, mas o remate saiu ligeiramente alto, aos 61 minutos. O Desportivo respondeu no minuto seguinte num lance de contra-ataque, que termina com o cabeceamento de César, que passou a escassos centímetros da baliza defendida por Babay.

Estes dois lances espevitaram os ânimos das duas equipas e passou-se a assistir a uma partida bastante intensa, com jogadores de ambas as partes a darem o seu máximo à procura do golo, mas que apenas viria a acontecer aos 85 minutos. Há um livre indirecto do lado direito do ataque do Desportivo. Gulamo, que acabava de entrar e na primeira vez em contacto com o esférico, executa com alguma mestria e em arco para o interior da área, onde surge Félix a cabecear vitoriosamente para o 1-0.

Ferroviário, que não contava sair de Bela Vista a perder os três pontos, correu atrás do prejuízo mas debalde e já era tarde.

Dionísio Dongaze e seus auxiliares, nomeadamente Mário Albino e José Mucarara, realizaram um bom trabalho.

FICHA TÉCNICA

ÁRBITRO: Dionísio Dongaze, auxiliado por Mário Albino e José Mucarara.

DESPORTIVO – David; Joa, Asmo (Ramalho), Tung e Fenda; Sanito, Jampawe (Basílio) e César (Gulamo); Ibraimo, Issa e Issufo.

FERROVIÁRIO – Babay; Ussene, Chivambo, Magido e Saudinho; Pacha (Wazir), Laurindo (Joaquim), Kanmado e Henriques; Mambo e Mauro.

ACÇÃO DISCIPLINAR: amarelos a Issufo, Saudinho e Issa.

LUÍS NORBERTO

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D