Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

06
Out09

Campeonato de Futsal da Cidade de Maputo: Empate com sabor a título

Vaxko Zakarias

NA sexta-feira viveu-se no pavilhão da UEM uma noite espectacular de futsal. Houve golos para todos os gostos e feitios. A incerteza quanto a quem caberia a vitória permaneceu até a última apitadela.

As competições do futsal estão comprometidas devido à crise
Afinal estavam em campo as melhores equipas da modalidade do país, nomeadamente Desportivo e Liga Muçulmana. O encontro era pontuável para a 13ª jornada do Campeonato da Cidade de Maputo e tinha o condão de ser decisivo para o título. Aliás, nos últimos anos tem sido assim: “alvi-negros” e “muçulmanos” jogam sempre por todos os títulos das provas em que participam.

O Desportivo, treinado por Inácio Sambo, tinha, à entrada para esta jornada, mais três pontos de vantagem sobre a Liga, ou seja 30 contra 27. Ainda não havia sequer perdido um ponto, e em caso de vitória ou até mesmo de empate daria um passo importante para conquistar o título.

O técnico moçambicano de futebol de salão (futsal) Inácio Sambo
Os treinados de Aly Hassan, por seu turno, estavam conscientes disso, e tentaram abater as “águias”, mas o máximo que conseguiram foi um empate a três golos, que só beneficia os “alvi-negros”, visto que nas próximas jornadas não se vislumbra qualquer adversário com tarimba para pará-los.

Mas, como nos havíamos referido, a Liga Muçulmana fez de tudo para sair do campo com os três pontos. Entrou melhor no jogo. Jogadores como Ramadan, Óscar e Manucho iam se superiorizando às marcações dos opositores. Com combinações de belo efeito destruíam a teia defensiva que Inácio Sambo havia montado. E foi com alguma naturalidade que a meio da primeira parte já estivessem a ganhar, por 2-0, com os dois golos a serem apontados por Óscar, a figura da partida.

Do lado do Desportivo, as unidades desequilibradoras, Carlão, Dino e Canhoto, demoravam a aparecer, pelo menos foi assim até o segundo golo da Liga. Quem saiu a ganhar foi o espectáculo, já que Dino fez o 1-2, dando maior interesse ao jogo. Contudo, a reposta da Liga foi pronta, Mandito, que saltou do banco para o lugar de Nino, fez o 3-1 naquela que foi a melhor jogada do encontro.

O intervalo chegou com a Liga a vencer, por 3-1. Muita gente talvez pensasse que o Desportivo fosse somar a primeira derrota se se atender que os “muçulmanos” tinham realizado uma boa primeira parte e seria complicado deixarem-se empatar e muito menos perder.

No entanto, a segunda parte trouxe um Desportivo gigantesco que com um jogo altamente mecanizado e assente num modelo táctico compacto não deu muitos espaços de manobra aos adversários, que, diga-se de passagem, pareciam “esgotados” após uma etapa inicial de muita correria.

O 2-3 chegou por intermédio de Carlão numa altura em que o Desportivo exercia uma forte pressão. Galvanizados, os “alvi-negros” encostaram a Liga ainda mais às “cordas” e igualaramb o resultado. Russo foi o autor do golo que colocou o resultado em 3-3.

Salientar que este resultado acabou por ser justo por aquilo que ambas as equipas produziram. A Liga melhor na primeira parte e o Desportivo na etapa complementar.
Noutros dois jogos realizados na noite de sexta-feira, o Al Mahid venceu a Académica, por 3-2, enquanto o Benfica bateu o 1º de Maio, por 5-2.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D