Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

09.Dez.08

AFROTAÇAS-2009 - Ferroviário reforça-se



Trata-se de um quarteto que na época finda deixou muitas boas indicações, sobretudo Faife, que por diversas vezes foi chamado a servir a Selecção Nacional (os Mambas).


Faife é defesa central de raiz, mas mostra algum à vontade quando chamado a desempenhar as funções de defesa direito, como aconteceu várias vezes ao serviço dos nampuleses. Mohamad foi um dos guarda-redes revelação este ano. Fez belas intervenções transmitindo confiança à linha defensiva dos locomotivas que se notabilizou com uma das mais seguras.

Já Mendes, o stricker do Ferroviário da Beira, há três épocas que tem vindo a demonstrar todo o seu potencial. Na última época contribui para que o Ferroviário da Beira terminasse em terceiro lugar no Moçambola espalhando pelos campos nacionais o perfume do seu futebol. O salto para um grande era esperado, o que agora veio a confirmar-se. Um prémio para Mendes, que se transfere dos locomotivas da Beira para os da capital, onde o poder de visibilidade será maior, visto que poderá se exibir na Liga dos Campeões Africanos.


A linha média, quiçá a mais forte do Ferroviário de Maputo, passará a contar com Nené, um meio-campista de qualidade. Será mais uma solução para o meio-campo, sector onde se destacam Momed Hagy, Danito Parruque e Maurício. 

A estes é de assinalar o regresso do guarda-redes Pinto, que nas últimas duas época esteve emprestado ao Atlético Muçulmano.

As contratações poderão não parar por aqui, até porque Caló, treinador adjunto, já tinha dito que os locomotivas iriam privilegiar o lado esquerdo pelo que se espera a vinda de mais reforços.

O Ferroviário terá na próxima época uma missão extra, já que disputará o acesso à Liga dos Campeões Africanos, isto para além, do Moçambola e a Taça de Moçambique. Será um regresso dos locomotivas ao panorama internacional, após uma ausência de dois anos.

A Champion League é uma competição em que a equipa moçambicana pretende pelo menos chegar à fase de grupos, conforme disse Caló.

O Ferroviário inicia a preparação a 20 de Dezembro. Os campeões nacionais serão a primeira equipa a regressar aos campos devido aos compromissos nas afrotaças.

Os locomotivas terão o seu primeiro confronto a sério da época frente ao Kampala City, do Uganda, a 1 de Fevereiro.
Está previsto um estágio em Inhambane e vários jogos de treino com equipas locais e da Suazilândia.