Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

08.Out.09

Reclusos “respiraram ar puro”

OS reclusos da Cadeia Central da Machava, o maior recinto prisional do país, vibraram ontem com o futebol de primeira na recepção à Liga Desportiva Muçulmana de Maputo.

Arbitragem chefiada por “Danger Men (32)” (I.Pascoal
Apesar de muito esforço e alguma qualidade na abordagem do seu jogo, os reclusos viram os seus objectivos gorados, nomeadamente um golo para a consolação e que lhes proporcionaria um dia extra de visita por parentes e amigos seus nos próximos dias.

Contudo, concretizou-se aquilo que era o seu maior desejo, designadamente o convívio e a oportunidade para “matar” a sede de viver o espectáculo de futebol e um momento para poderem estar em contacto com alguns dos seus fãs a nível desta modalidade “rei”, na impossibilidade de acompanhar “in-loco” as suas exibições no “teatro de operações”.

Houve muita vibração e animação à mistura com a ansiedade de ver a sua equipa a vencer ou pelo menos violar a baliza do adversário. Com muita garra e entrega com que se fizeram à sua entrada no jogo, ficou a impressão e a crença de que haveria muita complicação para os visitantes, apesar da consciência de que todos os condicionalismos físicos, técnicos e tácticos estavam a seu favor.

Na verdade, os reclusos deram algumas lições práticas de saberem estar em campo e tratar a bola como deve ser, tendo a primeira parte sido totalmente dividida e com algumas surpreendentes jogadas de ataque a merecerem grandes aplausos e a fazerem levantar a plateia.

Com tanta ousadia e galhardia, folam insistentemente à baliza da Liga, chamando a algumas intervenções de recurso do defensor Marito e o guarda-redes Neco. Porém, a inexperiência acusou no momento de fazer o melhor e, numa jogada fria, os “muçulmanos” marcaram o seu primeiro tento aos 24 minutos. Era o início do descalabro, mas a esperança manteve-se fortalecida nos adeptos da equipa da casa face à persistência de querer chegar ao golo.

Porém, as dificuldades em chegar com sucesso à baliza de Neco prevaleceram e nalguns casos faltou mestria dos atacantes. Os reclusos conseguiram manter a desvantagem mínima até ao intervalo, quando podiam, no mínimo, ter saído com um empate para o descanso.

O piso também não contribuiu para um bom espectáculo. Como é óbvio, os donos da casa dominarem as “lombas”, mas sem fazerem o melhor aproveitamento das oportunidades. Aliás, a Liga até teria saído a vencer por duas bolas sem resposta se tivesse concretizado a grande penalidade a castigar o derrube de Edgar na área de rigor. O jovem guarda-redes da equipa da casa fez uma defesa espectacular para mais uma vibração da plateia.

AGONIA NA RECTA FINAL

Jogadores do Desportivo atentos ao “Danger Man”
Várias situações concorreram para que a equipa da casa declinasse já na etapa complementar. Com uma condição física logicamente fraca em relação ao adversário, os reclusos tiveram ainda o peso de jogarem descalços e com o agravante de o encontro ter começado fora da hora ideal (9.00 horas), tendo por isso sido as maiores vítimas do calor que se fez sentir nas primeiras horas da manhã de ontem.

Com este cenário a seu desfavor, a equipa da casa foi gradualmente perdendo a batalha no terreno, apesar de continuar firme no seu objectivo de pelo menos conseguir um tento que daria o direito de um dia de visita extra.

Amide, que não tem sido titular na Liga, acabou sendo o “rei” do “Djamanguana”, ao assinalar mais dois tentos, para Edgar fechar a contagem já na ponta final da partida.

COSTA DO SOL HOJE NA BO

No prosseguimento desta iniciativa dos Serviços Nacionais de Prisões em coordenação com a Associação Projecto de Vida para Crianças e Jovens (PROVIDA), o Costa do Sol vai defrontar esta manhã (9:00 horas) a selecção da Cadeia de Máxima Segurança na Machava, vulgo BO.

Os “canarinhos” são aguardados com maior expectativa pela equipa dos reclusos, segundo deu a conhecer o director daquele centro prisional, Bila. Para além de muita euforia pela visita dos “canarinhos”, a equipa da BO diz que quer se vingar do “desaire” de 2007 quando, com esta mesma iniciativa, equipas do Moçambola defrontaram e golearam a selecção local.

Aliás, segundo Bila, a equipa da BO reiterou que não vai admitir a “vergonha” por que passou ontem a selecção da Cadeia Central frente à Liga Muçulmana.

Entretanto, o Ferroviário de Maputo já não vai defrontar a formação da BO amanhã uma vez que tem compromisso da Taça Maputo, no fim-de-semana.

SALVADOR NHANTUMBO