Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

16.Jul.09

“Amarelos” a Mambo podem custar pontos ao Costa do Sol

MAMBO, jogador do Costa do Sol, foi utilizado irregularmente contra o Matchedje no jogo realizado no último fim-de-semana a contar para a 15ª jornada do Moçambola, por a entrada para esse encontro contar com cinco cartões amarelos, facto que, pelos regulamentos da prova, implica uma suspensão de um jogo.

Rui Tadeu, vice-presidente do Clube de Desportos da Costa do Sol
Todavia, a notícia de suspensão do meio-campista, unidade preponderante no xadrez de João Chissano, está a criar um ambiente no mínimo turbulento nas hostes “canarinhas”, que já enviaram uma carta a recorrer da decisão. Ontem, em conferência de Imprensa, Rui Tadeu, vice-presidente do clube, afirmou não ter dúvidas de que tudo não passa de um engano da parte do Conselho de Disciplina da Liga Moçambicana de Futebol (LMF) e que a situação se irá resolver a favor do Costa do Sol.

À luz do regulamento da LMF, o Costa do Sol, que lidera actualmente o Moçambola, a par da Liga Muçulmana com 31 pontos, perderá o ponto conquistado resultante do empate a zero bola frente ao Matchedje.

“Não podemos ser penalizados por causa de um erro da Liga Moçambicana de Futebol. Estamos seguros que antes do jogo com o Matchedje Mambo só tinha visto quatro cartões amarelos e não cinco como vem num dos comunicados da Liga.

Verificámos que há um engano da Liga porque primeiro tirou um comunicado a informar que o Mambo tinha três cartões amarelos e no comunicado a seguir informa que o atleta tem cinco. Apenas guiamo-nos pelos comunicados, que são os que oficialmente nos informam sobre tudo que vai acontecendo no Moçambola relativamente a penalizações”.

Curiosamente, no jogo contra o Matchedje, Mambo foi punido com um cartão amarelo, que para o Costa do Sol é o quinto e já não poderá jogar diante da HCB na próxima jornada do “Moçambola”.

Em relação ao facto de Mambo ter visto um cartão amarelo no jogo da Taça de Moçambique diante do Vilankulos, dado relatado pela LMF e Federação Moçambicana de Futebol, o dirigente diz que tal não faz parte do registo do clube. “Quem viu cartão amarelo no jogo contra o Vilankulos foi Artur Comboio e não Mambo. É o que consta dos nossos registos”

Entretanto, Marcelino Tovela, secretário executivo da LMF, apelou para uma maior atenção por parte da direcção do Costa do Sol em relação ao controlo dos cartões que os seus jogadores vão vendo no decurso da temporada, assegurando que Mambo terá visto um cartão amarelo frente ao Vilankulos FC na Taça de Moçambique, somando o seu quarto, e no jogo seguinte, diante do Textáfrica, em Chimoio, para o “Moçambola”, ver o quinto, que lhe impossibilitava de alinhar frente ao Matchedje na semana passada.

“O Costa do Sol terá ignorado o cartão que o Mambo viu no jogo da Taça de Moçambique contra o Vilankulos. É esse o cartão em falta na contagem. Este caso está em análise, mas tudo indica que irão perder um ponto resultante desse empate frente ao Matchedje”.

1 comentário

Comentar post