Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

11.Set.09

MOÇAMBOLA-2009: Grandes contas e decisões no concílio dos candidatos

NENHUMA outra jornada, até aqui, foi revestida de uma importância transcendental nas contas e até nas decisões do Moçambola-2009 como está a acontecer com a vigésima segunda, a decorrer este fim-de-semana.

Jogo entre o Desportivo e Costa do Sol
É verdade que, no seu epílogo, ainda não teremos o campeão deste ano, no entanto, não resta a menor dúvida que o facto de os quatro da frente, isto é, os principais candidatos, se encontrarem num concílio sem paralelo poderá abrir o horizonte em relação à conquista do título.

Trata-se dos encontros Costa do Sol-Desportivo, na tarde de amanhã, às 15.00 horas, e Liga Muçulmana-Ferroviário, no domingo, dois pratos verdadeiramente de luxo que sucedem uma semana dourada para o nosso futebol, com o triunfo dos “Mambas” sobre o Quénia por uma bola sem resposta, uma porta de entrada rumo à qualificação para a maior competição futebolística do continente.

Os prognósticos e conjecturas dos adeptos são dos mais díspares no que diz respeito ao futuro campeão. Animados com a magnífica carreira da sua equipa, cuja consequência é a actual liderança isolada da prova, os simpatizantes “alvi-negros” (43 pontos) apostam tudo no regresso do “canecão” às suas vitrinas. Pela banda do Ferroviário (41 pontos), apesar de alguns desequilíbrios da locomotiva dos carris da vitória, a crença na revalidação vai se acentuando, até porque contam com o melhor marcador do campeonato, Jerry.

Os adeptos da Liga Muçulmana reconhecem que o seu clube é novo, mas se entraram na liça é sinónimo de que são capazes, pelo que, embora tenham perdido o comando da prova, não vão recuar. O canário, que passou por um período titubeante, recuperou extraordinariamente as energias e de novo se lançou na corrida, fazendo tremer algumas hostes.

Este quadro é elucidativo, primeiro, quanto àquilo que iremos viver nos confrontos da 22ª jornada, nomeadamente nos imperdíveis embates que envolvem estes quatro; segundo, em relação ao futuro do próprio campeonato, que durante o mês de Setembro conhecerá a efectivação de mais duas rondas – 23ª e 24ª – com a particularidade de a partir desta última, de acordo com o clausulado no regulamento da prova, todos os desafios se realizarem no mesmo dia e à mesma hora, salvo situações em que o resultado final não terá influência rigorosamente nenhuma na classificação final dos intervenientes.

QUEM VOARÁ MAIS ALTO?

Naturalmente, não temos resposta para esta pergunta, mas o que garantimos, pois disso temos a máxima certeza, é que tanto um como outro estão em perfeitíssimas condições de desfeitear o outro, para além de um bonito espectáculo de futebol que se perspectiva.

O Costa do Sol, a subir vertiginosamente depois de algumas jornadas de palidez, terá atingido o clímax da sua recuperação frente ao Ferroviário da Beira, com uma exibição simplesmente esplêndida e um sector ofensivo estonteante. Só que, atenção, senhores “canarinhos”, o Desportivo está uma verdadeira máquina.

Aqueles seus “putos” estão a ser exemplares neste Moçambola. Vezes há em que, aparentemente, se desacertam, mas o seu sentido de entreajuda é bastante notável, culminando com um ataque tecnicamente bem dotado – aliás, à semelhança da característica do seu adversário.

Mas o espectáculo não se ficará pelo campo do Costa do Sol. Domingo, no relvado dos “tricolores”, na Machava, Liga Muçulmana e Ferroviário também prometem uma tarde magnífica, a condizer com o seu estatuto. Meritoriamente, a turma de Neca esteve a comandar o campeonato, porém, de forma inexplicável, perdeu o lugar e até desceu para o terceiro lugar.

Outro “handicap” desta equipa tem a ver com o facto de, no confronto com os outros candidatos, ter perdido literalmente, pelo que, neste embate com os “locomotivas”, procurará contrariar esta tendência que lhe pode ser desvantajosa numa situação de recurso ao desempate para o apuramento do campeão.

Entrando em campo já a conhecer o desfecho do embate entre os outros dois concorrentes, o Ferroviário definirá se, efectivamente, assalta o primeiro lugar ou não. Está em condições de o conseguir, mas não depende somente de si: entra nessa “vontade” aquilo que tiver acontecido na véspera, assim como a própria Liga Muçulmana, interessada em solidificar ainda mais as suas contas em relação ao título.

NAMPULA EM EBULIÇÃO

Como se não bastasse a constante ameaça face a uma eventual descida de divisão, os dois representantes de Nampula no Moçambola-2009 vão se defrontar.

Trata-se de um diálogo que se perspectiva interessante, domingo, no Estádio 25 de Junho, e que certamente dividirá as claques. Os nacalenses já não têm hipóteses de sobrevivência, todavia, estamos em crer que não pretenderão ser os “bombos da festa” de ninguém, num fim-de-semana de ebulição naquela província.

Nos outros desafios da ronda, realce para a deslocação do Maxaquene ao Niassa, onde joga domingo com FC Lichinga, no Estádio Municipal 1º de Maio. No mesmo dia, Ferroviário da Beira terá pela frente Chingale e HCB de Songo receberá Matchedje, no campo do Desportivo de Tete, uma vez adiada a inauguração do Estádio 27 de Novembro, na “capital da energia”. Atlético Muçulmano e Textáfrica encontram-se amanhã, no ex-campo do Maxaquene, na Baixa.