Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

11.Fev.09

AFROTAÇAS - Ferroviário a caminho de Kampala


O FERROVIÁRIO de Maputo, um dos representantes moçambicanos nas Afrotaças, segue esta manhã para Joanesburgo, de onde partirá ao final da tarde para a capital ugandesa, onde domingo vai lutar pela passagem à primeira eliminatória da Liga dos Campoões Africanos diante do Kampala City.


A missão é mesmo de grande risco, atendendo que o resultado conseguido na primeira mão, no dia 1 deste mês, no Estádio da Machava, foi à tangente (2-1). Esta vitória, que os locomotivastransportam na bagagem, precisa de ser gerida no terreno do adversário para que Moçambique continue nesta que é a mais importante prova africana de clubes.


O Ferroviário, por aquilo que tem feito desde o princípio desta época, merece um resultado positivo em Kampala, até porque o adversário não é de outra galáxia, avaliando pelo jogo da primeira mão.

Aliás, Paulo Camargo, o técnico brasileiro ao serviço dos locomotivas, disse estar satisfeito com o rendimento dos seus jogadores e considerou a conquista da Supertaça moralizadora para o confronto do próximo domingo.~

SUPERTAÇA MORALIZA-NOS

A vitória do Ferroviário sobre o Atlético Muçulmano, por 3-1, no domingo, na final da Supertaça, e que consequentemente ditou a primeira conquista dos locomotivas esta época, abre boas perspectivas para o desafio frente ao Kampala City a contar para a segunda mão da primeira eliminatória da Liga dos Campeões Africanos. Esta é a visão do técnico Paulo Camargo. Este é o primeiro título do brasileiro, a nível individual, no seu segundo ano a trabalhar no futebol moçambicano.

Ganhar é sempre bom. Moraliza-nos para os próximos desafios. A seguir teremos o Kampala City, um adversário muito forte, demonstrou isso aqui em Maputo, na primeira mão, mas sinto que estamos a cada treino a melhorar as novas movimentações. 

Os jogadores vão ficando mais soltos, pelo que nesse jogo das Afrotaças é de se esperar um Ferroviário ainda mais dinâmico comparativamente ao da primeira mão, disse, acrescentando que o Ferroviário tem vindo a trabalhar arduamente.

Aliás, Paulo Camargo afirmou que as boas prestações da equipa locomotiva nos jogos até então efectuados são reveladores do grande espírito de trabalho e de união que norteia o ambiente do campeão nacional. ;Os jogadores têm demonstrado uma invejável dedicação nos treinos. É notável a forma como procuram melhorar os índices de execução bem como um melhor enquadramento táctico, acentuou.

No que diz respeito ao primeiro aspecto, destacou a boa forma do médio esquerdo Maurício, que, segundo ele se tem notabilizado como um exímio marcador de livres. No jogo frente ao Atlético Muçulmano voltou a fazer gosto ao pé depois de o ter feito diante dos ugandeses do Kampala City, contribuindo desta forma para a vitória à tangente do Ferroviário (2-1).

QUANTIDADE ALIADA À QUALIDADE

A boa disposição e confiança são palavras que por estas alturas dominam as hostes locomotivas. Paulo Camargo é um homem feliz. Teve uma estreia auspiciosa na turma verde-e-branca ao conquistar a terceira prova nacional mais importante quando se fala de competições de top.

Motivos para sorrir existem de sobra, segundo refere o técnico brasileiro, visto que está a formar um conjunto onde a quantidade tem-se aliado à qualidade, o que deixa ainda mais animado e fá-lo olhar para o futuro com bons olhos.

Estou satisfeito com o plantel que tenho à disposição. São 25 jogadores que compõem a equipa e todos são de excelente qualidade, dificultando as minhas escolhas. No jogo frente ao Atlético não pude contar com Jerry (a cumprir castigo disciplinar) e para o seu lugar entrou Artur e devo dizer que não se notou muito esta ausência, pois este deu conta do recado, o que me deixa satisfeito já que ficou assente que posso contar com todo o grupo, frisou.

O certo é que a excelente qualidade dos jogadores funciona paradoxalmente como uma boa dor de cabeça para Paulo Camargo que se mostrou satisfeito com a produção da equipa e manifestou o desejo de ver os jogadores manterem os níveis de empenho por forma a crescerem jogo-a-jogo.

OLHAR PARA A BASE

Para manter a boa estrutura locomotiva, Camargo é de opinião que a direcção e técnicos devem olhar para a base, em particular os juniores, visto que são estes que têm saltado para os seniores.

É importante que se comece a valorizar ainda mais os atletas da casa, pois existem bons valores que precisam apenas de ser potenciados, disse.

Esta época, o Ferroviário reforçou-se com jogadores com credenciais firmadas no futebol nacional, como são os casos de Mendes e Néne (ex-Ferroviário da Beira), o internacional moçambicano Hening Comé. Opções que podem se justificar com o facto de nesta época os locomotivas terem que participar nas competições africanas onde se exibe jogadores com algum ritmo competitivo e habituados a embates internacionais.

Eis a lista dos convocados para este jogo:

Rodrigo, Pinto, Whisky, Zabula, Nadjuco, Maurício, Jotamo, Tchaka, Jerry, Butana, Joca, Danito, Momed, Jair, Tony, Faife, Fredy e Mendes.