Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

25.Jan.10

CAN ANGOLA-2010: Gabão e Guiné-Equatorial candidatos ao próximo CAN




DUAS delegações encabeçadas pelos ministros dos Desportos do Gabão e da Guiné-Equatorial deslocam-se a Luanda para apresentar amanhã, em conferência de imprensa conjunta, o projecto da 28ª edição da Taça de África das Nações em futebol, a disputar-se em 2012, naqueles dois países da África Central.

De acordo com o secretário-geral adjunto do Comité Organizador do Campeonato Africano das Nações (COCAN) de 2012, o equato-guineense Mariano Ebang Anguesomo, que prestou a informação à ANGOP, a cerimónia será realizada no Hotel de Convenções Talatona, às 17.00 horas (18.00 horas em Maputo).

Adiantou que o programa da sessão compreende um vídeo dos dois países, uma conferência de imprensa conjunta e um cocktail, pelo que aproveitará o momento que se vive em Angola, com a disputa do CAN2010, para mostrar aquilo que está a ser feito pelos organizadores da próxima festa desportiva no continente berço da humanidade.

Em relação à Guiné-Equatorial, Mariano Ebang referiu que a população do seu país está já a ser sensibilizada sobre o evento, baseando-se no exemplo de Angola, que recebeu os visitantes de mãos abertas e acredita que dentro de dois anos a festa estará garantida.

“Nas duas cidades guineenses que albergarão a prova - Bata e Malabo - vamos mobilizar jovens estudantes para encher os estádios. Em princípio, a política de sensibilização dos adeptos será a mesma nas cidades gabonesas de Libreville e Franceville. A nível dos adeptos temos certeza que teremos a maior afluência de públicos aos estádios”, perspectivou o dirigente desportivo.

O também secretário-geral da Federação Equato-Guineense de Futebol explicou que o seu país está preparado para acolher a prova, pois considera que o facto de ter recebido em 2009 o CAN/feminino, ganho pelas anfitriãs, deverá facilitar a organização.

“Temos as condições criadas, com infra-estruturas desportivas. Essas vão sofrer retoques para adequá-las às exigências da CAF. Tal como Angola fez, também vamos construir dois campos de apoio em cada cidade. Os hotéis também estão a ser construídos e outros em reabilitação para acomodar os visitantes”, pontualizou.

A nível das estruturas sanitárias, a Guiné-Equatorial está, segundo Mariano Ebang, a investir igualmente nessa área. Por isso, reforçou, outras unidades beneficiam de obras de melhoramento. “Essa experiência, em Angola, é válida, porque conseguimos ver como podemos avançar para uma organização exitosa”, concluiu.