Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

06.Jul.09

Hóquei patins: Moçambique aposta em treinador espanhol

Angola, Brasil e Moçambique surgem no 39.º campeonato do Mundo de hóquei em patins com treinadores espanhóis, num sinal evidente da aposta destes países lusófonos na modalidade.

O treinador português Fernando Fallé ...
Os angolanos, oitavos no último Mundial, preparam-se há cerca de um mês em Espanha e têm em Miguel Umbert Riera um treinador capaz de dar seguimento ao trabalho desenvolvido pelo português Fernando Fallé, que esteve neste país durante os últimos quatro anos.

Umbert Riera foi seleccionador espanhol e tem como principal qualidade o desenvolvimento de jogadores jovens, até porque trabalhou com os juniores dos actuais bicampeões do Mundo durante longo tempo.

Jordi Camps, por outro lado, foi a aposta da selecção brasileira para este Mundial: o ex-seleccionador da Catalunha, com experiências em clubes como o Voltregá, tem como obrigação superar o sétimo lugar registado o 38.º Mundial de hóquei em patins, em Montreux.

Os brasileiros, que têm jogadores de elevada capacidade técnica, têm crescido ao longo dos últimos mundiais e necessitam apenas de maior consistência táctica.São por isso, tal como os angolanos, candidatos a um lugar de destaque, embora pareça não terem ainda capacidade para atingirem o jogo decisivo.

O 39.º Campeonato do Mundo disputa-se em Vigo e Pontevedra, Espanha, de sábado a 12 de Julho.Já em Moçambique, a aposta recaiu igualmente num treinador catalão: Josep Maria Barbera.Barbera, que surge na selecção moçambicana (nona classificada no último Mundial) para apoiar o seleccionador Pedro Pimental e poderá contar no ringue com o experiente Nuno Adrião, é o actual seleccionador da equipa feminina da Catalunha.

Os restantes países em Vigo apresentam praticamente todos treinadores das respectivas nacionalidades, embora Inglaterra volte a contar com o contributo do já "histórico" Carlos Amaral.

O português tem sido um dos principais estrategas do desenvolvimento do hóquei em patins em Inglaterra, aliás o país que venceu os dois primeiros campeonatos do Mundo da modalidade.