Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

17.Dez.09

“Noite dos Campeões” em boxe: Muita luta pouca qualidade


MUITA luta e pouca qualidade é como se pode considerar a sessão de boxe denominada “Noite dos Campeões” realizada domingo no Pavilhão do Iquebal, na baixa da cidade de Maputo.

A sessão era aguardada com enorme expectativa, mas a ausência de alguns dos melhores pugilistas da cidade de Maputo, que inclusivamente condicionou alguns combates, esteve na origem da fraca qualidade do espectáculo. Aliado a isso, esteve também o facto dos “boxeiros” estarem psicologicamente afectados pelo adiamento do Campeonato Nacional que deveria ter tido lugar este mês na cidade de Nampula.

Contudo, os que subiram ao ringue deram o seu máximo, mas sem atingirem aquele estatuto a que nos habituaram.

A arbitragem foi uma verdadeira lástima e continua a ser o calcanhar de Aquiles para o desenvolvimento da modalidade. No domingo foi triste ver alguns juízes a tomarem decisões desastradas e tudo indica que estão a precisar de uma reciclagem urgente.

As decisões nos primeiros dois combates por pouco deitavam tudo abaixo. Para muitos, principalmente para os entendidos, na matéria, os vencedores acabaram sendo vítimas e passaram para posições de vencidos, o que criou, em alguns momentos, um mal-estar. Os próprios atletas reconheceram ter havido uma mão dos juízes nas suas vitórias e/ou derrotas.

Mas, mais do que os resultados, o importante foi que a época na cidade de Maputo encerou num ambiente festivo com o Ferroviário a ficar com o canecão, redimindo-se do fracasso no Campeonato.

Agora resta saber até quando a realização do Campeonato Nacional adiado à última hora por motivos ainda por esclarecer. Aliás, a Federação Moçambicana de Boxe evoca a não disponibilização de recursos financeiros por parte do Fundo de Promoção Desportiva para a realização da prova.

Pelo sim ou pelo não, a Federação deveria ter-se acautelado a esta situação para não criar um mal-estar no seio dos atletas e dirigentes dos clubes a que pertencem. Até porque este elenco está no seu primeiro ano de exercício e caso não consiga realizar o “Nacional” poderá ter manchado a sua reputação para os restantes anos do seu exercício.

Vejamos os resultados completos da sessão de domingo:

48 kg: Álvaro Germano (Matchedje)-Filipe António (Academia Lucas Sinóia) (1-2)

51 kg: Valdo António (Ferroviário)-Jaime Magaia (Matchedje) (2-1)

57 kg: Augusto Matule (Lucas Sinóia)-Regan José (Ferroviário) (0-3)

57 kg femininos: Maria Manuel (Lucas Sinóia)-Flora Angélica (Matchedje) (3-0)

64 kg: Watch António (Matchedje)-Alcides Fernando (Ferroviário) (3-0)

69 kg: Roberto Carlos (Ferroviário)-Francisco Daniel (Matchedje) (1-2)

91 kg: Isac Dimande (Ferroviário)-Fernando Mendes (Ferroviário) (3-0)