Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

13.Abr.09

MOÇAMBOLA-2009: Costa do Sol, 3 – FC Lichinga, 0: Ficaram mais por marcar

O COSTA do Sol realizou ontem diante do FC Lichinga uma grande exibição que se saldou numa goleada, por 3-0. Todavia, pode-se dizer que esta vitória avolumada podia ter sido por mais golos, pois os “canarinhos” desperdiçaram uma “mão” cheia de oportunidades para gizar por mais vezes a baliza defendida por Priscas.

outros festejam o título de campeão nacional
Em domingo de Páscoa, os “canarinhos” estiveram mesmo em tarde inspirada. Reflexo disso é que ainda não estavam decorridos dez minutos e já tinham criado três claras oportunidades para inaugurar o marcador, no entanto dois dos remates, de Mambo e Ruben, foram dar à trave e de Silvério foi parado por uma grande intervenção do “keeper”.

O Costa do Sol que se apresentava no seu sistema clássico de 4-4-2 mandava no jogo perante um adversário que não tinha “pernas” para travar o ataque dos “carinhos”, muito bem orquestrado por aquele que já lhe chamam “mestre Ruben”. Aliás, foi dos pés deste médio criativo, a melhor unidade em campo, que saiu o primeiro golo do Costa do Sol à passagem dos 20 minutos, o que de certa forma veio conferir justiça na partida.

A turma da casa podia ter saído para o intervalo a ganhar por 2-0, no entanto, Félix, que foi chamado à equipa inicial para o lugar de Tó, rematou ao lado.

Na segunda parte assistiu-se a um Costa do Sol ainda mais acutilante no ataque, sobretudo depois da entrada de Alvarito que veio dar mais consistência ao meio-campo, libertando João Mazive e Silvério que pelas alas levavam apuros à defensiva contrária com os seus cruzamentos “venenosos”.

Foi num desses lances que o Costa do Sol chegou ao segundo golo. João Mazive vai à linha de fundo, cruza e Marufo surge em boa posição já dentro da pequena área para apontar o 2-0. Mas este era um triunfo que pecava por escasso, já que Marufo e Tó, este último que havia entrado para o lugar de Félix, desperdiçaram duas excelentes oportunidades.

O Lichinga não tinha espaço para delinear as suas jogadas de ataque e quando encontrava fazia-o de forma disparatada. Assim sendo, era de longe que tentava a sua sorte, Paunde e Sadique foram os que procuraram gizar a baliza à guarda de Antoninho.

No entanto, foi o Costa do Sol que chegou ao 3-0 através de Tó já perto do final do encontro.

No final, apesar da vitória, os adeptos “canarinhos” ficavam com a sensação de que a goleada soube mesmo a pouco.

O árbitro do encontro Celestino Gimo realizou um bom trabalho.

ÁRBITRO: Celestino Gimo, auxiliado por Henriques Langa e Estrela Gonçalves. Quarto árbitro: Amosse Lázaro.

COSTA DO SOL: Antoninho; Kito, Jonas, Dito e João Mazive; Silvério, Mambo (Alvarito), Josimar, Ruben (Hilário), Félix (Tó) e Marufo.

FC LICHINGA: Priscas; Maior; Maune; Sadique e Chimbeta; Clement (Kotoko); Paunde, Rachide e Casimiro (Onucha), Nando e Metangula.

ACÇÃO DISCIPLINAR: cartões amarelos para Mambo (Costa do Sol), Clement e Paunde (FC Lichinga)

IVO TAVARES

1 comentário

Comentar post