Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

07.Mai.09

Com o apoio do Brasil: Fábrica de bolas funciona na capital

Ministro Sumbana na fábrica de bolas (C. BERNARDO)
O Ministro da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana, esteve ontem no local para se inteirar dos trabalhos em curso e do grau de implementação do projecto, que envolve especialistas brasileiros.

A nossa Reportagem, que também esteve no local, acompanhou de perto o processo de fabrico de bolas para diversas modalidades, essencialmente destinadas à massificação desportiva.

O gerente do projecto visando a instalação da fábrica de bolas em Moçambique, o brasileiro Gerêncio Nelcyr de Bem, disse que já foram produzidas perto de 300 bolas, desde que há duas semanas iniciou o treinamento prático dos jovens moçambicanos, seleccionados através de um concurso público. Salientou que a capacidade de produção do pessoal em formação poderá atingir, semanalmente, 400 exemplares, atendendo que, por dia, a média é de duas/três bolas por cada um.

Gerêncio Nelcyr de Bem revelou que o equipamento instalado e o material disponível é suficiente para a produção de 7500 bolas para cinco modalidades, designadamente futebol, basquetebol, voleibol, futsal e andebol. Segundo ele, o limite de produção será determinado pelo investimento que o Governo moçambicano for a fazer em termos de recursos financeiros e humanos, para a formação de mais pessoal e capacitação dos que já foram treinados.

O Ministro da Juventude e Desportos, Fernando Sumbana, visivelmente satisfeito com a execução do projecto, não falou de uma produção à escala nacional, por enquanto, mas equacionou a possibilidade de formação de mais pessoal e sua especialização nesta matéria para, no futuro, servir de promotor de produção local em diversos pontos do país.

Gerêncio de Bem revelou que três dos melhores seleccionados seguirão para o Brasil, para um estágio de um mês na Unidade de Produção de Bolas do Ministério do Desporto daquele país latino-americano.