Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

14.Set.09

MOÇAMBOLA-2009: Campeão está vivo e… recomenda-se!

NO sábado, à saída do campo dos “canarinhos”, Chiquinho Conde esfregava as mãos e fazia as contas lógicas de quem realmente tem ambições de reconquistar o título

Chiquinho treinador do Desportivo
E não eram contas difíceis: uma vitória sobre a Liga Muçulmana era suficiente para igualar o comandante e a partir daí começar a ver o que oferece o futuro.


Um futuro que passa por quatro jornadas, determinantes e aguardadas com extraordinária expectativa. Depois de um período algo titubeante, o campeão nacional aqui está, bem vivo e a recomendar-se.

Ontem, no campo do Maxaquene, na Machava, o Ferroviário não quis dar tréguas à Liga Muçulmana. Com uma entrada verdadeiramente em grande, aos 12 minutos já abria o activo, por intermédio do atacante Luís, que viria a fixar o resultado final em 2-0, aos 40, proporcionando à sua equipa uma saborosíssima vitória e um relançamento para a gigantesca luta que vem aí.

Na véspera, Costa do Sol e Desportivo tinham oferecido um grande espectáculo de futebol, repartido e com a igualdade (1-1) a justificar-se plenamente. Os “alvi-negros” dispuseram do domínio dos acontecimentos num determinado período da contenda e os “canarinhos” também tiveram o seu, com a perseverança por si demonstrada a ser coroada de êxito.

Binó abriu o activo e Félix empatou, mesmo ao cair do pano, para gáudio dos adeptos do Costa do Sol e ira dos “alvi-negros”, apontando imediatamente o dedo acusador ao árbitro Dionísio Dongaze, que expulsou Mexer, numa altura decisiva da contenda, e João, já no fim.

Difícil, mas bastante compensador foi o triunfo do Maxaquene, na deslocação ao Estádio Municipal 1º de Maio, diante do FC Lichinga por 1-0 e mantendo o quinto posto. O Ferroviário da Beira e o HCB de Songo, que disputam entre si a hegemonia da zona centro, ganharam em casa: os tetenses ao Matchedje por 2-1 e a turma do Chiveve ao Chingale por 1-0, tendo obtido na marcação de uma grande penalidade.

Na interessante luta pela figa à despromoção, o Atlético Muçulmano deu um passo em frente, mercê da vitória sobre Textáfrica por duas bolas sem resposta. Abaixo da linha de água, e no frente-a-frente nampulense, o Ferroviário da capital nortenha bateu o Ferroviário de Nacala por 1-0, estando neste momento com os olhos para a busca da manutenção.

Na classificação, Desportivo e Ferroviário de Maputo seguem à frente com 44 pontos cada, seguidos da dupla Costa do Sol/Liga Muçulmana 40, Maxaquene 36, HCB 31, Ferroviário da Beira 30, Matchedje, FC Lichinga e Atlético Muçulmano 26, Chingale 24 e, na zona da despromoção, Ferroviário de Nampula 22, Textáfrica 21 e Ferroviário de Nacala 12 pontos.

Na 23ª jornada, no próximo fim-de-semana, teremos os encontros Desportivo-HCB, Matchedje-Atlético Muçulmano (sábado), Textáfrica-FC Lichinga, Maxaquene-Ferroviário de Nacala, Ferroviário de Nampula-Liga Muçulmana, Ferroviário de Maputo-Ferroviário da Beira e Chingale-Costa do Sol.