Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

28.Nov.08

“Nacional”de boxe : Ferroviário ameaça abandonar a prova


A EQUIPA do Ferroviário de Maputo está a ameaçar abandonar o Campeonato Nacional de Boxe, que se disputa desde a passada quarta-feira na cidade de Chimoio, província de Manica, em protesto à qualidade de arbitragem apresentada na primeira jornada.


As deficiências dos juízes foram indisfarçáveis no combate que envolveu Hilário Máquina, de Nampula, e Paulo Lourenço, do Ferroviário, quando permitiram que o jogador nampulense pontapeasse o adversário sem interromper o jogo.

No final, Hilário Máquina foi proclamado vencedor, sob fortes protestos dos elementos afectos ao Ferroviário, que ameaçaram abandonar o campeonato. Quanto a nós, o pugilista de Nampula foi melhor, sendo de condenar a agressão ao adversário.

O nível dos árbitros do campeonato está a ser contestado por outros intervenientes na prova. Isto acontece porque a cidade de Maputo, única que regista competições regularmente, se faz representar apenas por um árbitro no activo, enquanto os juízes das províncias são a maioria e ignoram as principais regras da modalidade.

Na primeira jornada, realce para os pugilistas de Nampula, que se apresentam fisicamente muito fortes, enquanto os do Matchedje, campeão em título, estão irreconhecíveis.

Com efeito, o atleta do Matchedje, campeão da cidade de Maputo na categoria dos 57 kg e candidato ao título nacional, foi eliminado por José Máquina. Nos 54 kg, o “militar” Vasco Francisco venceu Sérgio Estêvão, de Nampula.

Nos 60 kg, José Carlos, de Nampula, derrotou Ibrahim Ângelo, de Sofala e nos 69 kg, Elias Marcelo, de Nampula, eliminou Américo Alfeu, do Matchedje.

A competição conta com a participação de perto de 50 pugilistas em representação das províncias de Nampula, Manica, Sofala, Inhambane e Maputo-cidade. Niassa, que era esperada até ontem, não vai a tempo de disputar o campeonato.

Entretanto, os dois candidatos à presidência da FMBoxe, nomeadamente João Caldeira e Horácio Quepisso, ainda não estão no Chimoio, esperando-se que o façam a qualquer momento, uma vez a Assembleia Geral que vai eleger os novos corpos sócias da federação está marcada para domingo.

Dados apurados no Chimoio indicam que Horácio Quepisso está fora da corrida presidencial, uma vez não ter conseguido convencer nenhuma associação provincial de boxe para suportar a sua candidatura. Algumas associações provinciais defendem o adiamento do acto eleitoral, justificando que não houve tempo suficiente para todos interessados submeterem as suas candidaturas.