Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

18.Nov.09

MUNDIAL-2010 - Egipto e Argélia vão à "guerra" no Sudão

FICA hoje decidida, no Sudão, qual será a sexta selecção africana apurada para o Campeonato do Mundo de 2010, depois do Gana, Costa do Marfim, Nigéria, Camarões e África do Sul, este último qualificado automaticamente na condição de anfitrião, terem carimbado a passagem.

Destaque da seleção egípcia
Egipto e Argélia são as formações concorrentes a ocupar a vaga em aberto e, esta tarde, no Sudão, medem forças num “play-off”, após terem terminado empatados em pontos (10) e em golos marcados e sofridos no respectivo grupo (9-4).

No último desafio, disputado sábado no Cairo, Egipto venceu por 2-0, numa partida que acabou degenerando em violência entre os adeptos das duas selecções, pelo que o jogo desta tarde é considerado uma autêntica “guerra”.

FANATISMO

A eliminatória entre Argélia e Egipto há muito que extrapolou as fronteiras da rivalidade. Entrou-se no campo do fanatismo, que levou, segunda-feira, à retaliação. Adeptos argelinos pegaram fogo e saquearam a sede da companhia aérea “Egypt Air”, na capital Argel. O edifício estava fechado e sem funcionários por já se temer o pior.

Segundo várias testemunhas, os distúrbios foram provocados por dezenas de adeptos argelinos furiosos. Arrombaram as portas, roubaram o que quiseram e no fim pegaram-lhe fogo. Esta não é a primeira vez, aliás, que adeptos argelinos têm atitudes de retaliação em relação ao Egipto.

No domingo à noite, a sede da Djezzy (uma empresa telefónica egípcia), também em Argel, foi atacada por centenas de pessoas, que roubaram e destruíram o edifício. Em Msila, também na Argélia, foram detidos oito jovens que atacaram vivendas numa zona conhecida por ser um bairro de cidadãos egípcios.

Mais de uma centena de egípcios, aliás, já abandonou a Argélia com receio de serem alvo da fúria dos argelinos. Recorde-se que todo este clima começou com o ataque dos adeptos egípcios ao autocarro da selecção argelina, na sexta-feira. Após o jogo (2-0 para os “Faraós”) vários adeptos argelinos foram atacados.