Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

30.Jul.09

O futuro dos “Mambas” reside nesta rapaziada

O FUTURO dos “Mambas” é promissor desde que se faça um trabalho contínuo e regular a nível da selecção de Sub-23, que ontem demonstrou uma certa qualidade que é justificada pela vitória sobre o combinado principal do Lesotho, por 3-1, em partida amigável realizada no campo do Costa do Sol.

MIGUEL Chau, técnico-adjunto dos **“Mambas”**
Os tentos moçambicanos pertenceram todos a Tony, o jovem ponta-de-lança do Ferroviário da Beira, que assim veio provar que é uma aposta a contar com ela futuramente a nível da selecção “A”, os “Mambas”. Aliás, esta foi a apreciação do adjunto técnico dos “Mambas”, Miguel Chau, que orientou a equipa. Chau salientou que a partida com os basutho deu indicações sobre as possíveis alternativas a serem encaixadas na selecção “A”, que já requer algum reforço sobretudo no ataque.

O seleccionador nacional, Mart Nooij, esteve a acompanhar o jogo da bancada principal do campo dos “canarinhos” com o objectivo de tirar ilações em relação a cada um dos atletas que evoluíram no terreno, à busca de soluções para os “Mambas” e, no entender de Miguel Chau, ele terá saído satisfeito e com algumas indicações sobre as prováveis apostas para a selecção “A” que, no próximo dia 5 de Setembro, defrontará o Quénia, em mais uma partida de qualificação para o CAN e Mundial-2010.

Os prognósticos lançados para este jogo por alguns dos atletas seleccionados para o encontro foram confirmados na prática, visto que a equipa apresentou-se com uma estrutura equilibrada, que revelou algum conhecimento mútuo entre os seleccionados e uma boa interpretação táctica, que culminou com a vitória, por 3-1.

Houve um perfeito entendimentos entre os sectores: O quarteto defensivo constituído inicialmente por Butana, Mexer, Zainadine Júnior e Mayunda, revelou-se bastante coeso. No meio-campo, Josimar, pela direira, e Ruben, pela esquerda, apoiados por Nelsinho e Mustafá foram aguerridos e a experiência dos alas foi preponderante para catalizar o jogo ofensivo e valeu a técnica apurada de Tony na finalização. Maninho, que fazia a dupla com Tony, é que se revelou algo apático, mas soube colaborar com o seu companheiro de ataque.

MAIS JOGOS DE CONTROLO

Para além de servir de diagnóstico da capacidade dos atletas que possam ser elegíveis para os “Mambas”, o jogo de ontem foi um teste para a participação no primeiro torneio de futebol da CPLP de Sub-23, que se realizará em princípios de Setembro no Brasil. Miguel Chau voltou a vincar a necessidade de pôr a equipa a rodar regularmente, tendo em conta que é a base para o futuro dos “Mambas”.

A selecção de esperanças não se movimentava desde 2007, razão que pode ser relacionada com a crise de opções a nível da selecção “A”. Segundo Chau, a selecção de Sub-23 precisa de uma média de 100 jogos por ano, sendo a que está mais próxima da principal, por forma a oferecer várias alternativas aos “Mambas”.

Aliás, Chau anotou que nos países onde o futebol é sério, as selecções de esperanças estão constantemente em rodagem, através de participação em vários torneios internacionais. Disse, por exemplo, que a maior parte das selecções de Sub-20 que participaram nos Jogos da Lusofonia tem uma média de 60 jogos por ano, razão pela qual se revelaram mais astutas em relação ao combinado nacional.

SALVADOR NHANTUMBO