Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

20.Jan.10

CAN ANGOLA-2010: Melancólicas “Super Águias”


ATÉ aqui, ninguém disse que a Nigéria está riscada do grupo dos potenciais candidatos ao título.

Todavia, a melancolia e a palidez que têm vindo a caracterizar as suas actuações – o que é contraproducente para um mundialista, a cinco meses do África do Sul-2010 – colocam as “Super Águias” num degrau abaixo daquele em que se encontram Egipto, Costa do Marfim, Camarões e Gana, até porque muitos analistas não acreditam que, esta tarde, diante de Moçambique, possa conseguir uma transição pacífica e acima de tudo convincente.

Em Benguela, Nigéria começou por perder diante do Egipto por 3-1. Esteve a vencer por uma bola sem resposta, golo de Obasi, mas permitiu a recuperação dos “Faraós”.

A seguir, derrotou Benin por 1-0, na transformação de uma grande penalidade concretizada por Yakubu. Em nenhum destes dois embates convenceu. O atabalhoamento da equipa é uma realidade. A forma viva e alegre que é apanágio do seu futebol praticamente não existe nesta prova, para total desencanto dos seus adeptos, mesmo ainda acreditando na possibilidade de melhores dias acontecerem.

Obi Mikel, a assumir o papel de maestro, lidera uma sinfonia desafinada e mesmo o jovem Obasi, de quem se esperava uma grande explosão, existiu apenas no tento frente a Egipto. Etuhu é uma unidade a ter em conta, tal como Yakubu, mas vê-se claramente que são águias de uma ninhada preguiçosa e com voos comprometedores. O guarda-redes Vincent Enyeama, que normalmente tem sido referenciado nestas competições, foi batido sem apelo nem agravo pelos “Faraós”.

Sendo assim, se efectivamente os “Mambas” assentarem o seu jogo habitual e conseguirem colocar os nigerianos nervosos, uma vitória pode estar à vista. Na classificação, a diferença é de dois pontos: três para Nigéria e um para Moçambique, num grupo em que Egipto soma seis – já qualificado – e Benin também um.