Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

03.Jun.09

Andebol: Selecção Nacional de Sub-20 conquista “Challenger Trophy”

O ANDEBOL moçambicano está em festa. A Selecção Nacional de Juniores Masculinos conquistou no fim-de-semana, em Lusaka, Zâmbia, o Torneio “Challenger Trophy”, prova que envolveu os combinados da África Austral (zona VI), nomeadamente Moçambique, África do Sul, Zâmbia, Lesotho e Zimbabwe.

O DESPORTO vai de mal a pior na província de Gaza, principalmente na cidade de Xai-Xai, onde as modalidades de salão
Moçambique venceu todos os jogos convincentemente, alguns dos quais de forma arrasadora. Na estreia bateu o Zimbabwe, por 39-16, uma diferença de 23 golos que reflecte a supremacia da equipa nacional. Os zimbabweanos, que acabaram na última posição, foram a grande desilusão da prova visto que têm vindo a fazer um bom trabalho na formação e eram cotados como candidatos aos lugares cimeiros.

Na segunda jornada, Moçambique obteve a vitória mais “gorda” frente ao Lesotho, por 49-13. O embate diante dos basutho acabou servindo para a Selecção Nacional poupar algumas pedras nucleares e até ensaiar algumas jogadas para o confronto que se seguia com a África do Sul, a principal adversária da turma moçambicana na corrida pela primeira posição.

O certo é que a equipa moçambicana não teve problemas para superar os sul-africanos, acabando por triunfar com toda a naturalidade, por 25-17. A primeira posição estava praticamente confirmada, já que na última jornada o adversário chamava-se Zâmbia e apesar de jogar em casa não teria gabarito para contrariar o potencial do conjunto nacional.

E foi realmente o que se viu, a equipa moçambicana esmagou a formação anfitrião, por 34-11, uma vitória que elucida o quanto Moçambique foi superior. Aliás, uma superioridade que se fez notar em toda a prova. A turma nacional marcou 147 golos e sofreu 57.

A primeira posição valeu a Moçambique o apuramento para a segunda fase desta prova a realizar-se no próximo ano com a presença dos sete vencedores das restantes zonas africanas.