Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

09.Jul.09

MUNDIAL DE HÓQUEI EM PATINS ESPANHA 2009 - Finalistas de Montreux enfrentam-se nos quartos

OS quartos-de-final, que hoje se iniciam, têm agendada uma partida que não era esperada assim tão cedo. Trata-se do embate entre Espanha e Suíça, campeã e vice-campeã mundial de Montreux-2007, respectivamente, num desafio em que os espanhóis ganharam por 7-1.

HÓQUEI EM PATINS
Os finalistas da edição passada cruzam-se prematuramente porque a Suíça se deixou surpreender no seu grupo pelo Brasil, que acabou como líder, relegando os helvéticos para a segunda posição, facto que originou um cruzamento com a Espanha, primeiro do Grupo A.

Será, portanto, o desafio dos quartos-de-final a ser seguido com mais atenção. Os espanhóis são favoritos a seguir em frente, a avaliar pelo seu potencial que ficou bem vincado na fase de grupos. O mesmo já não se pode dizer em relação à Suíça, que esteve muitos furos abaixo do que mostrou em Montreux e só conseguiu o apuramento graças a uma vitória sofrida sobre Andorra por 3-2.

Destaque ainda para o confronto entre Argentina e Itália, selecções que já se sagraram campeãs do mundo. Este será, “a priori”, o embate mais equilibrado desta fase, dado o nível equiparado de ambos os conjuntos.

Encontro entre duas formações lusófonas é o Brasil-Angola, que, a julgar pelo último resultado entre ambos, pode-se dizer que os brasileiros são claramente favoritos, se se atender que em Montreux venceram por 7-1, nesta mesma fase. Mas é provável que a história não se repita, até porque Angola está forte e bateu-se com denodo diante da Espanha.

Por seu turno, Portugal defronta França, após ter perdido com Argentina por 2-3, na última jornada da fase de grupos. Já os franceses são uma das equipas que ainda não perderam na prova e que evoluíram muito nos últimos anos. No “Mundial” passado, Portugal sofreu para bater a França (3-2). Nos últimos tempos, a equipa lusa tem tido muitas dificuldades para vencer a formação gaulesa.

Ivo Tavares, em Vigo