Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

26.Jan.09

Campeonato Nacional de Natação de Verão: Golfinhos resgata hegemonia



O CLUBE Golfinhos de Maputo resgatou ontem a hegemonia na natação nacional, conquistando mais uma vez o Campeonato de Verão, na piscina Raimundo Franisse. Trata-se do quinto título a cair nas mãos do clube, tendo para o efeito destronado o Ferroviário.

O CLUBE Golfinhos de Maputo resgatou ontem a hegemonia na natação naciona
A vitória do Golfinhos não foi nada fácil. Aliás, só conseguiu tirar vantagem sobre os “locomotivas” graças à grande margem conseguida em femininos, em que amealhou 41 pontos, contra 20 da equipa verde-e-branca. O Ferroviário destacou-se em masculinos, com 35 pontos, mais um que Golfinhos, mas não suficientes para superar o adversário na contagem geral, que reuniu 75 pontos contra 55 do grande adversário.

Nota de realce vai para o Ferroviário da Beira, que conseguiu, com muito esforço, chegar pela primeira vez ao terceiro lugar, que tradicionalmente pertence ao Desportivo. A subida dos beirenses deveu-se à extraordinária contribuição de Nuno Gomes, do escalão infantil, que foi o maior recordista do torneio, com nove máximos, contra um de Érico Cuna, do Golfinhos.

Os “locomotivas” da Beira somaram 33 pontos, 18 em masculinos e 15 em femininos. A seguir, desfilaram os Clubes Desportivo Tubarões do Maputo, Desportivo e Náutico da Beira.

Os “locomotivas” beirenses acabaram quebrando as expectativas que haviam sido desenhadas com o aparecimento dos Tubarões no terceiro lugar no Campeonato da Cidade de Maputo, afastando o Desportivo daquele lugar. Porém, a nova colectividade esteve longe das suas capacidades.

Em estafetas, foram batidos três recordes, sendo dois do Ferroviário da Beira e outro do seu homónimo de Maputo.

MAIS TÍTULOS INDIVIDUAIS

Atletas em mergulho à procura de mais recordes (A. Marrengula)

A grandeza do Golfinhos também foi notável a nível de categoria. O campeão esteve mais vezes no pódio do que os seus mais directos perseguidores. Esteve, em masculinos, em pré-iniciados e seniores, respectivamente através dos nadadores Érico Cuna e Ivo Chilaúle. Em femininos, esteve igualmente duas vezes, nas categorias de pré-iniciados e juniores, por Leila Taquidir e Géssica Stagno.

Por seu turno, o Ferroviário de Maputo destacou-se três vezes a nível de escalões, duas das quais em masculinos, nomeadamente em juvenis e juniores, através de Edson Coroa e Valdo Lourenço. A nadadora Raquel Lourenço impôs-se em juvenis femininos.

Enquanto isso, Ferroviário da Beira e Tubarões de Maputo notabilizaram por duas vezes a nível de categoria. Os beirenses estiveram em evidência em infantis masculinos e iniciados femininos, através dos atletas Nuno Gomes e Melina Here, enquanto os Tubarões faziam o mesmo em iniciados masculinos e infantis femininos, pelos irmãos Allan e Jannat Bique.

1 comentário

Comentar post