Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

18.Nov.09

Basquetebol –Taça dos Campeões Africanos: Desportivo e A Politécnica procuram quartos-de-final

TEM sido uma presença que se situa entre o bom e o suficiente, das formações moçambicanas participantes na fase final da 15ª edição da Taça dos Campeões de África em basquetebol feminino, a decorrer em Cotonou, capital do Benin.

Campeonato de Seniores Femininos entre o Desportivo e Apolitecnica
Tendo ambos efectuado até ontem três desafios, o Desportivo, detentor do título, registou uma derrota na estreia e venceu os jogos subsequentes, enquanto A Politécnica perdeu em duas ocasiões e ganhou numa.

Com 12 equipas participantes, a prova encontra-se dividida em dois grupos de seis cada, a saber: “A” – Energie (Benin), KPA (Quénia), ABC (Costa do Marfim), Radi (RD Congo), First Bank (Nigéria) e A Politécnica; “B” – Desportivo, Centremer (RD Congo), Interclube (Angola), Sporting Clube (Egipto), CSA (Costa do Marfim ) e First Deepwater (Nigéria).

Cotadas como principais favoritas à conquista do ceptro, as “alvi-negras” tiveram um começo decepcionante, ao baquearem diante das egípcias do Alexandra Sporting Clube por um ponto de diferença – 71-72. Vendo que podia correr sérios riscos na prossecução dos seus objectivos, o Desportivo, nas partidas seguintes, jogou de uma forma bastante decidida e à altura dos seus pergaminhos, facto que lhe valeu dois triunfos: 72-52 sobre as nigerianas do Deepwater e, ontem, 61-57 diante das marfinenses do CSA.

Hoje, a turma de Nazir Salé enfrenta uma missão bastante complicada, pois terá pela frente um outro candidato ao título: Interclube de Luanda. As angolanas têm estado bem nesta competição e são as líderes do grupo, pelo que o desafio de hoje servirá de grande teste às suas potencialidades. No frente-a-frente travado entre estes dois conjuntos, nas eliminatórias zonais, em Harare, o Desportivo levou a melhor sobre o Inter.

No Grupo “A”, A Politécnica está mais pressionada, tendo em conta o valor dos seus oponentes. As “universitárias” perderam nas duas primeiras jornadas diante das equipas mais fortes da série: 35-54 ante o ABC, da Costa do Marfim, e 54-74 frente ao First Bank, da Nigéria. O único triunfo da formação ora treinada por Alexandre Mata aconteceu no embate com as quenianas do KPA pela marca de 54-47.

Na jornada de hoje, A Politécnica defronta o Energie, do Benin, uma das equipas mais fracas da prova, no entanto, a beneficiar do factor casa, o que é sempre galvanizador.

De acordo com o regulamento da prova, os quatro primeiros classificados de cada grupo transitam para os quartos-de-final, para disputarem os lugares que vão do primeiro ao oitavo, enquanto os outros bater-se-ão pelos últimos lugares.