Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

centro de documentação e informação desportiva de moçambique

Este blog tem como objectivo difundir a documentação de carácter desportivo

Taça de Moçambique – Sorteio dos quartos-de-final: Festa do futebol em Xinavane

A FESTA e as tardes emocionantes de futebol de primeira água voltam a escalar Xinavane.

FAIZAL Sidat, director geral do Diário de Moçambique, ofereceu esta semana 25 mil meticais ao Têxtil do Púnguè, representante moçambicano na Taça CAF.
A “vila do açúcar”, outrora merecedora de pleno respeito por parte dos grandes, quando para lá se deslocassem com a finalidade de defrontar o velho Incomáti, irá receber o campeão Ferroviário de Maputo, na qualidade de visitante do Clube de Gaza, numa das partidas dos quartos-de-final da Taça de Moçambique/mcel, entre os dias 22 e 23 do mês em curso. A turma gazense será obrigada a jogar fora da sua casa em virtude de a província não possuir um campo relvado em condições de acolher um embate desta estirpe.

O sorteio dos quartos-de-final da segunda maior competição do calendário futebolístico nacional teve lugar ontem à noite e, sem grandes surpresas, ditou a viagem dos principais favoritos à conquista da prova, que coincidentemente tiveram números pares na escolha das bolas, para o terreno das formações teoricamente menos cotadas. No entanto, nada garante uma transição antecipada, pois a festa da Taça é prodígia em resultados menos esperados.

Deste modo, para além do facto de o Ferroviário de Maputo visitar o Clube de Gaza, que já foi vencedor da competição, há a registar a deslocação do Costa do Sol para o sempre inferno do Chiveve, onde lhe espera o reaparecido Têxtil do Púnguè, que acaba de perder a conquista do campeonato provincial de Sofala a favor do Sporting da Beira.

O Atlético Muçulmano, detentor da Taça de Moçambique, viaja novamente para o Estádio 25 de Junho, para o frente-a-frente com o Ferroviário de Nampula, enquanto os “locomotivas” da Beira serão recebidos pela HCB de Songo, que deverá efectuar este embate na sua própria vila, naquilo que será o ensaio do novo campo construído no Songo.

Anunciado antes do sorteio que a prova será dirimida somente em campos relvados, a única questão que se levantava tinha a ver com o Clube de Gaza, caso calhasse ser anfitrião. E o capricho do sorteio ditou precisamente esta realidade.

O presidente da FMF, Faizal Sidat, colocou duas hipóteses, ambas na província do Maputo: Xinavane e Manhiça. O representante do clube desfez as dúvidas, dando a conhecer a sua preferência: Xinavane. Ainda se equacionou Chókwè, que também possui um campo relvado, mas Faizal foi peremptório: não reúne condições, nomeadamente de segurança, para acolher um jogo de tamanha natureza.

Esclarecidas todas as dúvidas, o final, como sempre, foi feliz, sobretudo para os que jogam em casa...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.